terça-feira, 8 de julho de 2008

O pântano da FPF

Para que não digam que o LEÃO DA ESTRELA passa ao lado das trapalhadas em que está mergulhado o futebol português e a respectiva Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na sequência do processo de corrupção desportiva denominado "Apito Dourado", que depois se transformou em "Apito Final", por designação da Liga de Clubes, aqui fica a minha opinião: a FPF, Gilberto Madaíl, o Conselho de Justiça da FPF, Gonçalves Pereira, os outros Conselhos que por lá existem e toda essa comandita que há mais de duas décadas, por dentro e por fora, controla os corredores bafientos do futebol português, prejudicando uns e beneficiando outros, são peças de um pântano de água muito podre, que cheira muito mal e que tem de ser removida rapidamente.
Uma nota sobre Dias Ferreira: de um sportinguista que tem acesso a diversos fóruns de opinião e de debate sobre o futebol português em representação do clube não esperamos opiniões jurídicas. Esperamos opiniões políticas em defesa do Sporting Clube de Portugal. É, por isso, errático o seu desempenho mediático, mais parecendo que quer disputar com Guilherme Aguiar o lugar de defensor das teses do FC Porto e de outros acossados do "sistema".

11 comentários:

Álvaro disse...

Dias Ferreira como bom camaleão que é, e como grande situacionista que também é, vai dando uma no cravo, outra na ferradura. Assim, está sempre à tona.

Dias Ferreira também faz parte do velho sistema e, apesar do seu enorme Sportinguismo, devería reformar-se destas lides futebolisticas.

A urgente e necessária restruturação não se faz com as figuras do passado.

Renata A. disse...

É inadmissível que tudo esteja como está. Não há decisões firmes, não há nada. E falta coragem não só para tomar decisões mas também para Madaíl e a demais corja se demitirem. Já era tempo para deixarem a cadeira do poder... A verdade no futebol agradece

SL

LF disse...

"O LEÃO QUE NÃO QUIS APITAR
Ao longo de todos os desenvolvimentos do processo Apito Dourado, depois desgraçadamente apelidado de Apito Final, o Sporting tem tido uma posição bastante difícil de entender e de aceitar.
O Dr. António Dias da Cunha passou anos a denunciar o sistema. Teve a coragem de pôr os nomes aos bois, e enquanto esteve à frente do clube de Alvalade este manteve-se na primeira linha do combate à corrupção e ao desvirtuamento da verdade desportiva. Promoveu inclusivamente um manifesto conjunto com o Benfica, que podia muito bem ser uma cartilha para um novo futebol português, e que só o fanatismo de alguns - juntamente com a revolta de o Benfica ter sido ocasionalmente campeão nesse ano - fez com que fosse internamente tão contestado. Arrastado para a demissão pouco tempo depois, Dias da Cunha não teve tempo de levar avante o que se propunha. Foi pena.
Desde que foi substituído por Soares Franco o Sporting demitiu-se de todas estas questões, adoptando uma posição indolente, expectante e complacente com tudo o que se foi passando, como se o processo não lhe dissesse também respeito enquanto grande clube nacional, e um dos dois grandes, eu diria, do arco da respeitabilidade.
Houve momentos em que ficou a clara sensação de que a força do Sporting, em conjunto com a do Benfica, teria varrido de vez todo o lixo que o futebol português ainda mantém debaixo das suas mesas. Ficou a clara sensação também de que o Sporting nada fez para que isso acontecesse, promovendo lamentavelmente, por actos e sobretudo omissões, uma política de terra queimada face ao rival Benfica, que ou me engano muito ou será a médio prazo ainda mais prejudicial aos leões do que aqueles a quem eles não quiseram dar a mão. A menos que os leões se tenham dado por satisfeitos de verem um adepto seu em presidente da Liga, e sobretudo um "Leão de Ouro" a dirigir a comissão de arbitragem, e com isso tenham vendido o seu silêncio.
Com vários processos e acusações a decorrerem nos tribunais e nas instâncias desportivas, foi penoso ver Pinto da Costa sentado ao lado de Soares Franco nos camarotes de Alvalade nestas últimas temporadas, incorrendo na triste figura a que também alguns deputados da nação se prestaram recentemente. Como sempre fez, o hábil presidente portista soube aproveitar com mestria a eterna divisão dos rivais lisboetas – quase sempre acentuada pelos leões – para ressuscitar de um túmulo no qual por pouco não se chegou a deitar, e depois aparecer de novo com a imagem arrogante e cínica dos fanfarrões.
Certos sectores do Sporting, cegamente anti-vermelhos, nunca disfarçaram o seu enorme desejo, sempre frustrado, de ver(sobretudo) o Benfica envolvido em processos de corrupção desportiva. Para esses o Apito Dourado sempre soube a pouco, se me é permitida a expressão. Fosse o presidente do Benfica a distribuir "fruta" pelos árbitros, ou a recebê-los em casa em vésperas de jogos, e outro galo cantaria em Alvalade. Como tal nunca se verificou, o Sporting e muitos sportinguistas tomaram este caso como algo alheio e longínquo, deixando as dores da luta exclusivamente nas costas de Luís Filipe Vieira – que se há coisa em que lhe tiro o chapéu é precisamente neste estóico combate que tem levado a cabo – e aliados ocasionais, como agora é o caso do Vitória de Guimarães.
Está claro que o Sporting tem de reflectir e decidir de uma vez por todas se quer lutar de forma efectiva e irredutível pela verdade desportiva e com ela passar a vencer mais campeonatos, ou se simplesmente pretende evitar que o rival Benfica os vença. Se escolher o primeiro dos caminhos terá todas as condições para, a médio prazo, recuperar o seu estatuto de segundo maior clube português, e bater-se com o Benfica pela hegemonia no desporto nacional. Se optar pelo segundo, apenas lhe restará o prazer de ver o rival ano após ano em dificuldades, sem que objectivamente beneficie alguma coisa com isso, nem saia de um terceiro posto hierárquico a que parece já se ter habituado. Se eu fosse sportinguista a minha opção era óbvia.
A dúvida que me fica é se a maior oportunidade não terá já sido perdida."

Em www.vedetadabola.blogspot.com

Anónimo disse...

Ao comentário de if,

“Certos sectores do Sporting, cegamente anti-vermelhos, nunca disfarçaram o seu enorme desejo, sempre frustrado, de ver (sobretudo) o Benfica envolvido em processos de corrupção desportiva”
Digo eu, são uns coitados inocentes.

“Fosse o presidente do Benfica a distribuir "fruta" pelos árbitros, ou a recebê-los em casa em vésperas de jogos, e outro galo cantaria em Alvalade.
Digo eu, nunca, nunca esse senhor seria capaz de tal coisa.

“ Como tal nunca se verificou”
Digo eu, tens a certeza???

“deixando as dores da luta exclusivamente nas costas de Luís Filipe Vieira – que se há coisa em que lhe tiro o chapéu é precisamente neste estóico combate que tem levado a cabo”
Digo eu. É um herói, só o faz pela verdade desportiva e não para tentar promover o Benfica admnistrativamente.

“e aliados ocasionais, como agora é o caso do Vitória de Guimarães”
Digo eu, e porquê, porque convém ao Vitória de Guimarães entrar direitinho na Champions. Para o ano e se assim se justificar, já estarão ao lado do Porto e de costas voltadas para o Benfica.

Creio que o comentarista if publicou este texto por piada…
Caso contrário acho que o ditado “só é cego quem não quer ver" se aplica às mil maravilhas.

Sugiro mesmo que se faça um abaixo-assinado ao Papa para que na altura da análise ao processo do Santo Condestável, D. Nuno Álvares Pereira, se possa meter uma cunhazita e tratar da imediata canonização do Santo Detestável D. Luis Filipe Vieira.

Francamente, criticar a política de trampa que a actual SAD têm mantido em relacção aos nossos adversários (se jogam sujo, devem ser considerados inimigos) com a trampa da política adoptada por DC, não lembra ao diabo…

Sporting na familia desde 1907

Anónimo disse...

Não é por se vestir de branco que uma galdéria passa a ser uma virgem imaculada...

Anónimo disse...

Se ele anda a tomar essas opiniões é porque o FCP já lhe deu ou vai dar alguma coisa.Não esquecer que dentro em breve vai haver eleições na FPF.

O INFERNO DA LUZ disse...

vÁ LÁ, VÁ LÁ... EIS UM POST HONESTO E DECENTE. SE CALHAR EM HOMENAGEM A DIAS DA CUNHA E A LUÍS FILIPE VIEIRA, OS DOIS ROSTOS DA LUTA PELA REGENERAÇÃO DO FUTEBOL PORTUGUÊS. O PROBLEMA É QUE O PRIMEIRO JÁ ENCOSTOU ÀS BOXES E O SEGUNDO CONTINUA ESTOICAMENTE A DAR O CORPO ÀS BALAS. QUANDO UM DIA SE FIZER A HISTÓRIA DO FUTEBOL PORTUGUÊS DESTES ÚLTIMOS 20 ANOS, VAMOS ENCONTRAR MUITOS SPORTINGUISTAS (E BENFIQUISTAS TAMBÉM)QUE COMERAM NA MESMA GAMELA QUE PINTO DA COSTA, VALENTIM LOUREIRO, ADRIANO PINTO, LOURENÇO PINTO, LAUREANO GONÇALVES - SE CALHAR DIAS FERREIRA FOI E É UM DELES. ESTA GALERIA DE HORRORES DO FUTEBOL É A RESPONSÁVEL POR 20 ANOS DE CORRUPÇÃO E FRAUDE DESPORTIVA. O PROBLEMA É QUE OS PRINCIPAIS CABECILHAS AINDA RABIAM POR AÍ, MAS ESTÁ-LHES A ACABAR A FRUTA E O CAFÉ COM LEITE. MAIS UNS TEMPINHOS E VAMOS VÊ-LOS A PÃO E ÁGUA. E QUANDO ISSO ACONTECER, FAÇAM O FAVOR DE FAZER UMA VÉNIA AO SENHOR LUÍS FILIPE VIEIRA, AO SENHOR DIAS DA CUNHA, AO SENHOR DR. RICARDO COSTA E A POUCOS MAIS. VÁ LÁ, NÃO CUSTA NADA

Anónimo disse...

Ao comentário do inferno da luz,

Apesar de ser novo (acho eu) felizmente a minha família tem memória e é nosso hábito falar de tudo um pouco e ter sempre presente o passado. Porque razão o impoluto presidente encarnado só se preocupa con a história do futebol de há 20 para cá?
Então e antes, era tudo limpinho?
Não havia fruta? A fruta era outra?
Como diz a anedota, querem ver que aqui a puta sou eu?
Cá para mim os campeonatos ganhos no tempo dos cinco violinos foram todos ilegais...

Esta conversa do infernal faz-me lembrar o pessoal da mafia que ajuda as igrejas e financia clínicas de recuperação etc...

Sporting na família desde 1907

Anónimo disse...

Então mas o presidente vermelho também não foi escutado a escolher árbitros?...Por acaso até era interessante saber-se por que razão não foi pronunciado por isso tal como os da outra cor, mas enfim, é a justiça que temos...agora vir apresentá-lo como campeão da luta anti-corrupção e compará-lo ao Dr. Dias da Cunha não lembrava ao mais pintado...

Tite disse...

«Post de LdE
Uma nota sobre Dias Ferreira: de um sportinguista que tem acesso a diversos fóruns de opinião e de debate sobre o futebol português em representação do clube não esperamos opiniões jurídicas»

Estou de acordo com a observação do LdE quanto ao Dias Ferreira.
Que diabo! Não precisa ter opiniões jurídicas. Que tenha ao menos opinião. Parece que não quer ficar comprometido. Deverá alguma coisa àquela gente? Só se for favores políticos para o seu partido...

Cheira tudo tão mal que nem apetece comentar.

Vamos lá ver se a novela acaba hoje.

SL

Anónimo disse...

esta di "inferno da luz" dizer que o vieira luta pela regeneração do futebol português deve ser pida pornográfica...

Sr. "inferno da luz", o que se está a passar é o resultado da politica de quem disse que o "importante é ter lugares nos centros de decisão"...
Quem, em tempos disse isto, quem foi????

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...