sexta-feira, 13 de março de 2009

José Peseiro, o futebol ofensivo e o Sporting

“O que fiz no Sporting, mesmo perdendo, projectou-me. Fui para o Panathinaikos porque o futebol do Sporting foi elogiado. Mesmo estando só um ano no Sporting, fomos à final da Taça UEFA e estivemos perto de sermos campeões. Não estivemos nem dois, três, nem quatro anos, mas isto não é uma crítica a ninguém.”

“O Sporting de 2004-2005 fez 107 golos numa época, foi a quarta equipa mais goleadora na Europa. É evidente que gosto de futebol de ataque e não estou a dizer que só por isso sou melhor do que os outros. Cada um escolhe o seu caminho. Estive em quatro ou cinco subidas de divisão. Não fui campeão no Sporting, mas quantas vezes foi o Sporting campeão nos últimos 20 anos? Jogando bem e ao ataque estamos mais perto de ganhar, mas todos sabemos que quanto mais equilibrados formos, melhor. Também reconheci que a equipa do Sporting era ofensiva, mas tinha problemas nas transições defensivas. Tentámos resolver isso, sem perder a identidade ofensiva. Infelizmente, não conseguimos a 100 por cento, mas também não se consegue nada a 100 por cento. Nunca deixei de ter uma identidade ofensiva. Há treinadores que, por não ganharem, passam a defender só. Eu acho que é possível uma equipa ofensiva ganhar. Também há treinadores defensivos que apostam no contrário. A qualidade dos treinadores não está aqui. Pode haver caminhos diferentes. Não admito é mudar de caminho só com medo do resultado. Vou manter o meu caminho e melhorá-lo, quer no processo ofensivo ou defensivo. Mesmo não ganhando nos clubes por onde passei, fiz coisas que não sei se teria conseguido se fosse defensivo.

“Disse sempre que não fazia sentido, perante o que se criou, voltar ao Sporting no curto prazo. Mas não sei se daqui a uns anos será possível ou não. Perante o desgosto e a tristeza que foi perder aqueles títulos, e estando eu ligado a ela, não seria um factor de entusiasmo treinar o Sporting a breve prazo. Mas quem sabe daqui a uns anos isso não será possível.”


José Peseiro, treinador do Sporting entre Julho de 2004 e Outubro de 2005 e actual seleccionador da Arábia Saudita, “Público”, 13-03-2009

30 comentários:

Anónimo disse...

Gostava que Peseiro viesse a público dizer o que se passou ao intervalo da final da Taça UEFA,nomeadamente com certos dirigentes(que ainda estão) e o capitão de equipa,o tal que tem perfil para Director Técnico e ainda o que se passou com Polga,para se negar a jogar com o Nacional na última jornada para ir a Paris à procura da sua sócia.
Esse foram alguns dos boicotes feitos a Peseiro,mas existiam mais protagonistas e eles sabem quemm são.Os sócios mal informados deveriam gostar de saber.

Mário Rui Oliveira disse...

Que saudades ! Que grande futebol, que grande época ! Mesmo perdendo !

Perdemos a tentar ganhar ! e isso meus caros é algo que hoje não nos podemos orgulhar !

Anónimo disse...

Peseiro,
o problema veio a seguir.
O problema foi a tua capacidade para num par de meses destruires a equipa, com a conversa do pragmatismo.

O problema é que depois do futebol ofensivo, foste tu Peseiro que disseste que a equipa tinha de ser mais pragmatica e o meio campo não jogar tão longe da defesa e etc...

O problema foi a vergonha dos jogos contra a Udinese, o problema é que as pessoas se lembravam que meses antes a equipa tinha qualidade acente num meio campo de luxo e tu não foste capaz de reconhecer que era aí que nós eramos melhores que os outros e o que fizeste foi nivelar por baixo.

Destruir o que estava bem construido foi inaceitável, é que ao contrario do discurso dos créditos, acho que os sucessos dão é mais responsabilidade e o que se exige é pelo menos o mesmo e nunca menos do que aquilo que está feito.

Obrigado

Pedro

Gouveia disse...

E no jogo decisivo com os lampiões, o Pesêro jogou para ganhar, apesar do "roubo de igreja"?

Não... jogou com medo e para não perder! Quem joga para empatar, perde!

Era muito mau mesmo a nível psicológico! mas o seu futebol era mesmo espectacular!

2 títulos perdidos na mesma semana é incontornável!

Mas sempre ouvi dizer que foi armadilhado pela quadrilha Franquista! Gostava de saber a estória um dia1

Pedro Sousa disse...

Nesse ano os jogadores do Sporting só jogavam quando queriam... O campeonato era mais do que nosso!
O Sporting que nesse ano perdou 9 jogos e empatou 7 quase que era campeão...o campeonato esta muito nivelado por baixo!
Numa semana perdemos a taça UEFA em casa por culpa do treinador, perdemos o campeonato e um lugar na liga dos campeões...
Nesse mesmo verão o peseiro vaidoso com o que fez, estava em todas as festas e revistas cor-de-rosa que havia! Pelos vistos já não tinha nada a provar...
E a boa imagem com que pode ter ficado da campanha europeia, tem vindo a destruir com o que tem feito por todos os clubes que passou, arábias grécia e roménia!
Quando saiu, o Sporting estava pior do que está agora com o dinheiro gasto em vários flops por ele pedido!(edson, luís loureiro, manoel, wender, joão alves)

Já foi o seu tempo no Sporting, não é altura para pensarmos outra vez dele!
O Sporting também não assim tão mal!

15672 disse...

O Peseiro foi um desastre. Perdeu tudo. Para o Benfica, o CSKA. Os jogadores faziam dele o que queiram e nada ganhámos. E depois do Sporting foi sempre a descer. Grécia, Roménia e Arábia Sáudita. Faça bom proveito...

Cantinho do Morais disse...

Já andamos a ressuscitar fantasmas?

Peseiro, para ti só isto:
- Rogério no meio-campo (derrota certa por 3 golos)
- Edson - 1 milhão de euros
- Silva de volta ao plantel
- Manoel, ex-Moreirense
- Trocar Enakarire por Luís Loureiro (e puseste-o a títular!!)
- Mandaste o Tinga embora
- Compraste o João Alves por 2,5 milhões de euros
- Compraste o Wender por 1 milhão de euros
- Se o Trapatonni não tivesse contratado o Tomasson, tinhas enviado o Liedson para os Estugarda
- Não deixaste o Doualla ser vendido para o Middlesbrough por 7 milhões de euros!
- Foste eliminado pelo Halmstad
- Levaste 4 em Paços e estavas a rir no banco

Resumindo, não tenho saudades tuas. Tiveste o melhor plantel do Sporting desde que fomos campeões. Tiveste o maior orçamento para contratar jogadores e só compraste merda!

Por favor, continua longe...

De tantas expliações que pedem que ele dê, eu só quero uma. Porquê que o Liedson levou o cartão amarelo contra o Guimarães para não jogar na Luz?

Anónimo disse...

Muitos dos que elogiam agora o Peseiro, concerteza que fizeram parte daqueles que na altura mais o insultaram.Conforme a conveniências uma vez são cara...outra vez são cu.Coisas de carácter...

Anónimo disse...

Peseiro foi aquele treinador que assumiu a responsabilidade de construir uma nova equipa -pós deaire da uefa.
Então o que fez? Contrata logo de uma só vez 3 grandes craques : Luis Loureiro, Wender e o fabuloso João Alves, metade da equipa não se dava com ele e o futebol do Sporting era uma desgraça e dava até para ser humilhado ,não em Munique, mas em Paços de Ferreira. Está a ganhar 1-0 contra uma Académica com 10 jogadores e decide tirar um avançado para pôr mais um defesa!!!!!
Calimero, Calimero, Calimero!!!!!!!!!
Ao menos o Paulo Bento é frontal e nunca diz que a culpa é dos outros .
Volto a repetir : Se querem mandar embora o Paulo Bento , então digam quem o vem substituir (com realismo, nada de Mourinhos , Hiddinks ou Cappelos)porque para pior ( Carvalhal,Cajuda,Scolari e Peseiro) prefiro ficar com este!!!

Anónimo disse...

E os nossos concorrentes directos que já estão a preparar a próxima época e já estão a contratar jogadores? Enquanto isso a indefinição quanto à renovação do liedson, as saídas quase certas de moutinho, derlei, veloso, etc... são o tema do dia do sporting.

Gnitrops disse...

Com o meio campo que o Sporting tinha, Peseiro não foi capaz de ser campeão...Rochemback, Barbosa, Viana, João Moutinho...viu-se na época seguinte o resultado.

E pior que isso, não era respeitado no balneário.

Futebol bonito não é tudo...e aquela equipa era capaz do melhor e do pior, era muito irregular!

Anónimo disse...

Caros Sportinguistas,ponham os olhos no Jesualdo,não prestava ,e no entanto prepara-se para ser tricampeão,a seguir vai o Paulo Bento treinar o Porto e depois passa a ser o maior,sabem quantos campeonatos já perdeu o Ferguson?
Pensem, e apoiem em vez de só dizer mal.

FSS disse...

Peseiro fez no Sporting algo de notável.
Chegou à final da Taça UEFA - o que só por si tinha sido assumido como objectivo - a disputar o Campeonato duramente.
Nunca vi uma equipa tão exausta como o Sporting nesse final de época.
Mourinho conseguiu melhor a nível internacional, mas teve certas ajudas na frente doméstica que lhe permitiram concentrar tudo nas competições europeias. É completamente diferente.
Existiram algumas situações de indisciplina com Liedson e Rochemback, pela qual muitos o criticaram. No entanto só o criticaram quando os títulos estavam perdidos. Eu achei - a custo - que com tanta coisa em jogo, mais valia deixar passar. Por honestidade tenho que considerar o seu erro também como meu erro. Embora não minha responsabilidade.

No entanto tenho que discordar em alguma parte do caminho futebolistico por ele escolhido.
Um bom ataque não é aquele que marca muitos golos mas aquele que marca em todos os jogos e em todas as situações de jogo. Nomeadamente contra a corrente.
Desde Peseiro sinto que o Sporting só consegue marcar golos se conseguir sufocar completamente o adversário. Em alta competição isto é uma desvantagem séria.

Não gramo os Sauditas mas vou torcer por Peseiro.

SL
FSS

TAT disse...

Esta do grande futebol é uma grande invenção.

O Sporting nessa época praticou esporadicamente um futebol agradável, sobretudo em dois ou três jogos da campanha da taça UEFA, mas ño grosso dos jogos que fizemos a qualidade do futebol era mediana.

Quem não se lembra dos consecutivos jogos com o Rogério a jogar no meio em que invariavelmente perdemos ou empatamos?

Bom futebol não são duas ou três tabelinhas num jogo e uns passes a rasgar. O bom futebol do Peseiro vale tanto como o facto de ele ter dito que o Sporting era na altura a melhor equipa a jogar em pressing alto da Europa (LOL).

Não nos esqueçamos que esse foi o campeonato mais mal perdido dos ultimos 30 anos da historia do Sporting. Branquear isso com um pseudo bom futebol praticado tem tanto de ridiculo como de insultuoso para nós que perdemos na mesma semana, a UEFA em casa com o CSKA a ganhar 1-0 ao intervalo e o Campeonato na luz (também só a nós é que nos acontecia isto).

Não, Peseiro, nem num futuro breve nem daqui a 20 anos voltas ao Sporting.

oliveira.r disse...

O coveiro do Sporting no campeonato e na Taça UEFA desse ano não foi o Peseiro mas um tal Ricardo,que na altura,se dizia que era guarda redes.

leão de arroios disse...

Só uma coisa me ocorre:
Espero vê-lo de volta a Lisboa... para treinar os porcos.

www.academia-de-talentos.com disse...

"Que saudades ! Que grande futebol, que grande época ! Mesmo perdendo !

Perdemos a tentar ganhar ! e isso meus caros é algo que hoje não nos podemos orgulhar !"


E?

Se forem a ver o número de pontos amealhados e golos sofridos durante a época de peseiro então o copo fica mais meio vazio do que meio cheio.

É curioso como estes defensores do futebol espectaculo do Peseiro se esquecem a absurda quantidade de golos que a equipa sofreu nessa época, foram mais de 70 (setenta).

E não foi ideia de Peseiro lançar o Moutinho, o Mister Peseiro queria o Jorginho e foram outras pessoas que lhe vieram falar do actual capitão do leões como 2ª escolha depois de Jorginho falhar durante o natal de 2004.

Despachou Danny para a Russia.

Não deu hipoteses a Paulo Sergio.

Despachou Tinga.

Permitiu a decadência fisica de Rochemback.

Foi à Luz jogar sem ponta-de-lança.

Foi goleado no Dragão numa altura em que o Porto tinha uma equipa muito intranquila.

Foi ele quem queimou Custódio com o seu 4-1-3-2 com 10 jogadores a jogarem 50 metros à frente de Ricardo. Na época anterior Custódio com 20 anos tinha sido dos melhores médios do Sporting.

Foi este o homem que trouxe Manoel (!!!??) para o Sporting afirmando que iria adicionar "altura, largura e envergadura" ao futebol leonino em 05/06.

Continua o mito que o Sporting Peseirista jogava futebol champanhe, na verdade, jogava bom futebol de 3 em 3 ou de 4 em 4 jogos e sofria muitos golos devido a jogar com a defesa muita subida apesar de tere jogadores lentos como Beto, Polga, Enak, Rui Jorge, Tello, Rogério, etc. Sempre o disse, Peseiro queria "jogar à Arsenal" mas nunca percebeu que com jogadores de 30 e tal anos de idade isso era impossível.

Dou-lhe o mérito de Moutinho ter sido lançado e de ter trazido de volta Hugo Viana

Mota era bom jogador, vastamente superior ao Koke e outros que gralmente são metidos no mesmo saco, mas não teve oportunidades suficientes para engatar.

João Lopes disse...

Julgava que este figurão estava longe mas pelos vistos anda por perto e já "dá palpites" como se o alguém quisesse no Sporting. Deixe-se lá estar descansado a aguardar que alguns tansos o contactem para treinador, pois para mau treinador já basta o artista que lá está que, tal como ele, nunca tem culpa de nada.

Soylent Green disse...

Peseiro e Queirós nunca mais.

Prefiro o Fernando Santos que, apesar de ter levado com a super equipa do Mourinho e de ter sido gamado em alguns jogos, tinha um jogo mais coerente (embora um pouco previsível). Alem disso organizou a melhor equipa dos lampiões desde meados da década de 90 e, como prémio, correram com ele.

Com Fernando Santos tínhamos ganho o Campeonato da APAF com 10 pontos de avanço. Quanto à Taça UEFA não íamos à final que o homem não virava o jogo com o Newcastle. O grande problema de F Santos é ser demasiado educado para o nosso futebol e não dizer palavrões quando as coisas correm mal.

Se Paulo Bento sair tem de vir um treinador estrangeiro e com experiência porque não vejo nenhum português com condições para dar a volta a este Sporting (tirando o Mourinho).

Co Adriaanse, Zico e Boloni podem ser hipóteses ao alcance da nossa bolsa.

Anónimo disse...

Soylent Green
Co Adriansen??? Terei lido bem?...

Anónimo disse...

Entre o Peseiro e o que temos, venha o diabo e escolha...espero nunca mais o ver por cá. Que seja muito feliz lá pelas arábias e quando regressar que vá para o clube dele...

Soylent Green disse...

Sim leu bem. Co Adriaanse mostrou, num período difícil do Porto, ser disciplinador e bom treinador, muito melhor que os nomes que normalmente sugerem para o Sporting tipo Cajuda, Jesus e M José. Não deve ser caro e já conhece o nosso futebol.

Miguel Castro disse...

Sobre treinadores, como em tudo na vida, ninguém é dono da verdade, claro...mas Manuel Cajuda em Alvalade, espero que nunca! Co Adrianse também não me parece, para casmurro já estamos bem servidos, além de que não teve bons resultados em nenhum clube até hoje a não ser no Az Alkmaar e foi o iluminado que achava que Diego, o melhor jogador do campeonato alemão nos últimos dois anos, não tinha lugar no Porto, tal como por exemplo o Luis Fabiano. E Peseiro, que é o tema deste post, ainda me lembro demasiado bem do que foi a sua passagem pelo Sporting...

Mário Rui Oliveira disse...

estádio muito bem preenchido recorrentemente !

PORQUÊ ? Muitos golos !

Lolática: Comércio e Serviços Informáticos disse...

Vai e nunca mais voltes....por ti estive dias a pensar q td o q tinha acontecido numa semana, só podia ser um pesadelo que estava a ter dps de uma digestão mal feita durante a noite....infelizmente nunca acordei e percebi msm q era a realidade. Vai e não voltes...

"Que saudades ! Que grande futebol, que grande época ! Mesmo perdendo !

Perdemos a tentar ganhar ! e isso meus caros é algo que hoje não nos podemos orgulhar !"

Sinto de facto é o q eu gosto...jogar bem e n ganhar nada....alias podíamos fazer uma petição ao nível da do lampião Rui Santos e pedirmos nessa petição um treinador q faça o SCP jogar bem e n ganhar nada, pq parece q é o q agrada aos adeptos...Eu cá prefiro ganhar e n jogar nada, devo ser "deficiente"

Tite disse...

Volta Peseiro, estás perdoado!

JFM - Mealhada disse...

De fonte fidedigna, Co Adriaanse nos tempos do FCP levava para casa ao fim do mês 150.000 €. Este, barato não é... E francamente, de tanto treinador, lembrarem-se deste...

FSS disse...

Caro Miguel Castro,

Co Adriaanse foi en cerca de 15 anos o 1º treinador a ser campeao pelo FCP de forma insuspeita - acertando mais vezes na bola do que no adversário, nomeadamente mas não só -.
Nem Mourinho o conseguiu. Acho que nem tentou.
Alem disso - Co - consegue implementar uma boa circulação de bola.
Algo que o Bayern tem mais que o Sporting numa proporção de 12 para 1.

É uma das minhas escolhas favoritas.
Particularmente nesta altura.

SL
FSS

Nuno disse...

Esta foi hoje publicada no jornal 'O Jogo' mas acho que assenta como uma luva àqueles que incrívelmente preferiam o Peseiro ao Paulo Bento...

'O sucesso que satura'
MÁRIO DUARTE

O futebol é rico em fenómenos estranhos, alguns dos quais de difícil compreensão. A (aparentemente esgotada) relação dos sportinguistas com Paulo Bento e os resultados conseguidos pela sua equipa é um deles. Nos três anos que antecederam a sua chegada ao comando técnico - durante o qual levou o Sporting, recorde-se, à conquista de duas Taças, duas Supertaças e à presença em três edições consecutivas na Champions -, os leões tinham ganho... nada.

E, recuando mais 24 anos, até 1981/82, época do último título conquistado antes dos conseguidos em 1999/2000 e 2001/02, o Sporting lograra a conquista de uma Taça de Portugal e cinco Supertaças, com duas presenças na Liga dos Campeões. É óbvio que falta o título, que a equipa discutiu até ao fim em duas das últimas três temporadas e que ainda persegue, apesar do atraso de quatro pontos sem mais ninguém para ultrapassar do que o líder campeão. Em suma, o sucesso acumulado de Paulo Bento em três/quatro anos de comando técnico é bem superior ao dos 27 anos que o precederam. Ainda assim, os adeptos estão saturados. Chega ao fim um ciclo...

Anónimo disse...

tomara o scp k o peseiro volta se o scp joga um futebol feio kem me dera k o peseiro voltasse para o sporting nunca vi nenhum treinador levar o scp a uma final na uefa so por isso acho que o peseiro nunca deveria ter saido do scp como saiu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...