quarta-feira, 10 de setembro de 2008

A maldição de Alvalade

Há uma espécie de maldição em Alvalade que está a afectar gravemente a selecção portuguesa de futebol. Foi no estádio do Sporting que, há um ano, na campanha de apuramento para o Europeu’2008, Portugal empatou com a Sérvia e Luiz Filipe Scolari perdeu a cabeça ao agredir o defesa sérvio Dragutinovic. Agora, a deslumbrada selecção de Carlos Queiroz, habituada a jogar bem e a golear selecções de terceiro plano, não conseguiu gerir a vantagem de um golo sobre a Dinamarca, que deteve por duas vezes, desperdiçou golos feitos e acabou por perder 2-3, sofrendo os três golos nos últimos minutos. Mais uma vez, Portugal perdeu a cabeça no final. Convinha que Queiroz fizesse as pazes com Filipe Soares Franco ou vice-versa. Talvez, assim, acabe a maldição de Alvalade... FOTO: AFP - Getty Images

23 comentários:

Sporting na Família desde 1907 disse...

Escrevi no dia 8 de Setembro o seguinte,

----------------
Palavras do Sr. Dionísio da mercearia:
Para já jogámos com uns "cóbóizes das Ilhas do Faroeste" ódepois" com a Malta e quero ver se na "Córta-Feira" não joguemos á brava e depois a "Dina-marca"-.

E depois riu-se à brava com o trocadilho e, perante a minha apreensão (não é que o homem até tem razão?), julgou que não tinha percebido.
----------------

Maldição? Que maldição?
Então os outros fazem asneiras e a maldição é de Alvalade?

E o pior disto tudo é que vou ter de aturar o meu Pai a resmungar porque "os gajos até jogam de vermelho!!!"

Continuo curioso em relação à equipa que sucede ao "Clube Scolari".

Soylent Green disse...

Não há maldição nenhuma. Houve foi muita nabice. A seguir ao 2-1 reforçava-se a defesa e o jogo acabava. O Paulo Bento faz isso e é criticado. O Scolari também. Devem gostar mais assim. À Peseiro.
Vivam as vitórias morais!
Fabricantes de calculadoras: uni-vos!

Anónimo disse...

Para quem afastou o Ricardo da selecção por não ter valor para lá estar, os dois primeiros golos da Dinamarca...se lá estivesse o Ricardo claro que tinham sido duas abébias indecentes, mas como era o guarda-redes do clube dos 6 milhões, foram duas bolas indefensáveis...pobres coitados e a selecção sem culpa nenhuma...

Anónimo disse...

O soylent green disse tudo... pessoal deve preferir os românticos aos pragmáticos, mas esquecem-se que os românticos sofrem... Este foi o típico jogo "á Peseiro". "Jogámos muito bem, criámos imensas oportunidades, demos um chocolate descomunal, mas...perdemos!" E ficamos com uma azia tremenda, tal como eu estou agora! Não é disto que eu quero para as minhas equipas, a selecção e o Sporting. Prefiro alguém que jogue mal mas ganhe, porque são as vitórias que animam o povo! E as vitórias geram confiança para alcançar novas vitórias! E por isso é que apoio o Paulo Bento e espero que continue no Sporting por muitos e longos anos. Porque do pouco consegue fazer muito. Simplesmente porque é realista e pragmático.
O que é que ganhámos em tirar o Hugo Almeida e meter o Nuno Gomes? Nada! Perdemos centímetros na luta no jogo aéreo. O que é que o Moutinho acrescenta a uma equipa que tem de defender um resultado de 2-1 contra uns calmeirões? Poder de choque? Nem pensar! segurar a bola? Talvez, mas para isso era preciso tê-la! Poderio no jogo aéreo? Muito menos! Então porque é que entrou o Moutinho e não entrou, por exemplo o Bruno Alves? Porque não era bonito defender? Viu-se o que foi bonito... Porque é que não entrou o Djaló e acabávamos o jogo com 2 gajos rapidíssimos na frente (Djaló e Danny) apoiados pelo Deco e os outros a defender? Contra centrais tão duros de rins, estava fácil de ver!Enfim, queriam alguém que jogasse bonito, pode ser que agora nem o Mundial cheiremos...
Uma palavra para o Deco...Fenomenal! Foi quem menos mereceu uma coisa destas. Foi um daqueles jogos que valia a pena pagar dois bilhetes só para o ver jogar. Pena que tenha terminado assim. Enfim, em Outubro há mais... Esperemos que não seja mais do mesmo!

Pai da Leoa disse...

Joaquim: Obrigado!!!! Eu adoro-te! Hohe provaste, porque é que aos 91 aninhos, nem 30 jogos tens nos AA!!!

Pai da Leoa disse...

Quanto á maldição... exagero, amigos... fogo, até esse mítico jogo em que o Scolari falhou (pois não acertou em cheio no parvalhão!9, Alvalade (nobre vulcão!) era considerado a unica fortaleza onde a Selecção só sabia ganhar!!!

Pai da Leoa disse...

Tenho pena pelo Prof. Queirós e pelo Anderson Luís de Sousa, mas dá-me um gozo tremendo!!!! Então as exibições do Joaquim, Mónica Gomes e Suinão Cabrosa, fazem-me chorar... a rir!!!!

Anónimo disse...

Lembrei-me logo de quando o Queirós colocou o Capucho a defesa esquerdo nos 6-3. Uma das maiores vergonhas desportivas da minha vida. Não é maldição é não saber.
José C. Francisco

Pai da Leoa disse...

José; antes do Capucho entrar, já lá estavam 3 golos.... não sofremos nem mais nem menos, depois disso... foi dose igual! Mas é bem lembrado... tínhamos o Lemajic... hoje, existe o Joaquim!!!!

Pai da Leoa disse...

90' - GOLO da DINAMARCA... POULSEN. Na sequência do canto, Quim sal mal dos postes e o dinamarquês desviou para a rede


in http://www.record.pt/noticia.asp?id=804004&idCanal=4

leão rampante disse...

Maldição em Alvalade não... aliás nestes últimos anos tivemos jogos memoráveis em Alvalade desde os 7-1 à Rússia, e aquelas vitórias no Euro 2004 contra os nossos vizinhos e depois nas meias frente á Holanda.
Acho que Portugal jogou bem hoje, o futebol é feito de injustiças e sobretudo de eficácia. Portugal não foi eficaz. Djaló que anda de pontaria afinada e demonstra que está numa grande forma, não alinhou pela selecção A e fez muita falta aos sub-21. Uma pena...

Pai da Leoa disse...

aos 89, Poulsen de cabeça, na sequência de um canto volta a empatar a partida (2-2), com culpas para o guarda-redes Quim, que saiu da baliza e falhou o cruzamento.

in http://www.ojogo.pt/Directo/NoticiaHoraFutebolInternacional_Portugal1009_88743.asp

Soylent Green disse...

Fico espantado com a quantidade de comentários (noutros sítios) de pessoas que dizem que preferem assim. Pelo menos jogámos bem etc e tal...O outro é que nunca mais!

Devem ser os mesmos que gostam de ter o pior nível de vida da União Europeia! (os governos até são bons, têm é azar!)

Anónimo disse...

Ora aqui está um que acredita em bruxas!...

Sporting na Família desde 1907 disse...

Caro Soylent Green,

E duques!!!

Caro anónimo que começa o comentário com "O Soylent Green disse tudo ( e disse mesmo, acrescento eu),

Bela análise.

PS - Já desenvolvi um modesto programinha através de uma folha de cálculo Excel no qual analiso a conjugação dos resultados necesários para a nossa qualificação. Não é impossível, nem sequer assim tão difícil.
Basta não perdermos com a Albânia e Malta em casa e o barril de petróleo não baixar dos 84 Dólares (em Nova Iorque, porque se for em Londres, já fomos).

PPS- Falta muito para o Sporting jogar?

António Lopes da Costa disse...

O sr. Queirós é que tem de fazer as pazes com o Sporting. Porque quem perde, com essa antipatia mútua, é o sr. Queirós e, neste momento, é Portugal.
Ontem, tudo aquilo que vi foi mau de mais. Exige-se mais de uma equipa com tantas opções. O primeiro responsável, pela timidez no banco, pela convocatória, pelo onze e, em suma, pela derrota é Carlos Queirós.
Pediram para enchermos o estádio. O que nos deviam pedir agora era desculpa. Pelos erros do seleccionador.
O jogo de ontem foi um dos piores que já vi de uma selecção portuguesa. E não podemos ficar satisfeitos, porque azar tiveram os dinamarqueses. De não terem ganho por mais.
Hoje, sinto-me enganado, traído. Porque ontem, infelizmente, verifiquei que tinha algumas razões quando discordei da escolha Queirós para seleccionador.

Ontem, pedia-se um Djaló de início, com Danny e Nani nas alas. Pedia-se um Moutinho que segura-se o jogo, com Maniche, e atrás de Deco. Mas, acima de tudo, pedia-se mais à selecção. Porque perder em casa, contra uma selecção relativamente acessível, é um resultado PÉSSIMO. Com todas as letras.

leão do sporting disse...

As minhas desculpas, mas o Sr. Quirós insulta o Presidente do Sporting, e este é que tem que fazer as pazes com o senhor Queirós ???

A maldição não é de alvalade, Portugal, em alvalade , curiosamente, nunca tinha perdido !!!

Engraçado, quando o Paulo Bento perde, é porque não percebe nada de táctica , quando o senhor Queirós perde, a culpa é de alvalade !

LEÃO DA ESTRELA disse...

Amigo LEÃO DO SPORTING: Quem disse que a culpa é de Alvalade? Leia o "post" novamente, sff!!!

Anónimo disse...

Queiroz não é treinador de campo.....tá mais do que visto!
2x na selecção, sporting, real Madrid... nada ganhou! É preciso deizer mais alguma coisa?Faz lembrar o seu adjunto o malfadado Peseiro.....

JIu JItsu no Sporting gratuito a partir de 18 Set. e até ao fim do mês

+ informações em http://brasateamportugal.blogspot.com

Anónimo disse...

O Quinzinho da mãmã diz que teve culpas no segundo golo,então e no primeiro se calhar fói o (Ricardo) o culpado.este jaquinzinho frito vai pôr o povo a rir muinta vêz

Dentista disse...

Pois... eu já tinha avisado que este adjunto Queirós ía fazer asneira.
Infelizmente tinha razão mas vamos a factos: lado dto da equipa descompensado, Bosingwa sozinho e a subir que nem um desalmado, o Olsen colocou um extremo esq. para aproveitar isso mesmo e avançou o Tomasson para segundo PL, era neste momento que deveria ter entrado o Bruno Alves (até porque tinha saido o Almeida e precisavamos de altura na área).
O Queirós não viu nada disto e o que viu, viu tarde. Circular a bola mantenho a posse da mesma nestes 5 minutos finais era imprescindível, nada disso aconteceu.
Futebol de praia e bonito espectáculo dá nisto, voltámos ao tempo de vitórias morais...

Soylent Green disse...

Vamos a factos: Scolari perdeu três jogos decisivos.
Grécia - que foi Campeã
França - que foi à final e perdeu por penaltis com a itália
Alemanha - que foi à final e perdeu com a Espanha.
Nos apuramentos nunca perdeu em casa e só perdeu um jogo fora (Polónia)em que até teve sorte pois podia ter levado 5. Mesmo assim na última jornada ainda podia ganhar o Grupo e sempre depende-mos só de nós.

Moral da história: Com o sargentão era garantido que íamos sempre em frente até apanhar-mos os "tubarôes". Para trás ficavam equipas históricas como a Espanha, Holanda (2x), Inglaterra (2x), Republica Checa etc... Mesmo esses "tubarões" tinham-nos respeito e a prova é que tentavam, através de declarações rasteiras, desestabilizar a nossa equipa. E só nos mandavam para casa as equipas que iam à final. É o mesmo que dizer que com Scolari estávamos quase lá. Mais dia menos dia ía-mos conseguir.

Agora tudo isso se perdeu. As equipas medianas quando jogarem contra nós vão arriscar mais porque já não somos nenhuns "papões". Até a 36ª do ranking nos ganha em casa depois de dar avanço. Para aqueles que dizem que foi um jogo maravilhoso eu digo que os últimos oito minutos foram confrangedores. Uma equipa totalmente à deriva sem uma voz de comando. Fez-me lembrar um triste jogo do Sporting na Áustria sob a batuta do mesmo maestro, E o 3-6 (já são tantas que não pode ser só azar). Que interessa um aluno ser estudioso se na véspera do exame apanha uma bebedeira e chumba!

É por isso que a Selecção nunca me empolgou tanto como no tempo do Scolari (aquele jogo com a Holanda foi o máximo).
Quanto a Queirós dava-lhe o benefício da dúvida até ontem.
Hoje sei onde Peseiro aprendeu tudo!

Leão de Oeiras disse...

A primeira de muitas derrotas que irão ser averbadas por este "prof" de ginástica.
Vá mas é treinar a selecção de Nampula ou da Namíbia, não presta para nada humana e desportivamente.
Pobre frustrado que este rapazola é, com mania das grandezas mas cuja coroa de glória foi andar a acartar os pinos a Sr. Alex Ferguson

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...