segunda-feira, 16 de março de 2009

A diabolização de Miguel Veloso

Na noite da tragédia de Munique, o vice-presidente do Sporting Miguel Ribeiro Teles disse que alguém iria “assumir responsabilidades” pelo que aconteceu. O dia seguinte serviu para fazer emergir a figura de Sousa Cintra, expressando banalidades apaziguadoras em várias entrevistas à comunicação social e programas desportivos de rádio e televisão. Sousa Cintra, esse presidente que, em 1993-1994, despediu Bobby Robson como quem despede uma mulher a dias, logo que o Sporting – que liderava o campeonato nacional – foi eliminado da Taça UEFA por 3-2, pelo Casino de Salzburgo, equipa austríaca que, nesse ano, curiosamente, até seria finalista da prova, caindo apenas frente ao Inter de Milão.
Entretanto, Filipe Soares Franco divergiu do presidente da Assembleia Geral, Rogério Alves. Para Franco, ter sofrido 12 golos do Bayern não foi "uma humilhação". Para Alves, foi. Foi mesmo “uma página negra” na história centenária do clube.
Depois disto, os dias passaram e... nada, a não ser o episódio lamentável das paredes pintadas na Academia de Alcochete, prontamente escondidas com tinta branca. Ninguém assumiu responsabilidade nenhuma. É isto o Sporting de hoje: uma casa onde os dias correm uns atrás dos outros, uns com vitórias, outros com empates e outros ainda com derrotas. E muita intriga de balneário, sabemos agora.
Desta vez, porém, houve outros factores de perplexidade. A mulher de um jogador – talvez a única criatura que demonstrou coragem no meio da tempestade – pôs o dedo nas feridas. Resultado: obrigaram o marido-atleta a "refutar" (não a desmentir...) as novidades na página do clube na Internet. A onda "policial" prosseguiu no jogo com o Rio Ave, desta vez com os polícias pagos pelos impostos de todos nós a recolherem tarjas que pusessem em causa a gestão de Filipe Soares Franco e a darem umas bastonadas em quem atrapalhasse a missão de esconder as expressões de desagrado pelo que se passa em Alvalade. Mais uma imagem miserável de um clube que foi fundado para ser tão grande como os maiores da Europa.
Voltando às responsabilidades, não houve, portanto, quem assumisse as suas. Mas houve um rapaz que levou com tudo em cima da cabeça: Miguel Veloso. Sim. Ao não ter sido convocado para o jogo com o Rio Ave e ao ter sido criticado na praça pública (quem semeia ventos colhe tempestades...), foi o único escolhido como o grande responsável pela hecatombe europeia. Ora, não tendo sido conhecida nenhuma declaração pública de Miguel Veloso após o jogo de Munique, não sabemos por que é que ele poderia agora ser “castigado” pelas declarações intempestivas que fizera no aeroporto, quando estava de partida para a Alemanha. Se, mesmo assim, Paulo Bento escolheu o jogador para o confronto (a palavra é excessiva, tendo em conta a forma como o Sporting não jogou…) com o Bayern, não deveria ter sido o treinador a ser responsabilizado por ter promovido a indisciplina no grupo de trabalho ao integrar o jogador na equipa?...
No fundo, Miguel Veloso está a ser o bode expiatório de um fracasso colectivo e que, simbolicamente, deveria ter sido assumido pela administração do Sporting e pela equipa técnica, que são duas cadeias de comando essenciais do futebol leonino: uma no plano administrativo e outra no plano desportivo. Mas nada disso aconteceu. Parece que a diabolização de Miguel Veloso vai servindo para tapar a incompetência. Não é isso que pensa, seguramente, Rogério Alves, que admitiu a necessidade de antecipar as eleições. O que só poderá acontecer através da demissão de Soares Franco.
Oxalá as coisas corram bem contra o Benfica, pois é capaz de não haver mais carne para canhão na fila de espera... Tudo isto é mau demais para continuar por muito mais tempo.

24 comentários:

Pedro disse...

Pelo que percebi, as ditas tarjas, foram tiradas porque estavam a criar confusões entre os sportinguistas no estádio...
Numa altura em que o público estava a apoiar a equipa, tentando virar a página e que equipa ganhasse moral para o resto da época(ainda temos objectivos!!). Os pintores de paredes que estavam à espera de um desaire da equipa para por tudo em causa!!! Fazem de tudo para que o pesadelo prolongue! Olha não caiu bem em alvalade! E as bastonadas foi a malta da juve que queria travar satisfações com os "pintores"!
Quanto ao veloso junior, era por lhe a rodar na intercalar!

Nuno disse...

Se é verdade que o presidente, o director de departamento de futebol, o treinador e dois jogadores do Sporting foram ameaçados de morte, então algo de realmente muito podre se passa neste nosso clube.

Se esses animais que fizeram essas ameaças fossem homens não escreveriam esse tipo de cartas e em vez disso dariam a cara na altura e no local próprio: na hora de apresentar alternativas, de forma serena e democrática.

Thaypan disse...

Amigo.Todos os clubes do mundo têm resultados maus. Acontece, a todos. Acho que o que se passou com o B.M.,foi falta de preparação mental, fortaleza de carácter dos miúdos. O Veloso, não está a ser diabolizado, ele é que quis assumir esse papel, por culpa de uma imprensa, que quer fazer dele o grande jogador que ele,não é. Entendo q o pai o queira defender, mas está a fazê-lo da pior maneira. O seu empresário, o manhoso do Paulo Barbosa, benfiquista empedernido, judeu á cata dos tostões, que no caso são milhões, vai municiando as redacções dos jornais vermelhos,com "noticias", que ele precisa que circulem, que desancam a torto e a direito no S.C.P., esquecendo-se que toda esta táctica, só desvaloriza o "activo". Portanto, está montado o cenário. Eu, deixava o Veloso na jarra, até que este se comporte como um verdadeiro profissional da bola. Não da "fashion"...Acho ainda que o S.C.P. deveria dar acompanhamento psicológico aos seus atletas. São novos, são mal aconselhados , e dão barracas a torto e a direito.Veja-se : João Mutinho,Yannick, Vukcevic,Veloso, tudo miúdos cheios de testosterona, com o ego nos píncaros, e com um microfone á frente...Sá dizem asneiras, que os paizinhos e empresários lhes ensinam.

FSS disse...

Safa,

isto é incrivel. Bem sei que os jogos com o Bayern foram um desastre, mas porra, não há quem mantenha a cabeça no lugar no meio de tanta merda?
Isto independentemente das posições defendidas.
Caro Thaypan, eu iria mais longe recomendo acompanhamento psicológico a todos os adeptos, direcção e à PSP.
Duche frio, sexo, Skydiving whatever.
Voltem mais calmos. É vital para o Clube.

SL
FSS

Anónimo disse...

SERVIREM-SE DO MIGUEL VELOSO PARA ESCONDER A VERGONHA DE MUNIQUE,AS MAS E PESSIMAS ESIBIÇOES,,E O AMU ANBIENTE NO BALNEARIO LIDERADO PELA ESCOLA DE SAMBA.SO MESMO PARA RIR!! ESTES FRANKISTAS SAO MESMO UMA VERGONHA!!

Anónimo disse...

TIREI A ESTATUA DO LEAO,E METAM UMA DO BENTINHO!!

Gorba disse...

"Resultado: obrigaram o marido-atleta a "refutar" (não a desmentir...) "

refutar = desmentir, contestar, contradizer, rejeitar, reprovar

Não colhe a teoria apresenta por Rui Santos que o Miguel Veloso é agora considerado o culpado pelo Sporting, na derrota em Munique...
Não me parece que Veloso seja bode expiatória para nada até porque Paulo Bento foi bem claro a dizer que o treinador estáva para sempre ligado a este resultado histórico. PB tem muitos defeitos, mas nunca se escondeu nos momentos maus. Assumiu sempre as culpas.

marachomba disse...

Totalmente de acordo.

A puniçao ao Veloso deveria acontecer ANTES do jogo de Munique, ou seja, mal aquela bocarra disse o que disse.

Premiar as atitudes inaceitáveis deste menino (vulgo, "o Miguel") com a titularidade em Munique, e seguidamente, com a catastrofe que foi o jogo (a quantidade de golos que resultaram de jogadas pelo nosso corredor esquerdo!), ser o afastamento ou um castigo a "o Miguel" a unica resultante do tal "saberemos assumir as nossas responsabilidades" é de uma cobardia e pobreza atroz.

E note-se que para mim "o Miguel" nao tornava a jogar na equipa principal Sporting apos as declaraçoes que fez antes de embarcar para Munique. Iria para a intercalar até final do contrato, e seria a unica coisa de boa que nos podia dar - um exemplo para a restante garotagem que se cre a ultima Coca-Cola do deserto e que acha que é o Sporting que lhes deve alguma coisa, mais nao seja um trampolim rapidinho para esses portentos Europeus (tipo Bolton...).

15672 disse...

Caro LdE, este blog tem alturas em que parece um repositório das tristes ideias de Rui Santos, esse vómito andante da comunicação social.
Estou com o Gorba, não colhe a teorio da diabolização do Miguel Veloso. A questão é que o jogador mais do que uma vez questionou o grupo, o clube, os seus dirigentes e, pior do que tudo isso, tem suado muito pouco em campo, numa estratégia clara de Paulo Barbosa e do jogador para sair de Alvalade o mais barato e mais cedo possível.
Percebo a motivação do empresário. Num negócio de 10 milhões ganhava um. É uma vida de trabalho. Mas o Sporting tem de defender os seus interesses e não os de Paulo Barbosa.
Já o vi defender melhor os seus pontos de vista. E houve alturas em que eles foram mais coincidentes com a defesa do Sporting.

Saudações leoninas

Anónimo disse...

Miguel Ribeiro Teles já recolheu à toca,lugar de que gosta muito, não vá o diabo dizer o que sabe.
Quanto a Miguel Veloso,não é o mesmo que o Departamento de Recrutamento foi roubar ao Benfica e tanto falou desse golpe?Ah agora é bandido.Ok já estou habituado a estas cambalhotas.
As palavras proferidas por Soares Franco amedrontando os sócios do clube, para mim não têm significado porque foram feitas depois de comer e beber e todos nós sabemos que ele não diz coisa com coisa após as refeições.

Anónimo disse...

Quem me explica o que é que vai na cabeça do Veloso e do Djaló para no balneário passarem a maior parte do tempo ao espelho fazendo aqueles ridículos penteados em vez de se concentrarem no jogo!
Um psicólogo já,e em força para Alvalade ou então Julio de Matos com eles.
Sporting Sempre
Farense Sempre

Anónimo disse...

Toma esta é a formação como Homens que recebem no Sporting

Anónimo disse...

Caro amigo,
o Sporting forma-os, e há exemplos disso. O problema é quando outros os deformam,a começar nos pais ,e eles se convencem de que são lindos e bons.Estes dois doentes teêm tratamento,assim eles queiram e aceitem ser tratados.
SPORTING SEMPRE
FARENSE SEMPRE

n_sardas disse...

Não podia estar mais de acordo.
Então após as declarações, nada foi feito, pior o jogador foi titular no jogo.
Após aquela vergonha, ai é que toda a gente lembrou-se das declarações...
Isto esta tudo doido!!!
Como é logico, se o Sporting fosse um clube com dirigentes a serio, logo apos as declarações o jogador tinha sido afastado do jogo... mas não, foi titular!!!
Isto é estar a gozar com os adeptos. E fico mais triste, por haver adeptos que alinham nesta constantes tretas destes incompetentes que temos à frente do nosso clube!!!
Chegou o momento de todos dizeremos BASTA!!!!

Nunoca disse...

Caro LdE
Concordo com tudo o que escreve neste post, em particular a assumpção de responsabilidades por parte de quem as deve assumir, nomeadamente direcção e equipa técnica. No entanto ha algo em que está MESMO enganado. Os problemas com as tarjas e a PSP. As tarjas foram retiradas pq estavam a haver confrontos entre adeptos sportinguistas!! aliás começaram a ser retiradas/rasgadas por alguns adeptos. A PSP interviu para tentar evitar confrontos serios entre aquela malta. Enfim, interviu à sua maneira... Mas disso convenhamos que nao tem culpa a direcção do FSF...
Cumps

canibal corpse disse...

Foram entregar 13 vassouras ao sr. presidente com uma mensagem anexa: "CENSUREM ESTAS!"

Sem tréguas!

Anónimo disse...

(Nuno disse...
Se é verdade que o presidente, o director de departamento de futebol, o treinador e dois jogadores do Sporting foram ameaçados de morte, então algo de realmente muito podre se passa neste nosso clube)


----------------

Não é de admirar que haja mentecaptos a enviar cartas de ameaça de morte, porque eles lêem como eu, regularmente na NET certa gentalha a criticar de maneira exarcebada e insultuosa os dirigentes, treinadores e jogadores, sem saber distinguir as coisas mais importantes da vida, de um jogo de futebol.O futebol é muito importante, mas é para aqueles que vivem dele.Mas os adeptos!...O que é que eles ganham com isso? E depois a história de um clube faz-se com vitórias e derrotas, embora haja algumas que doem mais.Se se pensar um pouco, alguém com um bocadinho de raciocínio acha que estas derrotas do Sporting aconteceram por acaso ou simplesmente por falta dos jogadores e do treinador? E então os 6 golos sofridos da selecção contra o Brasil, os 5 sofridos do Benfica contra o Olimpiacos e os 4 sofridos pelo Porto contra o Arsenal...estas goleadas todas não terão sido o resultado do estado em que está o futebol português? Deixo aqui a pergunta.E peço que quando assistem um jogo de futebol pensem mais com a cabeça e menos com o coração.

Anónimo disse...

Caros Sportinguistas.
Aqui desde Faro muito me custa estar constantemente a ler comentários negativos ao n/clube.
Os outros protegem-se e nós(que não eu)acusamo-nos por tudo e por nada.É certo que nem tudo está bem,mas que diabo estarão os outros melhores?,então com todas as dificuldades já ganhámos alguma coisa,fomos o mais longe possível na champions,estamos à frente das galinhas,até podemos ser campeões,e que mais queremos com os parcos recursos que o clube dispôe.Todos sabemos que para ter uma boa equipa é preciso dinheiro e ele não existe,por isso muito bem temos nós estado.Vamos é apoiar a equipa no resto do campeonato e taça e depois com calma restruturar o clube.
Esta divisão só beneficia os outros,queremos isso?.
Bom censo precisa-se.
SPORTING SEMPRE
FARENSE SEMPRE

Verdão disse...

Transcrevo aqui o post que hoje publiquei na Centúria Leonina e no Sangue Leonino:

Eleições antecipadas não é crime.

Não é, de facto.

Diria mais, é o procedimento correcto para melhor encarar o futuro.

O Sporting actual sofre da ausência de um líder cuja missão é a de nos guiar por um caminho que se avizinha, muito provavelmente, como o mais complicado da história deste Grande clube nacional. Urge defini-lo. Entendo as preocupadas mas prudentes palavras do Dr. Rogério Alves. Dramatizar esta questão e não a encarar como a solução que melhor serve os interesses leoninos é não querer ver o óbvio.

O Sporting está demasiado fragilizado, desportiva e financeiramente, para estar refém de uma paz podre mascarada pelo nome de estabilidade. Repare-se, quando após a mais negra página do nosso historial europeu o melhor que se conseguiu foi atirar as principais responsabilidades para cima de um só jogador (por muitas que as tenha), é o confessar da falência de toda uma estrutura.

Foi por tudo isto que decidi criar uma petição a favor de eleições antecipadas no nosso clube. Apresento-a aqui apenas hoje porque não quis capitalizar a raiva de uma derrota mas sim aproveitar a serenidade de uma vitória, sem oportunismos. Precisamos de um Líder que nos traga um rumo e se com esta petição vier um dia mais cedo, é um dia ganho.

http://www.peticao.com.pt/sporting-eleicoes-antecipadas

Abraço de Leão.
Verdão.

Anónimo disse...

esta ideia do bode expiatório foi ontem defendida por RSantos.
não que o sujeito não diga umas verdades sobre o Sporting - nomeadamente sobre a política de Comunicação, ou a falta dela, mas se há pessoas que têm demonstrado um ódio de estimação ao Sporting e, nomeadamnete, a PBento, isso é inquestionável.
acho até que a não convocação de Veloso para o jogo contra o Rio Ave foi uma medida de defesa do jogador; Pbento sabia bem o ambiente que iria encontrar e evitou pôr gasolina no fogo... e fez bem.



40 postas pescada

scp1965 disse...

Caro LDE
Onde estão os candidatos a presidente? e os projectos ? tenham juizo ; eleições antecipadas ? mas volto a perguntar : onde estão os programas e soluções? ah se calhar são os da petição, ou os das vassouras ? ou serão aqueles que não tiveram 20 euros para pedir uma assembleia geral ; pobres e mal agradecidos.
SCP SEMPRE

Rei da Lã disse...

Seja como for, o Veloso é um garoto irresponsável.
De profissional não tem nada!

Pedro Pita disse...

O Veloso ameaça tornar-se no bode espiatório de tudo o que correu mal este ano- quando na realidade quem deveria estar nesse papel, porque é MUITO mais culpado( por ser o Capitão de equipa) é o javardo do Moutinho. Para mim Moutinho, já disse e repito-o, nunca mais jogava depois de ter feito o que fez na pré-época, e não é com explicações embrulhadas que me fazem engulir quem não merece envergar aquela braçadeira. Quem for parvo ou ingénuo que o engula, eu não esqueço o que se passou, e continuo a achar que os problemas só se vão resolver no dia em que o Sporting correr com Moutinho. No inicio do ano, quando se deu a bronca com o Moutinho escrevi isto:

"Ultimamente parece que há uma lei no Sporting para condenar quem assobia. Quer-se dizer o senhor Capitão do Sporting Clube de Portugal atreve-se a dizer o que disse, e nós adeptos temos que comer e calar!... Esta regra, alicerçada num pragmatismo saloio e serôdio, merece ser devidamente condenada. Eu assobiei e assobiarei nem que seja o único a fazê-lo! E defendo que o vendam já, porque o caracter dele ficou à vista. E porque ameaça tornar-se um problema insolúvel.

Moutinho firmou este ano um contrato de trabalho desportivo com o Sporting Clube de Portugal, tendo visto o seu salário substancialmente aumentado. Segundo rezam as crónicas é um dos atletas mais bem pagos do clube, o que no caso é natural visto se tratar de um jogador de qualidade, ainda por cima o Capitão. Diga-se que na raiz do problema, a meu ver, esteve esta designação como Capitão, braçadeira que deveria sempre ter estado no braço de Anderson Polga. Adiante. Veio o Euro 2008 e o puto faz um joguito razoável com a Turquia. Logo surgiram, a acreditar nos jornais, os colossos do futebol mundial a chorar pelo Moutinho. De resto o atleta mostrou bem como isso o afectou. Depois deste primeiro jogo não fez mais nada de jeito, a não ser falhar um golo de baliza aberta que nos teria dado o 1-0 contra a Alemanha... Nesse mesmo jogo lesiona-se. Vem o defeso. As dúzias de clubes interessadas no Moutinho, no fim da época balnear, resumem-se ao Everton, esse colosso do futebol inglês... Porém o Everton, usando da astúcia própria das aves de rapina, não está disposto a pagar os 25 milhões da clausula de rescisão do contrato de Moutinho. Ao invés decide abordar o jogador acenando-lhe com umas recompensadoras libras, manobra completamente ilegal à luz dos estatutos da UEFA, que estranhamente não revela o zelo que põem noutras situações a defender princípios que são elementares. Até aqui tudo bem na atitude do jogador. Conduziu o assunto através do seu empresário e parecia tranquilo e sossegado.

Eis senão quando estamos na véspera do primeiro Derby da época e, já depois da hora reservada às conferências de imprensa, o nosso Capitão chamou a imprensa escrita para lhes dizer que quer sair do Sporting “por motivos pessoais”!... Reparem no cinismo da coisa: Nem homem sabe ser, não dá a cara, limita-se a falar pelos jornais. Mais: Não diz a verdade, não diz que se quer ir embora por causa do vigor das libras, diz que está descontente “por motivos pessoais”... Mas que motivos? O facto de não ter jogado ponta de um corno durante metade da época passada e de, ainda assim, continuar a ser levado ao colo como um deus pelos nossos adeptos?! O facto de ser um dos atletas mais bem pagos do clube? O facto de ser o Capitão da equipa com a idade que tem?!

Aqui chegados como se diz em bom português estava o caldo entornado. Paulo Bento a meu ver reagiu mal. Devia ter imediatamente retirado a braçadeira de Capitão a quem demonstrou não ter a mínima estatura moral para o ser. E acresce que o clube deveria ter aberto o devido processo disciplinar para quem não cumpriu as regras. A reacção dos adeptos foi dividirem-se: uns assobiam( como eu), outros aplaudem. Aplaudem não sei bem o quê, mas digo eu que se calhar aplaudem quem maltrata o Sporting e quem não tem nível para representá-lo. E são seguidistas de uma direcção que não mostrou os dentes quando devia em relação a um caso claro de indisciplina. Vejamos pois as razões porque assobiamos.

Assobiamos um ingrato. Assobiamos quem muito amámos. Assobiamos um Capitão que não pode sê-lo. Assobiamos a indecência com que nos tratou. O Sporting não precisa de Moutinho nenhum desta vida para continuar ser um clube grande. O Sporting não é, não pode ser, não deve ser, nenhum Everton de trazer por casa. Por isso também assobiamos o modo como o caso foi conduzido pela direcção, e o modo como se tentou branquear o que aconteceu como se fosse tudo normal, e como se fosse correcto o procedimento do jogador.

Aqui chegados vem a estreia com o PSV, e Moutinho afirma no final que está “de corpo e alma” no Sporting”. A frase foi agora repetida por Ronaldo( eles aprendem todos da mesma cartilha...). Além de cínico é mentiroso. Quem está de corpo e alma num clube não diz que se quer ir embora. Eu diria que foi pior a emenda que o soneto. Quer-se dizer, e uma vez que parece frustada a contratação, o jogador fez de conta que não disse nada, o clube fez de conta que não era nada com ele, os adeptos é que são uma cambada de intolerantes. Assim sendo a culpa não é de Moutinho, é dos adeptos que assobiam!...

Que estranha conclusão. Portanto em vez de pedido de desculpas, mais que devido neste caso, temos a vitimização como estratégia para resolver o problema. A culpa é claro que é dos que assobiam, esses malandros. E dizem eles que o tempo vai curar as feridas... No meu caso, e creio que no caso de muitos mais adeptos, não vai curar ferida nenhuma. Moutinho não pode ser o Capitão do Sporting sem nos pedir desculpa. Por isso o assobiámos e o continuaremos a assobiar. Assobiar à a única forma que temos de punir Moutinho, coisa que o nosso clube não fez. Assobiar é a única forma que temos de demonstrarmos a Moutinho, a Paulo Bento e à direcção do clube que ainda não somos o Everton!

Digo-o com a legitimidade que tem quem nunca assobiou um atleta do Sporting Clube de Portugal, mas neste caso, facto assaz insólito, estou totalmente ao lado das claques. Espero aliás que não desistam de assobiar porque a situação não pode ficar impune. O futebol não pode ser só dinheiro e capital, tem que ser um desporto de valores. É em nome deles, e do que significa ser o Capitão do Sporting, que assobiamos Moutinho.

E já agora convém pedir que ninguém nos dê lições de moral e de sportinguismo. Respeito imenso quem aplaude, muito embora não perceba, por mais voltas que se dê ao texto, porque o faz ou sequer o que aplaudem. Respeitem igualmente quem assobia porque a culpa, por mais que o tentem fazer crer, não é nossa. A culpa é neste caso do abjecto Moutinho, pela entrevista que deu, e da direcção do Sporting Clube de Portugal, pela incompetência que revelou a tratar do caso."

Olhando para atrás acho que foi premonitório. Foi depois disto que tudo começou a correr mal, e os casos se foram sucedendo. Se não tem havido o caso Moutinho, e se este não tem passado impune, provavelmente não haveria caso Veloso, caso Vukcevic, etc. Daí achar que a vassourada deva começar por quem começou o problema, e não por quem o continuou.

Um abraço

Anónimo disse...

Vergonha é irem para o estadio dar vassouradas e depois terem medo de dar a cara!!!!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...