segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

OS NOSSOS CAMPEÕES (6) Manoel

Antes de Liedson, Manoel foi o último avançado a vir directamente do Brasil para o Sporting e a ter sucesso. Manoel da Silva Costa, nascido em 14-02-1953, no Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, foi um dos temíveis pontas-de-lança do Sporting, entre 1976 e 1981, tendo sido parceiro de avançados de eleição como Manuel Fernandes, Rui Jordão, Salif Keita ou mesmo Freire, então uma jovem promessa do Sporting e do futebol português. Contratado ao América do Rio de Janeiro, chegou a Alvalade em Março de 1976, com a temporada 75-76 a caminhar para o fim, fazendo o primeiro jogo em Braga, onde o Sporting perdeu por 2-1, em 11 de Abril. Tinha 23 anos. Em cinco temporadas e alguns meses, Manoel marcou um total de 47 golos em todas as competições (campeonato, Taça de Portugal e Taça UEFA). Uma boa marca, sobretudo tendo em conta que não tinha lugar garantido no “onze” titular, caso Manuel Fernandes, Jordão e Keita estivessem operacionais. Os 15 golos que marcou em 77-78 (ano em que venceu a Taça de Portugal) e os 17 golos que marcou em 79-80 (ano em que foi campeão nacional) foram o seu melhor registo por temporada, e, mesmo assim, nesses anos, não foi mais do que o terceiro melhor marcador do Sporting, tendo sido superado por Manuel Fernandes e Jordão. Não muito dotado tecnicamente, ao contrário da maioria dos brasileiros, Manoel era, no entanto, um avançado muito possante, daqueles que desgastavam qualquer defesa e abriam espaços para os companheiros. A sua “coroa de glória” foi um “hat-trick” na vitória de 3-0 sobre o Benfica, num jogo para a Taça de Portugal, em Março de 1977. Uma proeza que repetiria em 1980, na vitória do Sporting sobre o Marítimo por 4-1. Em 1981, com 28 anos, deixou Alvalade e foi desaparecendo. Andou pelo Portimonense (81-82; 1 golo) e pelo Sp. Braga (82-83; 5 golos), representou clubes secundários do Algarve e da zona de Lisboa. Terá jogado até perto dos 40 anos. Actualmente, com 54 anos, consta que é funcionário da distribuidora de jornais e revistas VASP.

1 comentário:

Eduardo disse...

Sinhores,

Lembro-me perfeitamente desses 3 golos contra o C.S. Mar�timo. At� poderiam ter sido 4. Manoel fez uma manobra em que trocou a bola de um p� para o outro por tr�s do p� de apoio e, a� a uns 15-20 metros da baliza, manda a bola � barra.

O Mar�timo fez o 0-1 num tira�o do ex-sportinguista Valter do 'meio da rua'. O Zezinho fez o 1-1, ainda na 1.� parte e o Manoel marcou os outros 3 golos na segunda metade.

Um Feliz e Pr�spero Ano Novo para Todos.
/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...