sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

JOGOS INESQUECÍVEIS Sporting-Benfica, 5-3


Sporting-Benfica, 5-3, 2007-2008 - Taça de Portugal from Sporting Memória on Vimeo.

PORQUE UMA VITÓRIA SOBRE O BENFICA NÃO SE ESQUECE!...

Em 16 de Abril de 2008, o Estádio José Alvalade foi palco de um dos mais empolgantes jogos entre o Sporting e o Benfica de toda a história do futebol português. Ao vencer por 5-3, o Sporting conseguiu o apuramento para a final da Taça de Portugal, que conquistaria ao FC Porto. Mas este jogo provou ainda que os confrontos entre o Sporting e o Benfica continuam a ser o maior jogo de futebol do País. E essa foi talvez a única coisa que o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, em 25 anos de reinado, não conseguiu destruir...
O jogo teve de tudo, com as duas equipas entre o oito e o oitenta em períodos diferentes. A primeira parte mostrou o pior Sporting da temporada. Lento, arrepiantemente lento e inconsequente, sem capacidade para fazer uma jogada com princípio, meio e fim. Sem futebol para um Benfica que ia fazendo pela vida e que, quase sem saber como, chegou a ganhar por 2-0 na primeira meia hora, com golos de Rui Costa e Nuno Gomes, e continuou com o jogo na mão até ao intervalo. Porque Chalana soube armar uma equipa defensiva e com mobilidade na frente que confundiu a defesa leonina. De resto, o Sporting não existia. Paulo Bento parecia não saber o que fazer.
Na segunda parte tudo se alterou. Não foi bem no começo, foi quando entrou o brasileiro Derlei (61'). Confesso que fui daqueles que, como o presidente Soares Franco, ficaram com os cabelos em pé quando souberam que Derlei tinha sido contratado em 2007, depois de seis meses "a enganar" o Benfica. Mas agora dou a mão à palmatória. Apesar de ter estado parado praticamente toda a temporada, Derlei mostrou uma coisa que ninguém na equipa leonina tinha mostrado até aos 60’ deste fantástico Sporting-Benfica. Derlei trouxe energia, trouxe liderança, trouxe força de vontade para mudar o rumo dos acontecimentos. Derlei trouxe uma alma nova ao futebol do Sporting. Derlei trouxe confiança e sede de conquista. Derlei empurrou a equipa na direcção da baliza de Quim. E como o Benfica já estava a dar sinais de esgotamento, o Sporting precisava de um golo para relançar o jogo. E assim foi. Yannick abriu a garrafa (aos 68') e depois foi o que se viu.
O jogo estava relançado, com o Sporting a cavalgar uma reviravolta emocionante, com a particularidade de Derlei ter assinado o terceiro golo que deu ao Sporting, pela primeira vez, a vantagem no marcador. Em apenas 25 minutos o Sporting fez cinco golos, à média avassaladora de um golo em cada cinco minutos, com Yannick, Liedson, Derlei, Yannick de novo e Vukcevic, por esta ordem, a deixarem o seu registo na evolução do marcador leonino. O Benfica ainda fez o 3-3, mas o Sporting já tinha o domínio da situação e reagiu com normalidade, sendo de uma eficácia tremenda. Em seis ou sete oportunidades, a equipa leonina marcou cinco golos. Uma noite fantástica, que fica nas melhores páginas da história do Sporting! VÍDEO: Portal Sporting Memória

2 comentários:

Tite disse...

Todos os derbies em que o meus Sporting ganhou foram importantes, mesmo que fossem pela margem mínima. Mas este jogo que o LdE recorda aqui, por ser o mais recente, está bem fresco na nossa memória e revela bem o que é a adrenalina sentida em jogos entre estes dois grandes do nosso futebol.

Só estes derbies fazem esquecer a crise de valores que estamos a viver a todos os níveis no nosso país.

Rugidos de Confiança e Tranquilidade

Pedro Pita disse...

Um jogo do arco da velha. Inesquecível, empolgante, enfim um jogo diabólico! Das coisas mais bonitas que já presenciei no Estádio de Alvalade, para além do jogo em si, foi o aplauso sentido com que todo o público brindou Manuel Rui Costa ao ser substituído. Foi o único benfiquista, que me lembre, a ser aplaudido por Alvalade em peso.

Um abraço

Ps: Maradona, o melhor jogador de sempre( na minha opinião), conseguiu uma proeza ainda maior que Rui Costa: por o Santiago Barnabéu a aplaudir um golo(!!!) do Barcelona. Podem achar estranha a atitude dos hinchas merengues, mas vejamos a razão para este apaluso:

http://www.youtube.com/watch?v=bWA_4C1Rjag

É um golo soberbo, demasiado soberbo para não esquecer as cores por minutos e para não sublinhar a autentica obra de arte que se presencia... Mas Maradona só houve um.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...