quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Compras, dispensas e recusas de Carlos Freitas

Carlos Freitas, enquanto gestor do plantel de jogadores do Sporting, dispensou Miguel Garcia, comprou Abel ao Sporting de Braga, colocou Carlos Saleiro a rodar e comprou metade de Hélder Postiga ao FC Porto.
O mesmo Carlos Freitas, agora gestor de activos do Sporting de Braga, comprou Miguel Garcia ao Olhanense e recusou Abel e Hélder Postiga, ambos do Sporting.
Tanto no Sporting de Portugal como no Sporting de Braga, não sabemos onde terminou o papel do gestor desportivo Freitas e começou o papel do treinador das respectivas equipas. Mas não deixa de ser curioso atender às compras, dispensas e recusas que tiveram como protagonista o antigo gestor de activos do Sporting (ao que se diz, pretendido de volta por José Eduardo Bettencourt). FOTO: "A Bola"

Obs. - O sítio Sporting Apoio está a promover um inquérito digital para apurar a popularidade dos espaços sportinguistas na Internet, nomeadamente na blogosfera. Se gosta do blogue LEÃO DA ESTRELA, pode fazer a sua escolha clicando aqui. O inquérito está disponível até 31 de Dezembro. Obrigado!

8 comentários:

Tiago disse...

Mas porque raio é que haveria de votar num blog anti-Sporting?

DUX disse...

é graças a sportinguistas como tiago é que somos cada vez maiores.

hjssp disse...

Moral da história?

panzer disse...

Moral da história?

É o polvo. O futebol dá de comer a muito molusco...

hjssp disse...

Ah! Moral da história é teoria da conspiração. Eles andem aí!

M. Paim disse...

Só um problema: Carlos Freitas não fez o negócio Postiga, pois já tinha saído do Sporting há cerca de 5 meses.
Por outro lado, o negócio Abel foi uma opção de compra depois do empréstimo. Aqui, o director segue a indicação do treinador que foi quem quis continuar com o Abel, assim como Romagnolis e etc...

Anónimo disse...

Mas afinal não era Paulo Bento que tinha a palavra decisiva sobre os jogadores que queria e que não queria??? Ou agora este Carlos Freitas também é culpado de ter impingido jogadores sem a concordância do treinador?... Parem de dizer asneiras...

maracas man disse...

Antes de sair, deixou-nos um Tiuí no sapatinho.

O jogador em questão estava em fim de contrato, mas foi inscrito à pressa num tal de clube Rentistas, do Uruguai, propriedade de um tal de Juan Figuer (um parasita já desde os tempos do Jorge Gonçalves), e desta forma enfiámos 650 mil na algibeira deste senhor.

É fartar vilanagem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...