sexta-feira, 22 de maio de 2009

O fosso de Alvalade

O candidato à presidência do Sporting Paulo Cristóvão propõe a eliminação do fosso do Estádio de Alvalade, que separa o público do relvado leonino. A ideia, que me parece muito boa, será colocar o público mais próximo do jogo e da emoção. Como acontece, por exemplo, na Luz e no Dragão. E significaria também um aumento da lotação do estádio (que, já agora, deveria ter as suas cadeiras verdes e brancas, em vez desta panóplia de cores destinada a disfarçar a falta de público). Na imagem de cima, temos o estádio como foi construído. A imagem de baixo, virtual, que o LEÃO DA ESTRELA encontrou aqui, mostra-nos o Estádio José Alvalade já com o fosso eliminado. E que tal falar sobre a nossa casa, o nosso santuário, e discutir com elevação esta ideia do candidato Paulo Cristóvão?... Quem concorda com ela? E quem desconcorda?... E porquê?...

48 comentários:

M. Paim disse...

Até acho uma boa ideia, mas tem um grande problema. Por onde entram as ambulâncias? É que o fosso serve para isso...

Correio Leonino disse...

Até as ambulâncias nos atrapalham!!! E os outros, não têm problemas com as ambulâncias??? O problema sabem qual foi: foi entregar o projecto do estádio a um benfiquista... Coisas de gestores da banca...

Nuno Trindade disse...

Essa das ambulâncias é um disparate! Desde quando é que os estádios têm de ter fosso por causa das ambulâncias?
É, sem sombra de dúvida, uma excelente medida. Assim como uniformizar a cor das cadeiras para verde. Também deveria haver um maior cuidado (que claramente não existe) com as zonas cinzentas e mal aproveitadas no interior do Estádio, estando algumas delas preenchidas com alguns cartazes publicitários colocados de forma descuidada e não uniforme, transmitindo uma imagem descuidada e ineficaz da gestão desses mesmos espaços. Aceito que pudessem ser sponsorizados mas devendo ter regras mais rígidas. Caso não tivessem publicidade, poderiam ser colocados vinis verdes com alusões a figuras e momentos marcantes do Maior Clube Português.

www.sersporting.org disse...

Caros,

Esta medida foi apresentada hoje pela primeira vez aos sócios na sessão de esclarecimento realizada no auditório. Tendo a candidatura Ser Sporting mantido uma natural reserva sobre alguns detalhes que, em bom rigor e evitando demagogia, só podem e devem ser relevados em fase de projecto, podemos no entanto esclarecer que a solução preconizada mantém a possibilidade de acesso a ambulâncias bem como outras obrigações que se colocam a um estádio moderno e dentro dos regulamentos.

Anónimo disse...

É uma boa ideia.

Vulgo, o "Coração de Leão"

MRG disse...

Vou fazer um pequeno resumo do que foi falado na sessão de esclarecimento:

- Foram demonstradas as contas consolidadas à data de Junho (?) de 2008, fornecidas pelo CD, onde consta um passivo de 361M€ e um activo de 265M. A diferença entre os valores apresentados pelo Ser Sporting e o CD reside no facto deste último apenas apresentar as contas da SAD+Clube e o Ser Sporting apresentar de todas as empresas do Grupo Sporting. Assim, o Grupo Sporting apresenta actualmente 95M€ negativos de capitais próprios.

- Nos últimos 13 anos a SAD teve prejuízos operacionais na ordem dos 187M€.

- O Ser Sporting já tem um pré-acordo com uma entidade para a construção de uma Pavilhão, com custo 0 (zero) para o Clube. PPC afirmou que se não vencer as eleições, passa para a direcção eleita o que já conseguiu, mas duvida que seja aproveitado tendo em conta as várias recusas do CD a propostas anteriores.

- O Ser Sporting já está em conversações com a CML para negociar a localização do Pavilhão nas antigas piscinas do Campo Grande existindo ainda um 2º terreno em análise (Horta Nova?).

- Margarida Caldeira da Silva disse que há 3 anos, quando estava na direcção, houve propostas de Juntas de Freguesia interessadas em receber um pavilhão do Sporting e a Direcção negou sempre.

- Já existem 2 autarquias muito interessadas num futuro projecto da Cidade Desportiva (a médio prazo, após a valorização e venda da Academia).

- Quanto ao fosse, se repararem na imagem continua a existir a rampa de acesso ao relvado, isto porque o fosse passa a túnel.

scp_associativista disse...

Com o desaparecimento do fosso, o relvado é rebaixado e as bancadas podem ir até ao nível mais baixa do fosso... e as ambulâncias entram directamente no relvado, como acontecia no José de Alvalade e acontece nos outros estádios.

Elementar meus caros!

leao revisor disse...

Pois é muito bonito, é aproximar os adeptos da emoçao (que slogan tao romantico), o problema é que é uma ideia impossivel de acontecer...
1º Quem paga as obras?
2º Vamos jogar aonde durante o tempo que o estadio vai estar inactivo?
3º Têm a certeza que TODAS as pessoas da bancada B continuam a ter a visibilidade completa do terreno de jogo? É que este vai ter que baixar alguns metros.

O problema nao estará nas ambulancias, talvez nos camioes para os concertos mas tenho as minhas duvidas mesmo para isso, o problema sao os 3º pontos que referi anteriormente que tornam esta ideia, uma autentica parvoice, de alguem que nao tem o minimo de conhecimento sobre a realidade do clube.

E termino por dizer que nao gosto nada do fosso, e que preferia muito mais ter um estadio como tem tem a foto do Ser Sporting, o problema é que neste momento é impossivel isso acontecer.

Mário Rui Oliveira disse...

MRG

esse passivo é contabilistico. é real, o SPorting nunca o escondeu. mas o activo está por contabilizado por baixo, pois os jogadores do Sporting que vêm da formação valem 0 no activo e outros como liedson já estão amortizados e como tal vale 0 tb

- no passivo está uma rubrica de PROVEITOS DIFERIDOS de 65M€ e que como tal não são graves, pois não constitui nenhuma obrigação de pagamentos do Sporting

- Quanto ao desiquilibrio de tesouraria, sendo que é demasiado elevado, a verdade é que teria sempre de ser negativo. A construção das infraestruturas assim o obrigava. é algo de normal !

- é dificil a situação? sim ! mas não é mais grave do que a já anunciada pela actual direcção

- o Ser Sporting, como todos nós, defende o pavilhão perto do estádio. O que é que interessa que duas freguesias terem oferecido um espaço se essas freguesias forem longe do Estádio ? se o Ser Sporting fosse direcção tb recusaria

- Toda a gente sabe que Loures já oferece um um espaço ao Sporting para instalar a Academia se esta sair de Alcochete. Nada de novo.

- quanto ao fosso, nada a opor e é boa ideia ! apenas tem de se arantir que podemos continuar a fazer concertos, ou seja, que continue a ser possível a entrada de camiões TRI com o PAlco. Mas tenho dificuldades em achar que se pode esticar as cadeiras até ao relvado sem ser necessário rebaixar o mesmo. Mas a ser possível sem custos extraordinários sou a favor

Mário Rui Oliveira disse...

scp_associativista

rebaixar o relvado !? para onde ?!

em baixo está um parque automóvel .

onde vai colocar o sistema de drenagem ?! e a caixa de terra para plantar a terra ?

e tinha acesso as ambulâncias, os carros no parque do piso -1 ...
e ainda que fosse possível ... isso juntamente com as bancadas dava para pagar 2 pavilhões !

Mário Rui Oliveira disse...

qual é a rentabilidade deste investimento ?

é que a candidatura do PPC fala tanto dos custos, e que o Sporting está tão mal e depois quer gastar uns milhões só para o Estádio ficar mais bonito ?!

diz-se tudo para o sócio ficar contente ... mas contas só se fazem para criticar os outros !

Anónimo disse...

Caro Mário Rui Oliveira,

Tenho pena que não conheça bem o nosso estádio! É que por baixo do relvado não está nenhum parque automóvel. O parque situa-se "debaixo" das bancadas e não na parte "central". Como é óbvio o sistema de drenagem e "caixa de terra" também desceriam. O problema "grave" é que nas primeiras filas do sector B não se tinha "linha de vista" para algumas zonas do relvado.

Quanto à idiotice dos camiões para os concertos, quantos concertos já existiram? 2? O estádio das antas também não tem fosso e os camiões entram na mesma directamente para o relvado.

O ideal, mas só com estudos se podia ter a certeza, era fazer um túnel no local do fosso. As ambulâncias circulavam na mesma e as rampas podiam lá ficar também.

Paulo costa disse...

Antes de mais o estádio até é bonito;)
abraço

MRG disse...

Mário Rui Oliveira,

"esse passivo é contabilistico. é real, o SPorting nunca o escondeu"

Nunca o escondeu? Desculpe? Só se você tem algum canal de comunicação especial com a Direcção. O próprio Leão de Verdade levou um ano a pedir estes números e nunca teve acesso.

"mas o activo está por contabilizado por baixo, pois os jogadores do Sporting que vêm da formação valem 0 no activo e outros como liedson já estão amortizados e como tal vale 0 tb"

Eu sei disso. Mas nem isso inverte a actual situação de 95M€ negativos de capitais próprios.

"no passivo está uma rubrica de PROVEITOS DIFERIDOS de 65M€ e que como tal não são graves, pois não constitui nenhuma obrigação de pagamentos do Sporting"

O que constitui de grave é que foi o Clube que teve de largar 65M€ para safar a SAD da falência, devido a anos de prejuízos acumulados (187M€ em 13 anos).

"O que é que interessa que duas freguesias terem oferecido um espaço se essas freguesias forem longe do Estádio ?"

Uma delas que tinha uma proposta era a Freguesia de Carnide. E já houve outras propostas anteriores, como a da Escola Alemã que também foram recusadas. Esteve também presente um consócio que foi representante de um sindicato bancário que propôs a construção de um pavilhão a custo 0 para o Clube, algo que foi também recusado pela Direcção.

Rafael disse...

A ideia é Boa, mas para quê se não há dinheiro?!
O estádio que temos nunca enche.
Mudar era a cor das cadeira Já!!!!! tudo Verde.
Por mim deixava estar como está.
Invista-se numa equipa de Futebol a sério para galvanizar os sócios que o resto vai vir pelo caminho.
É bem mais necessário um Pavilhão.
Basta negociar como fez o PC do FCP. O Antonio Pires de Lima do CDS-sócio do FCP tem ajudado bastante o FCP com a Cerveja.Assim a que se vê como são os Sócios-Portistas.
Uma pergunta se alguém me sabe responder..O projecto Roquette não tinha Pavilhão..?! aonde era para ser feito e porque nada se fez?!
Sei que ele está muito bem no Herd do Esporão.
Deve de aparecer talvez dentro de dias para dar sua palavra final ao JEB e apresentar-lhe a lista.

jms disse...

Discordo!

Desnecessária, dispendiosa, inoportuna e inútil!

Não precisamos de um estádio com mais lotação;
Temos mais onde gastar dinheiro;
O Estádio é novo, com classificação de topo da UEFA, não carece de qualquer alteração de fundo;
Sempre que lá fui (não muitas vezes pois vivo na Maia) sempre senti enorme proximidade e envolvência, com o plano de jogo (relvado/jogadores) e os outros adeptos.

Gosto muito da solução multicor das cadeiras, então com a iluminação dos jogos nocturnos e a conjugação com o verde do relvado é qualquer coisa de mágico e inebriante.

Nota - LdE, porque é que continua a jogar com as palavras, como se as escolhesse por casualidade, como quem tropeça numa pedra de tão distraído? Acho que não ENCONTROU a imagem virtual, PROCUROU-A!

Anónimo disse...

Especifico: boa ideia a da aproximação ao relvado.

As cadeiras, gosto como estão.

Vulgo, o "Coração de Leão"

Mário Rui Oliveira disse...

scp_associativista

a facilidade com q se dizem disparates é assustadora ! amanhã se for ao futebol olhe bem para o Estádio ! e mesmo que não vá faça-o numa foto . veja esta, porque pode encostar uma régua Às linhas de escadas ...

http://www.fussballtempel.net/uefa/POR/Alvalade7.jpg

e faça o seguinte exercicio ... imagine uma recta que acompanhe a bancada A até ao muro. Agora encoste a régua À linha de escadas do fundo acompanhando a escada.

Vê onde se intersecta com o relvado ? já dentro do terreno de jogo. e mesmo rebaixando ( e repito não sei para onde ! ) essa linha será projectada ainda mais apra dentro do relvado !

A melhor solução seria mesmo subir o relvado e não descer ! ou então diminuir o Àngulo das cadeiras, aumentando o problema de visibilidade e criando lugares que quase ninguém quereria.

A ideia é engraçada, mas quanto a mim, e admito-o infelizmente, pouco plausível sem se tornar demasiado onerosa !

Anónimo disse...

?como entram as ambulancias???então em Portugal os construtores civis já não sabem fazer rampas ou Pontes ou qualquer outra tarefa???????vamos lá deixar de lado O fosso da vergonha=aos muros feitos por Israel e Alemães.E acabar de vez com o FRUTA CORES dos assentos,de baixo para cima ou vice/versa só pode ser VERDE e BRANCO

Gnitrops disse...

No meio de tantos problemas que o clube tem isto do fosso parece-me claramente um "problema" menor. Acho que nos devíamos de preocupar com coisas mais importantes.

Não é por ter fosso ou não ter que vou deixar de ir a Alvalade apoiar o Sporting. E eliminar o fosso é mais um custo...e não deve ser pequeno!

SL

Renman disse...

grande ideia, cuja utilidade é zero!!! alias cm tdas as ideias q têm sido apresentadas. Tdas mt bonitas, de utilidade zero e sobretudo sem "como, quando e porquê".

Ao sr q falou se não havia projecto para pav no tempo do Dr José Roquette? Havia, tal como no antigo, era tb uma nave, por baixo do campo. Acontece que o sr do contra e doente de Alzheimer sr Cunha, qd tomou conta do clube, resolveu acrescentar ao projecto umas qtas cadeiras a mais, o que fez com que o espaço para a nave emagrecesse, perdendo espaço para ser um sitio onde as modalidades pudessem jogar. Hoje em dia esse sitio chama-se Alvalaxia, sitio que durante anos deu prejuízo atrás de prejuízo ao SCP.

Ora estas foram ideias de um dos principais impulsionadores da candidatura do sr Cristóvão.....acho que está tudo dito!

Cœur de Lion disse...

Concordo plenamente

Anónimo disse...

deixem lá essa ideia do fosso e metam mas é as cadeiras verdes e brancas!

ps: ja agora cumprir com aquilo que estava estipulado no inicio para os lugares de leao: direito a um lugar estacionamento do estadio!..mas pelos vistos isso nao passou de uma ideia "luminosa" para atrair os socios a comprar estes lugares!!

Orlando Teixeira disse...

Pois é!
Com tanta coisa importante para discutir, a questão do fosso é pelos vistos prioritária. Ou será um rebuçado a tentar dar a ideia que a direcção de PPC no futuro só decide mediante referendo aos sócios? Só acredita quem acredita na quadratura do círculo.
Não fosse o fosso (e JEB) e Alvalade já tinha sido punido com vários jogos de suspensão, graças à tentativa de invasão por aquela coisa que se afirmam sócios leoninos, mas que não passam de um bando de arruaceiros, após um Sporting-Benfica.
A mim o fosso em nada incomoda, nem vejo vantagens na sua extinção.
Será que não estamos a desviar as atenções de coisas bem mais importantes?
Finalmente: como é que uma candidatura que se diz Ser Sporting, que apela à história do Sporting põe a hipótese de abandonar aquele que desde a primeira hora fica sediado o campo de jogos?
Espera aí. Então as coisas fazem-se em função dos interesses de terceiros? E ainda têm a petulância de acusar os outros disso?
Cidade desportiva só fora do Campo Grande, pois não há espaço no local. Vamos esquecer a história do clube para apoiar um projecto virtual?
Bem prega Frei Tomás.
Cada vez estou mais esclarecido. Cada vez que a candidatura de PPC abre a boca, sai asneira na certa.

Anónimo disse...

PPC, para além de fazer propostas, devia dizer o que sabe sobre determinadas pessoas e "manobras" que contribuiram para o tal buraco de 340 milhões. Esse seria um grande contributo, para o bem do Sporting. Ouse!

el matador disse...

preferia que o estadio nao tivesse fosso, mas agora que a merda ja esta feita nao me parece boa ideia mudar. Em relação as cadeira era mesmo para mudar, ficavam verdes e brancas.

Mário Rui Oliveira disse...

Anónimo

tem razão ... por baixo do relvado não tem parque ! a minha penitência por isso !

Não inviabiliza isto os restantes pontos. Custos elevados, dificuldade em entende o retorno.


MRG

"Eu sei disso. Mas nem isso inverte a actual situação de 95M€ negativos de capitais próprios."

Então se o palntel estivesse bem avaliado não valeria assim grosso modo mais uns 40M€, pelo menos ? isto associado aos Proveitos Diferidos dá um capital próprio positivo. porque como sabe Activo = Cap Proprio+Passivo .

Independentemente da razão que a SAD vendeu a empresa entre empresas de grupo. E MUITO IMPORTANTE ... O MRG DIZ :"O que constitui de grave é que foi o Clube que teve de largar 65M€ para safar a SAD da falência, devido a anos de prejuízos acumulados (187M€ em 13 anos)."

Se consultar o relatório e contas da SAD de 2007/2008, está no ponto 32, alinia a) , que a venda foi feita à Sporting Comércio e Serviços e não ao Sporting Clube. Sejamos sérios nas análises financeiras. Não é falar para o ar ! Há dados escritos.

Quanto ao 187M€ não são prejuízos acumulados, mas sim fluxos de tesouraria negativos, o que é bem diferente. Resultados não são cash flows.

A verdade é esta : A SITUAÇÃO REAL NÃO É DIFERENTE DO QUE SEMPRE FOI ANUNCIADO PELA ACTUAL DIRECÇÃO !

Muito barulho por nada !


Quanto à questão de ter ou não uma linha de ligação directa ao actual CD não era necessária ! Tal como o PPC ainda outro dia disse este valor não é novidade, porque FSF já o tinha referido ! Foi o PPC que confirmou que não era uma novidade ... mas isso vai ai uma confusão !

Um pavilhão em Carnide!? ao pé do Estádio da Luz ?

Rafael disse...

Parece-me que as Cadeiras Verdes ra o ideal, porque verde e branco ficaria muito malhado e feio. É uma ideia minha. Verde alface talvez seria mais verede suave.Quanto a Pavilhões com o projectro de Roquette, pois não se acuse ninguém em particular....É tudo da mesma Dinastia. Quando da sua inauguração sei que estive lá e estava tudo feito como está, era o Presidente Roquette.
Mude-se as cores das Cadeiras, concordo. Mas deixem o resto.

Hugo Pereira disse...

Não sou engenheiro e quando vi a imagem, pensei: "vai alguém empurrar as bancadas do lado de fora?". Depois, li que se podia rebaixar o relvado, o parque, a caixa de terra, a caixa disto e a caixa daquilo. Com tantos rebaixanços o Sporting ainda é capaz de encontrar petróleo e resolver a questão do passivo. Já agora, a questão das cadeiras de várias cores representa o eclectismo do Sporting. Fica muito melhor em vez de ter uma só cor a perder de vista.

nefm disse...

Parece brilhante...
Baixar o relvado (fácil) para ficar com mais meia dúzia filas (as centrais nem são paralelas às linhas laterais como a imagem virtual sugere), ao nível das botas dos jogadores, e atrás dos bancos de suplentes, sem cobertura para a chuva num estádio que dizem estar às moscas.
No afã de dizer mal do projecto, é difícil conseguir melhor proposta...

Anónimo disse...

Oh Pedro Cristovão! Porque é que não se manda o estádio abaixo e se faz um estádio sem fosso, com as cadeirinhas todas verdinhas (portanto,um estádio banal!).
Quanto ao pavilhão, prefiro esperar e ter um pavilhão de top do que ter já um que não o seja!
Era o que faltava. Nunca o vi em lado nenhum, em nenhum encontro dos sportinguistas e aparece (o Pedro Pereira Cristovão) a dizer mal de tudo o que há no Sporting...
Espero que o Sporting continue a ser um clube de Viscondes, de Condes e de pessoas que sejam de top da sociedade e não por um qualquer desconhecido

guerrilla urbana disse...

Acho excelente e de grande sensibilidade e visão a ideia de acabar com o horrível fosso.

Sporting Sempre disse...

Uma tema demasiado menor num clube que se pretende menor. Por perceber fica o que se ganharia com tal designio.

Orlando Teixeira disse...

À falta de ideias, lançam-se as obras para o fim do fosso (querem ver que lá voltamos a ter problemas com o relvado, agora que o problema estava solucionado?) e as cadeiras, coisas fundamentais para o progresso e as vitórias do Sporting, já para não falar de quem tem uma crise económica grave ir gastar mais em coisas que ninguém ousará dizer que não são causas fúteis.
Margarida Caldeira fez uma afirmação curiosa, só não disse toda a verdade, e assim se vão enganando os tolos, com papas e bolos. A Junta de Freguesia de que fala qual foi? E o que é que ofereceu? O Pavilhão ou os terrenos? O Pavilhão era construído como?
Já agora, para quem afirma que PPC tem a oferta de um Pavilhão de borla, agora ninguém questiona à custa de quê? Agora ninguém pergunta qual a contrapartida.
Não sei se existem ou não, e acredito que não existam, apenas gostava que uns não fossem tratados como filhos e outros como enteados, uns como grandes sportinguistas (apesar de ninguém os conhecer) e os outros como mafiosos de negócios estranhos.
Por isso também se percebe o nível intelectual de quem aqui se desfaz em acusações a merecerem censura penal.
A Cidade Desportiva é um velho sonho leonino, com origem em João Rocha, agora recuperado como ideia mas sem base de sustentação, a menos que o Sporting vá para outro lado.
E se assim for, agora ninguém questiona o que vão fazer aos terrenos actualmente ocupados?
Não sou um perito em matéria económica, mas do que ainda sei, cada vez que oiço falar o senhor auditor João Mineiro penso sempre que deve ter tido boas notas teóricas, mas faltou às aulas práticas.
Porque será?
Off post: um pedido para esquecerem a campanha e irem todos a Alvalade apoiar os jovens, sem que se oiça um assobio a eles. Para eles e, sobretudo para o Sporting é importante que isso suceda.

scp1965 disse...

Essa foi a maior barbaridade dos ultimos tempos ; sabem o valor da obra ? e lugares a mais para quem ? enchemos o estadio 1 ou 2 vezes, de resto temos 30.000 em média ; coitados , deus nos livre destes iluminados que vivem noutro planeta e que nos punham igual ao Belenenses e Boavista ; Obrigado Bettencourt por nos teres vindo salvar destes Senhores

A Esperança É Verde disse...

A Candidatura Ser Sporting teve ontem novamente o prazer de apresentar e discutir as suas propostas e diagnóstico com dezenas de Sportinguistas, aproximadamente duzentos, que quase encheram o auditório do Estádio José de Alvalade, num movimento de crescendo desde a primeira sessão, na semana passada.

A situação financeira actual foi analisada por João Ferreira Mineiro, bem como explicadas as ideias para o futuro, seguindo José Pedro Rodrigues explicando os planos e objectivos para o património, actual e futuro, num compromisso de o fazer crescer e valorizar, ao invés de propor a sua diminuição e desvalorização.

Os sócios mostraram enorme receptividade aos objectivos relativos ao Pavilhão, reconversão do “fosso” e estudo da “Cidade Desportiva”, num modelo semelhante ao desenvolvido pelo Real Madrid no passado recente.

Os sócios mostraram-se muito interventivos, destacando-se entre tantas participações, as declarações de um associado que referiu ter estado presente numa assembleia geral da SAD onde apresentou, em representação de um grupo económico, uma proposta alternativa à reestruturação financeira que incluia também a construção de um pavilhão do Sporting, viabilizado através de uma proposta de “naming”, à qual o Sporting respondeu referindo não existir interesse em construir um pavilhão existindo outras prioridades de investimento, pese embora o compromisso assumido com os sócios no último acto eleitoral. O sócio referiu constar essa posição oficial do Sporting em acta, prontificando-se a entregá-la para esclarecimento de todos os sócios.

Foi portanto uma sessão esclarecedora mas também esperançosa.
A esperança é VERDE por estes dias.

Orlando Teixeira disse...

Caro A Esperança é Verde
Isso só tem um nome: Batota!
Quem lê o que escreveu, nomeadamente e cito:
"...as declarações de um associado que referiu ter estado presente numa assembleia geral da SAD onde apresentou, em representação de um grupo económico, uma proposta alternativa à reestruturação financeira que incluia também a construção de um pavilhão do Sporting, viabilizado através de uma proposta de “naming”, à qual o Sporting respondeu referindo não existir interesse em construir um pavilhão existindo outras prioridades de investimento, pese embora o compromisso assumido com os sócios no último acto eleitoral. O sócio referiu constar essa posição oficial do Sporting em acta, prontificando-se a entregá-la para esclarecimento de todos os sócios."
Assim lido, parece que foi um sócio qualquer, desconhecido, que ali apareceu para ouvir PPC. Ora todos sabem que esse sócio foi João Mineiro, o responsável financeiro na candidatura de PPC.
O que você e o blog da candidatura fizeram com esta afirmação foi tomar os sócios como parvos, foi menosprezar os sócios, foi classificá-los como ignorantes e pouco inteligentes.
E isso diz tudo sobre a forma de estar e o respeito que PPC e a sua candidatura manifestam pelos sócios.
Também diz muito sobre aqueles que aqui vêm debitar-lhe apoio. Pelos vistos e pela forma como PPC os considera são os que engolem tudo.
Ainda me estou a rir com a proposta da Cidade Desportiva tendo como modelo o Real Madrid.
Só ainda não me responderam onde ficaria. Fora do local que sempre foi, históricamente (desde o primeiro momento), o campo de jogos do clube?
A esperança é mesmo verde, mas não é aquela que veste um desconhecido sócio conhecido por PPC.
E que tal falar verdade aos sócios? Dava jeito.

Anónimo disse...

Meus caros Leões

Falar com elevação sobre o nosso santuário, que ideia excelente!

Mas gostaria de fazer uma pequena observação linguística sobre uma gralha (os pássaros são danados!)que deixaram escapar: o contrário, ou antónimo, de concordar é discordar e não desconcordar. Não vem ao momento mais do que esta pequena correcção, o que importa é que pássaro nenhum, nem sequer gráfico, nos entre no santuário.

Saudações leoninas

Leoa atenta

LEÃO DA ESTRELA disse...

Cara LEOA ATENTA:

"Desconcordar" é um verbo da língua portuguesa que significa: "pôr em desconcordância"; "não concordar", "discrepar" e... "discordar".

Além disso, segundo um dicionário de "Sinónimos e Antónimos", editado em 2004 com a chancela do jornal "Público", o antónimo de "concordar" é, precisamente, "desconcordar".

Donde, não há gralha nenhuma.

Obrigado pela sua participação.

Saudações Leoninas!

Anónimo disse...

Caros Leões

A precipitação deu naquilo, obrigada pela correcção.Mas continuem a apelar à elevação e à participação no processo eleitoral. Apesar das diferenças naturais e normais, só unidos na diferença seremos fortes e conseguiremos os nossos objectivos ganhadores.

Que viva o Sporting e que, amanhã, sejamos muitos para apoiar o Liedson na conquista da Bola de Prata. E também para agradecer à equipa técnica e aos jogadores pois, apesar de não termos exactamente o que queríamos, é bom que os animemos para a próxima época ser melhor.

Leoa atenta

Anónimo disse...

eliminem o fosso e no espaço da rampa não se faz ai nada para a ambulância subir (se necessário) e as cadeiras verdes e brancas!
Vou votar neste candidato, acho que todos os sportinguistas deveriam ler o seu programa. è de longe o melhor.
Saudações leoninas!

André 76

Anónimo disse...

Parece um político de um partido qualquer! Promete tudo e mais alguma coisa.


É só DE...MA...GO...GIA!!!!

H2SO4 disse...

Caros Sportinguistas;

Tenho acompanhado com atenção o blog Leão da Estrela, que considero isento e merecedor de toda a consideração. O trabalho que tem sido feito no sentido de levar informação aos Sportinguistas, informação essa que não nos chega através da Imprensa tradicional dominada pelo Sistema, deve ser enaltecido.

É com espanto que vejo que um post sobre o fim do fosso, questão considerada "menor" por alguns dos comentadores, tem já 40 comentários.

É natural que se apoie ou não apoie a medida, por este ou por aquele motivo. O que não é normal é que nos deixemos intoxicar por alguns dos comentários acima, em especial de um senhor que assina Orlando Teixeira.

O dito senhor lança algumas atoardas que não correspondem à verdade, chegando até ao ponto de pôr em causa a competência técnica de um candidato a vice-presidente sem o conhecer de lado nenhum.

Posto isto, quero deixar aqui algumas notas:

- Em relação ao fosso, considero a sua EXTINÇÃO prioritária. É uma barreira inútil, para além do simbolismo de afastamento que transporta. Nos estádios modernos não existem fossos e continua a haver concertos e a entrarem ambulâncias. Em Wembley há fosso? Parece que não.

- Não nos devemos, enquanto Sportinguistas, conformar com o facto de termos o Estádio às moscas. Hoje não precisamos de mais lotação, mas, no futuro, com o REGRESSO AOS SÓCIOS, certamente os lugares adicionais que o fim do fosso vai proporcionar serão úteis.

- Não nos devemos esquecer que não temos pavilhão por falta de vontade, é certo, mas porque a "desculpa" dada foi a lotação do Estádio. Se calhar, com o Estádio sem fosso "de raiz" tínhamos lugares para o Euro 2004 e podíamos fazer o pavilhão...

- A imagem do Estádio sem fosso é meramente ilustrativa. Aguardemos o projecto final para depois começarmos a criticar, pode ser?

- Sr. Orlando; não foi pela existência de fosso que aquela invasão patética foi evitada. Veja em Inglaterra, o país dos hooligans e dos estádios sem fosso, quantas invasões há.

- Sr. Orlando; não é de bom tom chamar bando de arruaceiros à Juventude Leonina. São sócios do Sporting e podem sentir-se ofendidos na sua dignidade com as suas palavras. Eles ontem estavam no futsal, no pardieiro de Matosinhos. E o senhor? Onde estava?

- Em relação ao pavilhão, o seu custo será suportado por terceiros através de um contrato de naming por alguns anos. Como diz o candidato Cristóvão, e muito bem, "nós não inventámos a roda", o pavilhão não está já feito porque não interessa ao "projecto roquette", ou seja é uma maçada.

- Por último, peço desculpa por estar a dar tanta importância ao sr. Orlando, mas ele faz insinuações que têm de ser rebatidas. O sr. Orlando não esteve na sessão de esclarecimento da lista SER SPORTING, caso contrário, saberia que quem disse que esta direcção rejeitou um pavilhão de borla foi um Sportinguista que fez parte de um sindicato bancário que o suportaria através do naming, mas que, já com uma reunião marcada, o sr. presidente disse que "não podia ir", sem mais justificações. Não foi o João Mineiro.
Em relação à cidade desportiva, sr. Orlando, sim, é um sonho antigo dos tempos de João Rocha. Trata-se, nada mais nada menos, de ressuscitar esse sonho, fora de Lisboa, obviamente, e até podia ser em Alcochete, não fosse o caso de os terrenos poderem vir a ser alienados em benefício DO CLUBE e não da SAD (com Paulo Cristóvão, a Academia não vai para a SAD, e os lucros não vão para Joaquim Oliveira e afins). No fundo, criar condições para que a formação e o treino das várias modalidades esteja concentrada num só local, uma Academia em ponto grande. Percebeu?
O sr. Orlando ri-se de um projecto que toma como referência clubes como os Real Madrid ou o FC Barcelona, mas se calhar aplaude o candidato Bettencourt quando este toma como referência um clube corrupto da cidade do Porto. Enfim, são formas de estar na vida...


A esperança é verde e Paulo Cristóvão é, actualmente, a expressão dessa esperança.

Saudações Leoninas.

Pedro Pita disse...

O fosso tem uma função essencial no nosso estádio. Uma função de segurança, coisa a que habitualmente os nossos não costumam ligar nenhuma. Prova disso foi aquela proposta surreal de pôr o Sporting a mandar na PSP e a decidir qual o dispositivo de segurança adequado para cada jogo!

O projecto do estádio esteve anos em discução pública, não nasceu do acaso, e o fosso cumpre no projecto uma função importantíssima- gostem ou não os demagogos de pacotilha cá do burgo. Não houve nenhuma contestação ao projecto, tendo o mesmo sido aprovado por unanimidade na Assembleia Geral do Sporting que o aprovou. Claro que agora já ninguém se lembra ou quer lembrar disso, mas convém termos memória.

Para além disso trata-se de projecto com apoios públicos, e como tal não pode ser modificado sem a concordância de:

1- O Estado, neste caso, representado pelo Ministério da Administração Interna, que decide quais as condições de segurança para licenciar um recinto desportivo;

2- Do autor do projecto, isto é da equipa de arquitectos e engenheiros que projectaram o Estádio de Alvalade;

Sem ambas as entidades de acordo podemos ser levados a:

1- Indemnizar o Estado no valor dos apoios que nos deu para a construção do nosso recinto desportivo, para além de outras possíveis consequências derivadas do não licenciamento de um Estádio;

2- Indemnizar os autores do projecto por falsificação e deturpação do mesmo;

É uma proposta tão arriscada e tão estúpida que só a brincar se pode falar nela a sério. Caso para dizer: Por onde é que andavam há dez anos? Ou só agora que vão a votos é que se preocupam com o Sporting?!

Um abraço

Rafael disse...

Este acto eleitoral trata-se de uma luta pela continuidade para consolação dos accionistas (SAD) e não dos Verdadeiros Sportinguistas.
O que fizeram ao meu SPORTING CLUBE de PORTUGAL...

H2SO4 disse...

Ao contrário da outra candidatura, Paulo Pereira Cristóvão e a sua equipa estiveram ao dispor de todos os associados no auditório do SCP para o esclarecimento de todas as dúvidas e resposta a questões como esta do fosso.

A equipa da candidatura Ser Sporting voltará a estar à disposição de todos os associados interessados na próxima 6ª feira, no mesmo local, para responder a dúvidas e questões, sendo o tema "Futebol", mas por certo não se furtarão a dar mais explicações sobre o tema "Património", onde a questão do fosso está incluída. A sessão é aberta a todos os associados e comunicação social, que poderão pôr as questões pessoalmente aos membros da lista.

Acho da maior utilidade estas sessões e penso que algumas pessoas que aqui vêm comentar (pelo menos aquelas que votam) deveriam comparecer nas mesmas a fim de tirarem algumas dúvidas que possam existir, quer em relação às propostas da lista, quer em relação aos candidatos.

Na minha opinião pessoal, não considero a proposta "arriscada e estúpida" como o Pedro Pita. Antes, pelo contrário, penso que a remoção do fosso é positiva e que a questão da segurança não se coloca, pois mesmo com fosso foi possível invadir o campo, sendo que mais nenhum estádio da 1ª liga tem tal barreira e não se tem assistido a problemas de segurança (excepto aquela situação do milhafre cornudo).

Quando o comentador referido no parágrafo anterior pergunta em tom desafiante "por onde andavam há 10 anos", está a ser intelectualmente desonesto, pois nada faria prever que há 10 anos o famigerado projecto roquette, a que alguns entendem que se deve dar continuidade elegendo Bettencourt, nada faria prever, dizia, que esse famigerado projecto colocasse, passados 13 anos, o Clube em falência técnica. Não sou advogado da lista Ser Sporting, mas provavelmente também eles acreditaram na bondade do que nos foi "vendido" por Roquette e seu pares, mas agora, vista a situação calamitosa a que esta Instituição centenária chegou, resolveram dizer BASTA! e corporizar o desejo de uma imensa falange de Sportinguistas que é DEVOLVER O CLUBE AOS SÓCIOS.

Assim os Sportinguistas saibam aproveitar esta oportunidade histórica.

Saudações Leoninas.

fabio disse...

Melhores ideias não podiam haver:

- As cadeiras são simplesmente horríveis e aberrantes. A minha memoria de sportinguista é em alvalade, com cadeiras verde e brancas.

Para quem diz que é caro, o SCP não teria custos alguns c a substituição dado essa ficar a cargo do sponsor, através do "naming" das bancadas(ideia do candidato pedro souto, refira-se).

Já agora, os mesmos que dizem que "gostam" das cadeiras coloridas, devem ser os mesmos que dizem que um estádio com azulejos é "moderno".

- O fosso é simplesmente inexplicável. Foi a maior decepção de sempre, ainda para mais, quando é o único estádio em portugal com uma idiotice tão gritante.

Já assisti um jogo na 1ª fila (junto ao relvado), e é simplesmente muitíssimo pouco atractivo. É dos piores lugares do estádio. Dá vontade de dizer, para isto vejo em casa!

Ao invés, sem fosso, passa a ser dos mais atractivos fruto da proximidade com os atletas.

Coisas bastante diferentes...

Anónimo disse...

"O fosso tem uma função essencial no nosso estádio. Uma função de segurança, coisa a que habitualmente os nossos não costumam ligar nenhuma."

Curioso,e assim de repente, afinal parece que Wembley, Camp Nou, Allianz Arena, Dragão, Luz e estadios remodelados para o Euro, Stade de France, Emirates Stadium, e outros estádios construídos remodelados recentemente, afinal parecem que todos têm fosso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...