quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Um apuramento que caiu do céu holandês

O Sporting voltou a ser feliz na Holanda, tal como fora em 2005, quando foi apurado para a final da Taça UEFA ao marcar ao Alkmaar também nos descontos. Desta vez, com o Twente, mesmo sem ganhar nos dois jogos, voltou a conseguir o seu objectivo nos últimos momentos do jogo, marcando um golo de empate no último fôlego, com meio ombro do eficaz e sortudo Rui Patrício, meio ombro de um defesa holandês e meio pé de outro defesa do Twente. “Uma confusão enorme”, como definiu o apagado Liedson. A verdade é que, já em período de descontos, a bola entrou na baliza do Twente e o golo, que garantiu o empate (1-1) contou da mesma maneira como se tivesse sido uma obra de arte suprema.
Confusão enorme foi também a exibição do Sporting – que deu mais um sinal de que as coisas estão difíceis para Paulo Bento colocar a equipa nos eixos, não obstante trabalhar com quase todos os jogadores há muito tempo. Nesta segunda mão da terceira pré-eliminaória de acesso à Liga dos Campeões, a equipa leonina, que empatara a zero em Lisboa (numa partida em falhou uma grande penalidade e não soube marcar um golo sequer contra dez durante mais de uma hora de futebol), entrou no jogo a perder (no primeiro remate à baliza, aos 2', o Twente marcou; até parecia que estava em marcha um massacre como o de Munique...), andou perdida bastante tempo, até acalmar e jogar como melhor sabe: sem consequências de maior para a baliza adversária.
No conjunto dos dois jogos, e não obstante algumas oportunidades de golo de que dispôs, o Sporting acaba por dever a passagem ao “play-off” de acesso à Liga dos Campeões ao seu guarda-redes Rui Patrício, que foi decisivo com uma série de boas defesas, em Alvalade e na Holanda, tendo ainda a feliz ideia de acompanhar o ataque da equipa na marcação do último pontapé-de-canto a favor do Sporting, daí resultando o lance que decidiu a pré-eliminatória, deixando os holandeses incrédulos e profundamente desiludidos.
O Sporting passou o obstáculo holandês não porque tenha construído algo de bom nas duas partidas, mas porque Patrício evitou males maiores. Depois, foi esperar pela sorte. Por isso, passou esta pré-eliminatória sem ganhar e somou o quinto jogo consecutivo também sem conhecer o sabor doce de uma vitória.
Se algo de mais complicado não estiver a afectar o rendimento de uma equipa que, apesar das limitações, foi construída para ser campeã nacional e fazer carreira na Europa, é de esperar que este sucesso leonino frente ao Twente, apesar de ter sido conquistado de forma passiva, seja determinante para aumentar os níveis de confiança dos jogadores, de modo a olear uma máquina muito empenada, que, até agora, não tem produzido futebol que se veja.
Não será fácil, até porque Paulo Bento continua o conservador de sempre (há quem lhe chame teimosia), experimentando mudanças só quando não tem mais alternativas. A inclusão de André Marques no lado esquerdo da defesa é um exemplo disso. Como não ter visto que o jovem Marques é bem melhor do que Marco Caneira, nomeadamente no plano físico?... Como não ter visto nos treinos, por exemplo, que Felipe Caicedo – que na minha opinião foi muito importante, pois com ele o Sporting passou a existir na frente de ataque –, poderia ter alinhado de início na Holanda?...
O sentimento é, portanto, um misto de alegria pelo objectivo conseguido e de tristeza pelo continuado baixo rendimento da equipa do Sporting. Resta saber até quando. FOTOS: Associated Press

16 comentários:

FSS disse...

Aqueles que jogam bem mas não ganham, normalmente evoluem para jogar mal e não ganhar.

Aqueles que jogam mal mas ganham, muitas vezes evoluem para jogar bem e ganhar.

Menos mal.

Saudações Leoninas
FSS

Anónimo disse...

...o melhor mesmo é não fazer comentários.
Mais do mesmo, sempre.
Até um dia...

Futebol disse...

É verdade, o Sporting passa a eliminatória mas continua a não jogar bom futebol, só a curtos espaços o faz mas é muito pouco.

Interessados em troca de links?

http://futebolodesportorei.blogspot.com/

Abraço

Sadeek disse...

E continuamos...a assobiar para o ar...as coisas não deveriam ficar na mesma...mesmo tendo passado a eliminatória!

Abraço

PLF disse...

Caro Leão da Estrela,

como se vem repetindo desde há muito, existe uma elevada correlação entre ganhar e jogar bom futebol.

Mas como o jogo de ontem provou à saciedade, nem sempre é preciso jogar bom futebol para se obter um resultado necessário. O jogo jogado pode ser um mar de equívocos, mas o resultado ser feliz. Prometera ser assim na 1ª mão desta eliminatória, em que o Sporting obteve um penalty sem que tivesse feito uma jogada de futebol decente, e poderá continuar a ser assim... Pelo simples facto dos jogos começarem empatados, a inferioridade exibicional do Sporting não se traduzirá necessariamente em derrotas ou empates comprometedores.

O problema, sempre o mesmo problema, é que a muitas más exibições estão correlacionados os suficientes maus resultados para comprometer os reais objectivos dos sportinguistas (ou melhor, pelo menos daqueles que ambicionam ficar em 1º lugar o que - está claro das declarações de JEB na semana passada - não são todos).

Achei pertinente voltar a repetir este comentário por uma simples razão: parece-me impossível que o Sporting não se apresente melhor no próximo jogo. Porque pior que isto não dá.

E, por isso mesmo, os sportinguistas devem estar alerta: a menos que os próximos jogos (4 jogos verdadeiramente a doer, com o play-off, Nacional fora e SCBraga em casa) sejam realmente convincentes, a época estará perdida. Colham a experiência das épocas transactas e constatem que, na sequência de bons resultados, NUNCA vieram boas exibições.

Fiquei profundamente consternado com a exibição de ontem. Apenas fiquei contente com o facto de todos os sportinguistas terem ficado ainda mais apreensivos.

O pecúlio até agora é de 1 vitória em 6 jogos possíveis. Em si, esse resultado já daria para pensar.

Mas o caos técnico-táctico evidenciado pelo Sporting em todas as partidas é ainda mais preocupante. Com 4 anos de trabalho, parece que PB pretendeu trocar o losango pela anarquia. E a ansiedade sentida pelos jogadores em campo é sinal disso mesmo: de uma liderança que exige muito, mas que lhes oferece poucas soluções para dominar o jogo, para trocar a bola, para a recuperar na zona intermédia.

Hoje o Sporting é aquilo que fora no princípio da 2ª época de Peseiro: uma equipa com medo de trocar a bola e petrificada perante qualquer livre adversário. A solução, que quase deu o título, foi a substituição do treinador.

Se JEB quer PB 4ever, então que mantenha o líder, mas mude todos os que com ele trabalham.

Como está, não pode continuar.

Anónimo disse...

Qdo se perdeu a eliminatória com o Bayern o ano passado, achei que, não fazendo sentido despedir-se logo o PB, se deveria encerrar esse ciclo no final do ano, e escolher outro treinador para construir o futuro.

E queria JJesus (leão de prata).

Era o clube dele, e é pena que tenha acabado por optar pelo das galinhas, onde qualquer um se arrisca a perder.... Mas é a vida dele, desculpa-se.

Pena que JEB tenha feito lema da manutenção de PB, mas enfim, são águas passadas, (más) opções.

Mas agora é mesmo PB, e a não ser que surja opção forte em contrário (e há que pensar nas OPÇÕES, não é só mandar para a rua!), é com ele que devemos estar (talvez CQueiroz, se as coisas correrem mal à selecção, possa surgir mais para a frente...).

Espero que esta milésima manifestação de nulidade do Polga (que raio, já me cansa andar a papaguear isso há 3 anos...) sirva para reforçar a defesa central lá mais para i final do mês, e a lateral direita (mas PRIMEIRO um bom central!).
O resto escapa, com mais entrosamento (mas é de facto estranha tanta "desinspiração", após tantos anos a jogar juntos...; a ver vamos com as semanas a passar, pode ser que melhore).

Este jogo foi bom, a eliminatória é passado, e continuamos na corrida.

E a obrigação de todos nós, que nos dizemos sportinguistas, é vibrar e apoiar esta equipa durante os 90' de jogo, seja qual for o treinador, sejam quais forem os jogadores.

Entre jogos, pode-se criticar, construtivamente, por exemplo aqui na blogosfera. Em campo, só os adversários podem (como aquelas aventesmas de comentadores da TVi).

Isso, é o mínimo de decência, e era bom que de facto nos distinguíssemos dos outros pela decência, e não sejamos nós a contribuir para enterrar o clube.

Que agora é constituída assim, para o bem e para o mal, por isso parabéns pelo resultado, e força para o próximo embate!

Viva o Sporting, SEMPRE!

Vulgo, o "Coração de Leão"

Sérgio_alj disse...

Os adversários do Sporting!

http://visaodemercado.blogspot.com/2009/08/quem-se-segue.html

hjssp disse...

O que me preocupou mais ainda foi ver a falta de garra de parte da equipa (e, verdade seja dita, o Miguel Veloso NÃO se inclui nesse lote). Parecia que não se mexiam, que não estavam com vontade, que estavam ali a fazer um frete (nisso os comentadores da TVI não mentiram nem exageraram). E não me venham dizer que isso também é culpa do Paulo Bento.

hjssp disse...

Quanto ao possível adversário do Sporting, a jogarmos assim, só se calhar o Anderlecht ou o Timisoara. Pode ser que estes levem mais 7 outra vez =). Por falar nisso, nessa altura o Sporting tinha um centralão: o Luisinho. Pode ser que entretanto alguém no Sporting se lembre disso e contrate um (o Enak ainda está livre?)

Joel disse...

Stojkovic na baliza Jáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...Rui patricio nao presta (nao foi isto que andaram durante anos a dizer????)

Camilo disse...

Alvitrar a mera hipótese de C. Queiroz poder vir para o SPORTING... é a provada maior da estupidez do pensamente de "tantos" sportinguistas.
Para mediocridade, está lá o actual, mais o presidente, mais o Pedro Barbosa, mais... mais... mais...
Afinal, não têm aprendido nada com o passado?!!!

manuelantonio disse...

Não se pode por em causa o Sportinguismo de alguem só por se criticar o Sporting! Não como tudo o que me dão a comer - cuidado com as indegestões - mais, porquê que temos um guarda redes de classe mundial - Stojkovic - provavelmente o guarda redes mais caro da historia do Sporting que não joga e temos um patricio que é uma aflição quando tem que sair da baliza? no golo sofrido contra o twente aonde está o patricio? A bola é cabeçeada dentro da pequena area!!! Ficou pregado no Chão, como noutras ocasiões. Querem fazer herois à força? A maturidade que falta à equipa não são os jovens que a têm, mas jogadores mais experientes, mais calejados. Não percebo a atitude do Sporting em relação ao Stojkovic. Se foi possivel recuperar o Moutinho, o Miguel Veloso depois de todas as querelas que eles fizeram, não será também possivel recuperar o Stojkovic para bem do Sporting e até do Patricio que pode aprender um pouco mais. Para já nem falar do ponto de vista de gestão quer financeira quer desportiva que este caso reflete.

Saudações leoninas

Sporting Sempre

Anónimo disse...

Para mim o PB é um treinador cheio de sorte!! Se não vejamos: Quando pensa-se que é desta que o vamos por os patins, porque os resultados não aparecem, lá aparece uma mão divina e o SCP ganha e PB fica. Isto acontece sempre quando há alguma pressão sobre ele. Mas caros sportinguistas, embora seja também um, não acredito neste treinador. Com este plantel, com os jogadores nas suas posições reais, com um treinador experiente e taticamente evoluído, a conversa seria outra.

Anónimo disse...

o peseiro nã0o ganhou nad mas a equipa jogava um futebol bonito!
mas com dizia a canção bonito bonito.... são as canções do tozé brito!!
aos jogadores e equipa técnica um conselho:

mudem de atitude e de táctica!
não pode ser sempre a mesma táctica...mesmo a jogar contra 10....não dá!
sejam espertos e inteligentes e justifiquem o dinheiro que ganham!!

Bimbo da Costa disse...

Paulo Bento a presidente.
Só assim será diferente.

Favaios disse...

milagre com a fiorentina?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...