quarta-feira, 9 de julho de 2008

A formação estrangeira

O Sporting, mas também o Benfica e o FC Porto, andam pelo mundo à procura de talentos para as suas equipas da formação. Mas dá a impressão que andam a perder tempo, a gastar dinheiro mal gasto e, sobretudo, a tapar os lugares de muitos jovens portugueses, comprometendo, assim, o futuro do nosso futebol.
É escandaloso assistir a um jogo dos campeoantos nacionais de juvenis ou de juniores e constatar que metade ou mais de metade dos jogadores não são portugueses. É por isso que as selecções jovens de Portugal já não sabem o que é ganhar um título internacional. E os clubes, claro, ressentem-se disso.
Vou ficar-me pelo Sporting e por dois ou três casos muito concretos, que ficaram para a história do futebol jovem do clube como os primeiros jovens estrangeiros recrutados nos torneios internacionais, que chegaram a Lisboa rotulados de talentos prontos a serem espremidos para darem milhões de euros.
Falemos então de Ronny, de Yannick Pupo, de Alison Almeida, três jovens brasileiros que chegaram a Lisboa para a formação do Sporting e que, nos últimos dois anos, atingiram o futebol sénior sem se afirmarem no plantel principal... Onde estão estes três jovens, dados a conhecer pelos "vendedores do costume" como grandes craques prontos a pegar de estaca no futebol do Sporting? Quanto é que o Sporting investiu na sua formação? Quantos jovens jogadores portugueses ficaram pelo caminho? O que é que esses jovens estrangeiros deram ao futebol leonino que outros jovens portugueses, porventura mais baratos, não poderiam ter dado? O que é que o futebol do Sporting ganhou com isso? E o futebol português ficou mais rico? Vale a pena continuar com esta política? Ou seria melhor apostar a sério nos jovens portugueses - de onde saíram todos os craques que deram fama mundial à escola de futebol do Sporting - e fazer uma prospecção como deve ser de Norte a Sul de Portugal?...

5 comentários:

Anónimo disse...

Ora aqui está uma questão muito preocupante e que deve ser abordada de uma forma muito séria.

Sporting na família desde 1907

Anónimo disse...

Já houve um responsável do Clube que disse ainda há pouco tempo, que só íam buscar ao estrangeiro os jogadores jovens para a Academia, que não encontrassem em Portugal.Se olharmos com atenção, verificaremos que os lugares de defesa-esquerdo e ponta-de-lança, por exemplo, actualmente não são preenchidos por portugueses nas principais equipas do campeonato e, mesmo na selecção, esses lugares não são ocupados por jogadores de valor.A Academia também serve para isso.Procurar jogadores em formação em qualquer parte do mundo, para mais tarde poderem jogar na equipa principal(se revelarem valor para isso), ficando assim, muito mais baratos do que ir buscá-los já feitos e por vezes de valor duvidoso.

Cœur de Lion disse...

Portugal foi 2 vezes campeão do mundo juniors com jogadores Porugueses e desde os anos 80 até ha pouco dominava-mos o futebol jovem na europa. Desde sempre e hoje mais do que nunca temos tecnicamente do melhor que se faz por esse mundo fora. Da formação do Sporting sairam desde sempre e hoje mais do que nunca do melhor que ha em portugal. Ir buscar putos ao estrangeiro é uma aberração, so pode ser estupidez ou então negocios que trazem beneficios a quem enche as algibeiras com isso... eu acredito mais na segunda hypotese.

Mário Franco disse...

Por isso é Mandail se saiu com aquela cota de mais de 60% da equipa tem de ser portuguesa, e fez bem .
Pode haver muito talento por aí mas por cá nas mais escondidas aldeias tambem...procurem.

Anónimo disse...

Pois! Portugal dominou até há pouco o futebol jovem na Europa,mas só foi enquanto os outros não se actualizaram nos métodos de trabalho.Agora que os outros países da Europa acordaram para a formação, ficaram em vantagem porque para além de terem mais dinheiro para o futebol,o seu campo de recrutamento é muito superior ao nosso, visto terem uma população superior.Veja-se os casos da Espanha, França, Itália e Holanda, os mais conhecidos.Estes países, também vão buscar jogadores jovens estrangeiros e isso não os impedem de ganhar títulos Europeus e Mundiais, tanto nas categorias da formação, como ao nível dos seniores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...