sexta-feira, 15 de maio de 2009

O ordenado do presidente do Sporting

Segundo relata a imprensa, José Eduardo Bettencourt candidata-se a presidente do Sporting impondo como uma das condições, caso seja eleito, ser remunerado e ganhar pelo menos aquilo que ganha no Banco Santander. Qualquer coisa como 800 mil euros por ano. A verba não está em causa. É muito melhor ganhar um ordenado de forma transparente, do conhecimento de todos, do que ganhá-lo por baixo da mesa. A verba em causa está ao nível dos vencimentos dos jogadores mais bem pagos do plantel. Nada de escandaloso, tendo em conta que quando estamos a falar de um presidente do Sporting estamos a imaginar um homem a trabalhar pelo clube e a pensá-lo 24 horas por dia. E como queremos sempre um bom presidente, é natural que seja bem pago. O que deve é ser criado um tecto salarial para as várias funções dos administradores da SAD.
Curiosamente, também Paulo Cristóvão anuncia que será um presidente a tempo inteiro, pelo que, caso seja eleito, ganhará o seu ordenado como líder da SAD, dado que também anuncia que será o responsável pelo futebol. Só Pedro Souto, num assomo de populismo barato, revelou que não seria um presidente remunerado.
A questão do ordenado do presidente do Sporting é já um ponto muito positivo no processo eleitoral do Sporting. Pela primeira vez, é quase certo que o Sporting terá um presidente a tempo inteiro, que, legitimamente, será remunerado por isso. Ora, um dos problemas estruturais do clube tem sido a ausência de quem manda por afazeres profissionais. Soares Franco chegou a dizer que dedicava uma hora por dia e que delegava na equipa dirigente. Também Roquette e Dias da Cunha tinha a sua vida para ganhar noutro sítio e delegavam nos chamados gestores profissionais...
Agora, o que é preciso também é ter a coragem de mudar os estatutos do Sporting Clube de Portugal, no sentido de permitir uma contribuição do Sporting-clube para o ordenado dos seus dirigentes na justa medida das suas funções executivas. Os tempos são de grande exigência e profissionalismo.

14 comentários:

Tite disse...

Pois é... o tempo do amadorismo já lá vai mas... não dizem que os clubes estão descapitalizados? E onde fica o amor desinteressado ao clube?
OK, valha-nos ao menos a transparência!!!!

Rafael disse...

Fazem bem. Votam na continuidade de quê??!!!
Estou a ver um Final Feliz no SPORTING CLUBE de PORTUGAL como aconteceu ao Boavista.
Bem dizia o Coveiro-Roquette, em Portugal apenas existe espaço para DOIS (2) Clubes Grandes. Estou a ver que ele estudou-a bem.
Se percebi bem vai ser um salário tipo-Presidente da Républica.
É pá... afinal ainda existe uns trocados...
Eles tem MEDO..MEDO que algum estranho entre e descubra as Negociatas escuras que levaram o Clube a este descalabro.
Só pode...Oh como anda tanta gente cega e se deixa enganar com; papas e bolos nos tempos de hoje. Por isso o estado da Nação é este.
NUNCA aqui ninguém denúnciou de quem é pertença a Ex.-SEDE do Sporting bem como a Secretaria.
Um anda a investir no Alqueva mais o Salgado do BES e Antonio Mexia e o Outro vai fazer Gavetas (Jazigos) em Cemitérios no Brasil
os filhos ficam a tomar conta dos NN.É tudo negócios sérios por gente séria..
Parece que cada vez temos menos sócios (e Vamos ter) e o estádio cada vez mais vazio (Tipo Belenenses).

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com a remuneração do presidente do Sporting. Contudo, o montante em causa parece-me um pouco elevado. Também não sabemos se será bem assim.

O salário que bettencourt ganha no Santader certamente que está indexado aos resultados do banco. Assim que o salário do presidente do sporting deveria estar indexado à performance da equipa (e talvez das modalidades).

Penso que uma remuneração base na ordem do salarío médio mensal da equipa de futebol profissional seria apropriado.
Sem grande conhecimento, talvez deva rondar os 40/50 mil euros por mês, o que totalizaria 480/600 mil euros por ano.

Assim, numa época como a que agora termina considera que a remuneração de 500 mil euros/ano seri aceitável, podendo esta subir em caso de vitória de campeonato, taça de portugal e performance na LC.

PR

Anónimo disse...

Ganhar 800.000 por ano, para ser campeão e ter ambições na Europa, até que é uma coisa como outra qualquer. Os melhores devem ser bem remunerados. Agora se fôr para lutar pelo 2º lugar e na Europa levar aos 12, então isso, será roubar descaradamente o Sporting.

Tite disse...

A maioria quer resultados futebolísticos mas sem convulsões.
Eu gostava do ar "blasé" do nosso Presidente. Sou mulher e aquele ar de "gentleman" sempre me seduziu, mas na hora que percebi que o Sr. era mais... tudo menos o Sporting, aí fiquei triste e definitivamente não gostei e não gosto de gente que se serve do nosso clube para subir na vida.
Mas o pessoal gosta de gente com ar de "Tios" da Quinta da Marinha.
Um deles vai lá ficar porque... SIM!

Rafael disse...

Ainda dizem que existe crise em PORTUGAL com tanta gente de acordo com o pagamento escandaloso para um Presidente de um Clube de Futebol (O resto pouco existe). É pá... isso deve de dar uma trabalheira enorme.Puxa...
Alguém entende isto?!
Isto tem alguma coisa com Sportinguismos?!
É dar-lhe uma pensão vitalicia também como se faz na politica no fim do mandato. Ele Merece. TUDO.
Aonde isto chegou...por isso não ganhamos nada e nem chegamos a ganhar. Aliás, é o FIM à vista como foi o Boavista.
Quase 2-MIL euros por Dia.
Para pensar..então por esta ordem de ideias quanto deveria ganhar o Pinto da Costa do FCP?!...Oh Diabo..
Por isso se pagam jogadores em contas OFF-Shores e outras coisas que ninguém entende e o dinheiro desaparece. Pois é...Continuidade?! do Sistem?!, fazem bem.

Mário Rui Oliveira disse...

É mais Quinta Patino, a da MArinha é para Pobres ...

Anónimo disse...

Ninguem nos tempos que correm se movimenta sem o :
Pilim/chumbo/Larjan/Carcanhois/Narta/Trocos/Massa etc a isto Chama-se amor ao "(clube)"

Verdão disse...

Prefiro sinceramente 10 cabeças pensantes, bem qualificadas e de um sportinguismo exemplar, do que 1 supra-sumo empurrado por mil e um tachos.
Visitem www.sersporting.org do Dr. Paulo Cristóvão e apreciem o trabalho brilhante de sportinguismo duma equipa da qual me orgulho de fazer parte.
Vamos pelo Sporting, do Vosso lado conquistar um novo futuro que não só respeite os sócios como os faça sentir os mais importantes adeptos do mundo.
Abraço de Leão.

Lionheart disse...

JEB: "Tenho de pensar na segurança dos meus filhos." = "Show me the money!"

Anónimo disse...

se for ganhar isto ganha mais do que o Pinto da Costa o que é fantástico. Depois só lhe faltava ganhar tudo o que o pintinho já ganhou, mas isso são detalhes, who cares.

Mais do mesmo, mas bem escolhido, pois o seu ar impoluto (se pensarem bem não tem absolutamente mais nenhuma valência objectiva que lhe possa ser apontada, nada trouxe ao Sporting a não ser prejuízos, chupistas da comissão e outros flagelos) vai enganar muito sportinguista que obviamente pretende ser enganado.

Tite disse...

A mim, nos elementos da actual Direcção, já nenhum engana nos interesses que os movem.
Leia-se mesmo nas entrelinhas, o desabafo de Dias da Cunha que, quando saiu do tal jantar onde se cozinhou o consenso JEB, se previa um apoio ao seu nome e, quando voltou, o nome era absolutamente outro.
Será que não dá para compreender? Ele, apesar do seu grande amor ao clube talvez não alinhasse em todos os cozinhados que se têm feito ou se pretendem continuar a fazer.
Não está na cara????
Só não vê e não percebe quem não quer.
Mas eu sou uma leoa com... mau feitio!!!

Orlando Teixeira disse...

Pelos comentários, constatamos que a crise há muito atacou o fórum.
Não, não estou a falar da crise económica, mas da crise sobre o pensamento.
Tirando aqueles que nada têm para levar para casa, quem nos tempos de hoje pode dar-se ao luxo de ir para casa e dizer aos filhos: "Eu sou presidente do Sporting! Comam". Já agora, o quê? Acaso o cargo alimenta?
Só quem vive no mundo da Lua ainda imagina que um presidente de um clube nos tempos modernos, pode ser um mecenas, como o foi no passado. Esgotaram os postos de abastecimento, os bingos, as receitas dos jogos da SCM, as receitas televisivas (o que foi antes de José Roquette), como podem sobreviver hoje os clubes? Das receitas de bilheteira, das receitas das quotizações, das vendas dos jogadores, de mais valias patrimoniais.
Onde há espaço para dirigentes a todo o tempo, sem serem remunerados?
Não admito, nem por um segundo (e recentemente respondi a um questionário sobre isso ao ISEG) que o meu sportinguismo seja posto em causa, mas não o posso por à frente da minha família e dos meus. E não acredito que alguém o possa fazer, a menos que não tenha família ou não tenha emprego e, por isso, nada tenha para oferecer aos seus.
Dizer o contrário é pura demagogia.
Quando leio um artista dizer que teme que o Pavilhão não seja construído para pagar a JEB, e que o Pavilhão custa a módica quantia de 5 milhões de Euros, aproveitando ainda para ameaçar a CGD, constato que não passa de um vendedor de ilusões, um demagogo, que joga com a suposta paixão dos sócios, que não é mais do que frustação.
Por isso, caro Verdão, Ser Sporting nunca será a minha lista, porque não oferece nenhuma garantia aos seus sócios, antes oferece um discurso recheado de banalidades, sonhos quiméricos, sem dar a conhecer como vai fazer face ao passivo leonino, transformando o futuro numa enorme incerteza. E aí sim, podem comparar com o Campomaiorense, o Farense, o Salgueiros e o Boavista.
Tem os elementos todos na mão e, acreditam que se existisse uma mera ilegalidade, quanto mais negócios obscuros como alguns aqui irresponsávelmente debitam, alguém acredita que não teria já sido aproveitado por tão "apaixonado sócio"?
Em vez de usar a cabeça para por o chapéu do Sporting, usem-na para pensar, aproveitando para medir as palavras e não dizerem a primeira coisa que lhes vem à cabeça ou lhes aflora os sentimentos. Dava jeito.
Quanto às comparações com aquele sujeito anafado, declamador de poesia nas horas vagas, lembro apenas o seu património (que todos conhecem da net) e o facto de não ter uma empresa lucrativa. Como o conseguiu? Foi com um vencimento inferior a este que agora recriminam? Pois é, "quem cabras não tem e cabritos vende, de algum lado vem", diz o adágio popular, não é?
Vamos lá a ser menos impulsivos e mais cerebrais. Pensar não custa.
A minha única exigência para esse vencimento é a dedicação exclusiva, porque o resto são contingências do futebol.
Para quem é tão exigente, deviam começar essa exigência por si próprios e apoiar a sua equipa e o seu clube em todo o lado, em vez de assobiar os jogadores aos 5 minutos de jogo.
Ontem, um sportinguista emocional lamentava que Varela fosse para o Porto. O que queriam? O tipo nem podia tocar na bola, falhar uma finta que era logo assobiado como se fosse um tenebroso mau profissional! Ou temem que no Porto receba o carinho que aqui não recebeu (em nome de uma exigência espúria) e mostre o valor que nunca lhe souberam reconhecer?
O ano passado clamava-se por Saleiro. Já viram que nem no V.Setúbal joga?
Os bons jogadores e bons treinadores são aqueles que ainda não estão no clube, porque logo que lá chegam, passam a ser maus profissionais, criticados por uma turba que confunde exigência com vingança pelos males que ocorrem nas suas vidas.
Finalmente, aproveitando mais uma banalidade de Ser Sporting, lembrar que o regresso de M.Fernandes, M.Jorge, C.Xavier seria uma verdadeira armadilha para eles, pois bastaria não ganhar o Campeonato para a turba dizer que aquilo não é a Santa Casa, não é asilo de antigos jogadores, mais os mimos do costume.
E é isto um discurso de rigor e de sportinguismo?
Já agora, vinham para o clube a trabalhar de borla? Já não tem medo de não ter dinheiro para o Pavilhão.
Livra!

José Manuel Moura disse...

Há aqui um eqívoco quanto aos valores falados... o Presidente da República aufere 9.900 €uros mensais brutos, já com as despesas de representação incluídas...

Logo estes Presidentes dos clubes grandes de Portugal e respectivas SADs ganham MUITO MAIS... mas mesmo muito mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...