terça-feira, 14 de abril de 2009

As raízes, a tradição e a história do Sporting

“O Sporting tem-se distinguido também por um trabalho activo e permanente pela valorização do futebol português a nível da transparência dos seus mecanismos, da credibilidade competitiva, da modernização das estruturas e da aplicação de formas de gestão adaptadas às realidades e exigências actuais.
Somos primeiros em soluções empresariais que inevitavelmente se irão impor. A evolução do sistema de organização e do profissionalismo da Sporting SAD, sem nunca perder de vista as raízes, a tradição e a história do Sporting, vai fazer com que o clube se reencontre com as grandes vitórias. Estamos seguros disso. (…)
Estamos conscientes de que o caminho traçado não é fácil, mas é o único compatível com a realidade e as exigências actuais do desporto de alta competição. Um Sporting moderno e virado para o futuro será certamente um Sporting à altura das suas tradições e de um passado glorioso. Mais do que nunca, mobilizados pela crescente solidez do clube e do projecto em fase de concretização, os sportinguistas têm de percorrer juntos este caminho.”
José Roquette, “Livro de Ouro do Sporting Clube de Portugal”, Edição “Diário de Notícias”, 2000

1 comentário:

Anónimo disse...

Pois é...O Projecto Roquette em teoría era muito interessante.
O pior foi a sua implementação, os incompetentes à sua volta e os ladrilhos mascarados de sérios!

Quanto era o passivo?
Quanto é hoje?
Que Património tinhamos?
Que Património temos?
Quantos Sócios pagantes tinhamos?
Quantos temos hoje?
Quantos Núcleos e Delegações (activas) tínhamos?
Quantas temos hoje?
Que média de assistências tínhamos?
E hoje?
Quantos lampiões tínhamos dentro da estrutura?
Quantos temos hoje?
Qual o nível de ordenados na altura?
E hoje em dia?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...