sexta-feira, 10 de abril de 2009

Pedro Sousa Moraes: o Leão da Caparica

O jornalista Eugénio Queirós, que, na edição de hoje do jornal “Record”, assina uma entrevista exclusiva ao empresário Pedro Sousa Moraes, escreveu, a pedido do LEÃO DA ESTRELA, um depoimento sobre o novo candidato à presidência do Sporting Clube de Portugal:

Não conhecia Pedro Sousa Moraes. Um telefonema de um amigo com larguíssima experiência futebolística, hoje retirados das lides, questionou-me quanto à possibilidade de entrevistar alguém que pretende candidatar-se à presidência do Sporting: um empresário com residência em Lisboa e na Costa da Caparica. Fiz-me à estrada com tudo em aberto, na certeza, porém, de que não iria encontrar, à porta do convento dos Capuchos, em S. João da Caparica, um candidato de V5 e apenas folclórico.
Pedro Sousa Moraes escolheu a sua quinta, sobre a riba da Caparica, de seu nome "Casa do Robalo", para se apresentar. Fez logo questão de subir ao terraço para nos mostrar o estupendo horizonte que vai do Cabo da Roca ao Cabo Espichel. E depois, sim, deu-se a conhecer.
Rapidamente percebi que estava perante um sportinguista com grandes tradições e de qualidade inquestionável. Nesse aspecto ninguém o pode acusar de ser um paraquedista, o que nestas coisas é sempre importante...
Com 51 anos, Pedro Sousa Moraes é um homem de bem com a vida, com sucesso aparente nos seus negócios (de Angola ao Brasil) e com uma rede vasta de amigos, muitos deles do universo sportinguista.
Filho de boas famílias, com raízes em Tortosendo (região centro), o novo candidato, aos 19 anos, já conduzia um Porsche, oferecido por um tio também com grandes ligações ao Sporting, e não gosta de falhar um jogo em Alvalade. E mesmo fora de Alvalade.
Contou-me até a história do dia em que, com amigos, foi ver o Salgueiros-Sporting que confirmou o Sporting com o campeão, quando chegou à Mealhada e só então percebeu que se tinha esquecido dos bilhetes em casa (Lisboa) – uma operação a pisar todos os limites de velocidade permitiu que todos vissem o jogo, embora só tivessem entrado já com este a decorrer.
Pedro Sousa Moraes tem um projecto para o Sporting. Quer criar uma fundação que seja capaz de, concorrendo a empreitadas com o suporte inicial de mecenas, consiga gerar receitas para aplicar no futebol e na vida eclética do clube. "Quando os outros miúdos contavam carneiros para adormecer, eu fazia equipas do Sporting...", diz ainda sobre o seu sportinguismo, que estendeu aos quatro filhos, um deles a estudar no Porto.
Incomodado com alguns barões que residem há muitos anos no Conselho Leonino, que quer extinguir, e que não contribuem para o clube em nada, o novo candidato ao cadeirão de Alvalade integrou a lista de Sérgio Abrantes Mendes "por pura amizade" e aí percebeu como é difícil lutar contra o sistema... interno. "Mesmo assim tivemos 25% dos votos", acentua.
Agora parece que é a sério. Pedro Sousa Moraes não acredita que Pedro Souto se candidate, acha ridículo que lance uma candidatura à condição e mais motivado se vai sentir para ir em frente se Filipe Soares Franco também for candidato, como acredita que será.
Pedro Sousa Moraes respeita o trajecto de Dias da Cunha, mas não deixa de fazer algumas críticas, nomeadamente à forma como alguns jogadores foram, no seu entender, mal vendidos. Presidente durante 8 anos do Núcleo do Sporting da Costa da Caparica, onde quis lançar um projecto pioneiro, tendo quase conseguido adquirir o espólio de José Travassos, Pedro Sousa Moraes apresenta também um estilo de liderança presidencialista. "Serei eu e mais dez", diz, convicto de que terá de ser sempre ele a dar a cara, interagindo com o treinador, os jogadores e os sócios. Sócios que considera fundamentais para o futuro de um clube que vê ameaçado quando já se fala na extinção da figura dos mesmos, em detrimento dos accionistas da SAD.
O novo candidato quer ainda que o Sporting recupere o ecletismo que perdeu e é bem preciso quando identifica o principal rival: o Benfica. Enfim, gostei do que ouvi e senti pois é raro, nos tempos que correm, encontrar alguém tão entusiasmado com uma causa clubística, sobretudo alguém que podem podia aproveitar todo o seu tempo para desfrutar do sossego e da beleza da quinta do Robalo.
Eugénio Queirós, jornalista do “Record” e editor do blog Bola na Área (post especial para o LEÃO DA ESTRELA)
FOTO: "Record Online"

10 comentários:

varatojo disse...

Com um Sporting sempre dos sócios e de matriz eclética, terá o meu voto.

Se Abrantes Mendes o convidou, é porque é válido.

Anónimo disse...

E o projecto ? é uma fundação ? o dinheiro para resolver os problemas do SCP vem de onde ? dos Porsches e da casa com vista deslumbrante ? é só peneiras. Ah e ter sido apoiante de Sergio Abrantes é um orgulho ; tenham juizinho.

Anónimo disse...

Pois. Falta o projecto.

Até agora, só vi dois projectos sem rosto: o da destruição do Sporting, ainda sem candidato da continuidade, e o do Ser Sporting.

http://www.sersporting.org/

Anónimo disse...

(Se Abrantes Mendes o convidou, é porque é válido)

Mas este individuo tem algum crédito? Já se esqueceram que ele esteve na direcção do Jorge Gonçalves que ía levando o Sporting à liquidação? Sinceramente! Tem agora a distinta LATA de criticar a gestão do SF, quando se sabe que foi preciso o Sousa Cintra chegar a presidente para recuperar financeiramente o Clube e "construir" uma equipa, que foi uma das melhores de sempre do Sporting.

Renman disse...

Se o Abrantes o convidou e válido..ate pq o Abrantes tb o é. Alias foi isto que pensou J Gonçalves qd juntamente com o Abrantes levaram quase a ruina o SCP. Já agora apenas uma palavrita a este sr..os MECENAS há mt que morreram no futebol. ABC

Rafael disse...

Não o Conheço, mas fazendo Fé no seu sportinguismo, é necessário derrotar esta cambada da dinastia que toma conta do Grande SPORTING há uns anos e que apenas tem feito vender e endividar mais o Clube.
Venha alguém que mude para termos um SPORTING- digno do nosso orgulho Ganhador e que o venha a ser na Europa como é o FCP.
Muito dificil mudar para pior.Eles (Dinastia) quando ouvem verdadeiramente alguém falar em ser candidato, borram-se todos.É porque a coisa deve de estar feia. Tem medo de uma auditoria?!, digo eu..

varatojo disse...

Sim. Falta o projecto, preto no branco, mas isso só deve acontecer quando formalizar a candidatura.

Mas há uma coisa que os sócios desejam ver num programa eleitoral: uma auditoria externa e independente às contas consolidadas do grupo Sporting. É preciso saber para onde foi o arpel!

Anónimo disse...

Se ele levar para o Sporting, umas garrafas de AMARELINHA... ui... ui...

Mas o consumo é só para alguns mais a norte.

Anónimo disse...

Pedro Moraes é um grande sportinguista, não tenho dúvidas. Esteve no jantar de todos os opositores à actual gestão e falou. Podia logo ter mostrado a sua vontade. Mas não o fez. Será que pensa que sózinho vai a algum lado? Mas ainda bem que mostra essa disposição. É sinal de que poderá ser mais uma alternativa. Mas não fracture o que custou muito a juntar, Isso é o que eles querem.

vasco granja disse...

Quero lembrar os mais burros (sem ofensa para os animais) que Abrantes Mendes NÃO FEZ parte da direcção do J. Gonçalves. Foi presidente da AG, e convocou eleições antecipadas antes que o Clube batesse no fundo.

É um Sportinguista com "S" maiúsculo, ao contrário deste Franco que está na presidência, que nem os filhos soube educar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...