terça-feira, 27 de maio de 2008

"Adeptos" chumbam plano de Soares Franco

O LEÃO DA ESTRELA recebeu um comunicado da Associação de Adeptos Sportinguistas (AAS), cujo teor transcreve na íntegra:
"No seguimento da recente proposta da Direcção do Sporting Clube de Portugal, a ser sufragada na próxima AG do próximo dia 28, a Associação de Adeptos Sportinguistas (AAS) informa que:
1. Aguardou serenamente pela sessão de esclarecimento proposta pela Direcção do Clube.
2. Não se considera totalmente esclarecida quanto aos reais propósitos da operação proposta, preferindo uma reformulação da mesma em diferentes moldes, aproveitando as ideias-chaves positivas que a mesma proposta tem.
3. Os principais pontos a necessitar superior esclarecimento são:
a) A passagem da Academia para a Sporting SAD não contempla nenhuma amortização à actual dívida de 72 M€ do clube perante aquela.
b) A passagem da Academia para a Sporting SAD nos moldes propostos representa uma clara mais valia para os accionistas da SAD em detrimento do clube, dada a prevísivel valorização dos terrenos em causa
c) As VMOC’s podem ser convertiveis para acções caso o Sporting não consiga, no prazo de 5 anos, angariar os 60 M€ necessários para distribuir pelos investidores das VMOC’s. Qual é, então, a estratégia do clube para, no espaço de 5 anos, angariar tal quantia?
d) A conversão das VMOC’s em acções da Sporting SAD resultarão num aumento de capital, em que o Sporting Clube de Portugal perderá a maioria do capital social na SAD. Ainda que detentor de acções de categoria A – que permitem o bloqueio de determinadas decisões da Admnistração daquela empresa, como seja a alienação de património, a gestão do futebol do clube ficará totalmente nas mãos de investidores. Com tudo o que uma visão puramente economicista pode transportar de negativo para um clube desportivo.
e) A passagem da Sporting Comércio e Serviços para a Sporting SAD representa um claro défice ao nível ético, visto que o vendedor dos direitos televisivos tornar-se-ia igualmente o comprador.
f) É referido pela Direcção do clube que pretende investir no Projecto Desportivo. Que Projecto Desportivo é este, quais as suas linhas de orientação mestras e qual o seu planeamento estratégico?
4. Nestas condições e perante as dúvidas referidas, não considera ser plausível, aceitável ou responsável passar carta branca a ninguém, com todo o respeito que os orgãos sociais do clube nos merecem.
5. Lamenta a forma como a Direcção do clube procura impor a sua decisão, revelando a sua decisão de se demitir, caso a proposta colocada a sufrágio não seja aceite. Totalmente inaceitável, no sistema democrático em que vivemos.
6. Por tudo isto, a AAS votará em bloco “Não” e apela à mobilização dos restantes associados do clube bem como ao seu voto responsável!
Porém, mantemos a confiança que os orgãos sociais do clube consigam alterar a referida proposta indo ao encontro das preocupações dos associados.
Comité Executivo da Associação de Adeptos Sportinguistas

18 comentários:

Anónimo disse...

Nunca poderia votar em nada feito por estes aldrabões.

Anónimo disse...

Eu vou votar a favor por esta proposta,a acho que quem não o fizer esta a dar um tiro no nosso Sporting podemos gostar ou não do Presidente e da sua direção,mas do que se trata em votar é do que o nosso sporting vai ser daqui para a frente,para podermos ter uma equipa competitiva todos os anos este será o momento crucial na vida do nossso sportin,por isto vou votar sim.

Anónimo disse...

Anónimo que vai votar na proposta.Um tiro no sporting está o meu amigo a dar,pois não se venha queixar daqui a uns anos quando eles accionistas da SAD venderem a Academia às construtoras que estão representadas no Conselho Leonino,como sendo a Somague,Teixeira Duarte,Moto Engil e OPCA de Soares Franco.Os outros são Diogo Vaz Guedes,Jorge Coelho.

SCP Sempre! disse...

O Sporting é dos sportinguistas e não de meia dúzia que aproveitam o seu clube para dinamizarem as suas vidas...
Não me interessa o que dizem o Melícias, o Rui, o Dias, o Abreu, o Jardim, o Horta, o Ernesto, o Silvino ou o Eduardo.
PORQUE NOUTROS TEMPOS ELES TAMBÉM DISSERAM QUE ESTAVAM DE ACORDO E O RESULTADO FOI O QUE SE VIU!!!

VOTO CONTRA A PROPOSTA DE SOARES FRANCO PORQUE SOU CONTRA O FIM DO SPORTING!!!

resistente disse...

1. PERDA DA MAIORIA NA SAD

Deixamos de poder interferir na gestão do futebol. A SAD passa a ter mais administradores nomeados pelos diferentes accionistas do que pelo Clube, cuja posição passa a ser minoritária na gestão corrente: compras e vendas de jogadores, escolha de treinador, etc.. Os sócios perdem a possibilidade de escolha de quem manda no futebol!


Mais: as acções de categoria A não são garantia de controlo porque apenas asseguram direito de veto em algumas matérias extraordinárias. Além disso, este tipo de acções privilegiadas está sob mira da União Europeia, por violarem a liberdade de circulação de capitais. O risco é enorme: se as acções privilegiadas deixarem de ser admissíveis, o Sporting perderá toda e qualquer influência na SAD e tornar-se-á um accionista igual aos restantes.


2. PASSAGEM DA ACADEMIA PARA A SAD



Hoje o Clube tem apenas como património o Estádio e a Academia. Com esta proposta, o Sporting abdica do seu património com maior capacidade de valorização! A direcção está a subavaliar um imóvel que, pela influência da construção do novo aeroporto, poderá ter uma valorização enorme nos próximos anos. Porquê transferir essa potencial mais-valia do Clube, que é dos sócios, para uma SAD em que o Clube ficará minoritário?


Além disso, a grande fonte de receitas nos últimos anos têm sido os talentos da Academia. Sem essa fonte de receitas, como é que o Sporting (Clube), vai ter receitas para pagar o seu Passivo? É que, futuramente, o dinheiro das vendas passará a ficar quase todo numa SAD que já não pertence aos Sócios.


3. PERDA DO ECLETISMO



Esta direcção assume claramente que a aposta está no futebol. O pavilhão deixa ser uma prioridade, assim como as modalidades que fizeram do Sporting um dos maiores Clubes do mundo.


Depois da venda dos terrenos do antigo estádio, do património não desportivo (EVA, Alvaláxia, etc.), e agora da própria SAD, o que resta ao nosso Clube? Nem sequer as modalidades, orfãs de um pavilhão há muito prometido.


4. CONTAS ESCONDIDAS



As contas consolidadas do nosso Clube estão escondidas dos sócios desde que o Grupo Empresarial foi criado. Nunca houve apresentação dessas contas, apesar de já terem sido pedidas por escrito pelo Leão de Verdade. A sua apresentação foi-nos recusada!


O actual valor do passivo é incerto e os diversos números anunciados são incompreensíveis, tendo em conta os negócios efectuados nos últimos dois anos. A venda do património e a transferência de Nani serviram alegadamente para amortizar passivo, mas este continua em níveis muito superiores ao que seria de esperar face a esses encaixes.


Só após uma auditoria com apresentação de contas consolidadas é que poderemos ter certezas sobre o estado financeiro do Clube. Antes disso, como querem que estudemos a venda de activos para a SAD (Academia e Sporting Comércio e Serviços)? Onde estão as avaliações desses activos?


Por último, muito estranhamos que questões de fundo que estavam previstas para discussão num suposto Congresso tenham sido antecipadas para uma Assembleia Geral preparada de forma tão confusa e opaca. Só podemos concluir que se tratou de receio da Assembleia que irá ser convocada pelas assinaturas dos sócios pelo nosso Movimento. Mas quem não deve, não teme!


5. CHANTAGEM



De novo assistimos a uma chantagem por parte do Clube: ou se aprova o que a direcção quer, ou batem com a porta! Este tipo de postura e forma de chantagear os sócios é inaceitável. Tal como na venda do património não desportivo, esta direcção coloca perante os sócios a necessidade de decidir sobre uma proposta muito complexa, à pressa, e sem elementos que permitam avaliar a decisão.



É preciso que os sócios percebam que:


- Vão PERDER PATRIMÓNIO SUBAVALIADO (ACADEMIA)

- Vão perder a GESTÃO DO FUTEBOL


Vamos passar a ser sócios de um Clube que não tem quase nada?


NÃO!

Sociedade disse...

O Sporting É dos Sportinguistas!
Os Sportinguistas votaram nesta Direcção e vão votar se querem ou não esta reestruturação.

O Sporting NÃO é a AAS. Ninguém escolheu a AAS para falar pelos Sportinguistas nem pelos adeptos. Ninguém ELEGEU a AAS para representar os adeptos.

A AAS fala pelos seus MEMBROS (quantos serão, para além da "comissão executiva"...?) e não pelos ADEPTOS.

Por isso, claro LdE, na certeza de que é mais o que nos une do que o que nos separa, peço-lhe encarecidamente, enquanto ADEPTO, que altere o título do post.

Não são os ADEPTOS que chumbaram coisa alguma. É a AAS.

AD

CA disse...

Quem é, quem compõe e que como foi eleito o comité executivo de uma denominada AAS (Associação de Adeptos Sportinguistas) para se sentir com legitimidade para representar os adeptos sportinguistas?
Os adeptos, que eu saiba, não votam. Por isso, não percebo como a pretensa AAS pode apelar ao voto “Não”.
Tudo isto me causa alguma confusão, e parece que só tem como fim provocar divisões que são o que menos interessa ao SPORTING.
Eu sei como vou votar, vou votar a favor do SPORTING (SIM), e estou convencido que os sportinguistas darão uma vez mais a resposta de que o Clube verdadeiramente necessita.

Carlos Antunes
Sócio n.º 9325
Leão de Prata

Anónimo disse...

Há quem assuma, em círculos fechados, que os mais velhos têm de se conformar com as novas realidades. Adeus, Sporting. Foste uma grande instituição. Atlética e ecléctica. Virada para os seus técnicos e atletas. Agora, são os negócios e a engorda do monstro SAD que há-de rebentar de tanto comer. Uns vão ficar ainda mais ricos, potenciando a riqueza dos seus parceiros ou patrões e hão-de retirar-se na hora certa, convictos de que cumpriram o seu dever, cansados, afinal, de tantas incompreensões e críticas.

Por este andar, não é só a despedida de uma ideia de “devoção e glória”. É o prenúncio da extinção. Histórica.

Bruno disse...

Os sportinguistas estão, finalmente, a acordar para a realidade imposta. Um conjunto de mentiras vãs foi o substracto que permitiu a sua eleição. O resultado? Um passivo incoerente, um clube sem património, uma equipa fraca (e pior estaria se não fosse o treinador, que faz omoletes sem ovos) e, agora, uma tentativa corrupta de retirar o sporting dos sportinguistas.

Quem vota "sim" (ou quem o afirma, porque não sabemos se é verdade que quem aqui escreve seja, de facto, sportinguista) só pode estar a pensar em acabar com o clube, entregar definitivamente o clube aos credores e a demais investidores de origem duvidosa ou, pura e simplesmente, foi-lhe prometido algo por alguém com assento em lugar importante, desde que continue a espalhar uma quantidade de mentiras inacreditáveis.

Já fiz um comentário há uns posts atrás a mostrar a incoerência dos números. A AAS completou-o, debruçando-se diligentemente sobre o resto. Acabo como comecei: os sportinguistas estão a acordar para o desastre que este senhor tenta impor, estando ele ao serviço de interesses estranhos, nunca ligados ao Sporting. Por isto tudo, o voto certo é no "NÃO". E se, com isso, conseguirmos que o senhor não se recandidate (ou, ainda melhor, que abandone o clube), será um bónus ainda maior. Queremos sportinguistas à frente do clube, não queremos pessoas que se valem do nome do clube para fazerem crescer o seu nome e os seus ganhos.

E, ao contrário do que aqui vi escrito num comentário, gostaria de afirmar que o Leão da Estrela tem-se pautado, desde os tempos em que o frequento, pela democraticidade e pela liberdade de opiniões. Mas as tentativas absurdas de descredibilização de todos quantos se opõem aos actuais órgãos sociais (bem demonstradas no site do clube e na comunicação social - Salema Garção, se me lês, é mesmo de ti que estou a falar, e isto não são os CTT) acabam por roçar no patético, de tão baixas que são. Um obrigado ao blog por continuar a ser pluralista e informativo.

Alex A. disse...

Já vi vários comentários a dizer porque querem votar não. Mas e alternativas? Alguem tem alternativas a propor? Têm os senhores da denominada AAS (quem?) alternativas? Ou acham que se deixarem de pagar as suas próprias dívidas de casa e carro ao banco este fica parado? Tenham juízo... Peçam esclarecimentos é sobre como foi possível chegar a este ponto, com o Sporting no endividamento em que está!

Eu vou votar a favor, porque quero que o Sporting exista para alem do dia de amanhã.

Anónimo disse...

Ó ALEX e quem deixou o clube nesta situação?

Vais passar mais um cheque em branco a estes piratas?

Acorda amigo. VOTA NÃO!!!

Anónimo disse...

Eu vou votar SIM!

Silva - Coimbra

Anónimo disse...

Ó silva vê lá se voltas para coimbra, ou passas a noite em Lisboa.

É melhor não vires...

Anónimo disse...

Anónimo:

É uma ameaça?
Mas queres combinar um encontro. Se quiseres é só dizeres!
Combinamos já aqui!
Deves pensar que tenho de medo. Volto a repetir, é só dizeres onde e quando amanhã.

Silva - Coimbra

Alex A. disse...

Meu caro, a alternativa qual é? não aprovar? e quem paga as contas, você? não sei se são os dirigentes adequados ou não, isso pode ser discutido depois em eleições, mas só depois de termos a certeza de que depois de amanhã, ainda há Sporting. Não quero o Sporting a trabalhar para os "juros" dos bancos. Isso é o que acontece hoje.

Anónimo disse...

Futuro da Academia

Soares Franco abordou ainda o futuro da Academia e não colocou de parte a sua venda, isto caso receba uma proposta irrecusável: «É uma questão de Justiça. A academia é paga pelos sócios e não percebo qual é o problema de passar para a SAD e receber cerca de 22 milhões de euros. Se daqui a 5 ou 7 anos recebermos uma proposta de 50 ou 70 milhões de euros não teria problemas em fazer uma mais-valia.

Martinho disse...

Modalidades - quantos de vocês paga bilhetes para assistirem a jogos de tenis de mesa? A jogos de pólo aquático? Tenho pena mas... sem dinheiro não há palhaços!

Passivo - também gostava de ter o Ronaldo mas...sem dinheiro não há palhaços!

Gostava de ver as propostas da AAS e do Rui Santos... gostava mesmo...

Zorba disse...

Bem, tenho notado em alguns carissimos sportinguistas da blogosfera que a AAS parece fazer confusão, e alguma linguagem ofensiva tem sido utilizada na direcção da AAS, sendo que a AAS é uma Associação de direito e representa, em primeira linha apenas os seus associados, pelo que não compreendo como poderão alguns, de forma confusa, dizer que a AAS se arvora em isto ou aquilo. A AAS é o que os seus associados quiserem.
Mas sem me querer alongar volto a postar como fiz noutro blog:

Enquanto membro fundador da AAS, e sem falar em sua representação, não posso deixar de referir que no que respeita às interrogações, dislates, e especulações de alguns dos intervenientes neste blog sobre a mesma AAS, a mesma já se apresentou publicamente, os seus membros não são segredo, nem os seus objectivos, constantes dos seus estatutos.
É uma associação legalmente constituida, composta por sócios do SCP, aberta a todos aqueles que se identifiquem com os seus objectivos.
Quanto ao seu posicionamento nesta matéria, atendendo aos seus estatutos, maxime, aos seus princípios fundamentais, é o mesmo claro, ético e coerente e democrático, ao contrário das golpes desferidos sucessivamente ao SCP desde o advento Roquettiano, a delapidar a cultura e identidade do Sporting Clube de Portugal desde 1995 aproximadamente.
Meu nome é Pedro Branco e quem esteve presente no Fórum organizado pela AAS, do passado dia 24-05-2008, com certeza viu a minha intervenção, e o que penso relativamente ao clube e à sua filosofia, que espero não seja hoje definitivamente ferida de morte. De qualquer forma, pela parte que me toca, continuarei a lutar pelo SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, eclético, dos sócios e dos adeptos.
Ao fim do clube digo Não!
Saudações Leoninas.

http://vinteequatrodemaio.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...