quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Luís Duque e a incompetência

"[O principal problema do Sporting] é a incompetência. E nada leva a crer que a incompetência tenha mudado [nos últimos tempos]."

“Não posso exigir o mesmo a um presidente não profissional que exijo a um presidente profissional.”

“[Não sei] se o Sporting não estará no final da época muito pior do que está agora.”.

"[Receio que o Sporting chegue ao final da época] sem grandes alterações no plano desportivo e mais debilitado no plano financeiro.”

“O mercado de Janeiro é um mercado para retocar o plantel e colmatar uma lesão inesperada, mas para fazer uma revolução, e tendo em conta que quem dirige o clube já o dirigia em Outubro, só pode significar a falência daquilo que foi feito no início da época.”

"[Os investimentos que fiz no futebol, quando era presidente da Sporting SAD], eram necessários [e tiveram como retorno] a conquista do título e a criação das condições para se ganhar um segundo título.”

"[O meu] despesismo deu um título ao Sporting. O futebol não é uma ciência exacta, mas o objetivo essencial, que era a conquista do título, esse, foi conseguido.”

Luís Duque, presidente da Sporting SAD na conquista do título nacional em 1999-2000, Antena 1, 30-12-2009 :: FOTO: "Record"

Compras, dispensas e recusas de Carlos Freitas

Carlos Freitas, enquanto gestor do plantel de jogadores do Sporting, dispensou Miguel Garcia, comprou Abel ao Sporting de Braga, colocou Carlos Saleiro a rodar e comprou metade de Hélder Postiga ao FC Porto.
O mesmo Carlos Freitas, agora gestor de activos do Sporting de Braga, comprou Miguel Garcia ao Olhanense e recusou Abel e Hélder Postiga, ambos do Sporting.
Tanto no Sporting de Portugal como no Sporting de Braga, não sabemos onde terminou o papel do gestor desportivo Freitas e começou o papel do treinador das respectivas equipas. Mas não deixa de ser curioso atender às compras, dispensas e recusas que tiveram como protagonista o antigo gestor de activos do Sporting (ao que se diz, pretendido de volta por José Eduardo Bettencourt). FOTO: "A Bola"

Obs. - O sítio Sporting Apoio está a promover um inquérito digital para apurar a popularidade dos espaços sportinguistas na Internet, nomeadamente na blogosfera. Se gosta do blogue LEÃO DA ESTRELA, pode fazer a sua escolha clicando aqui. O inquérito está disponível até 31 de Dezembro. Obrigado!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Bettencourt recupera estratégia de Cristóvão

Seis meses depois do acto eleitoral para a direcção do Sporting Clube de Portugal, que ditou a vitória esmagadora de José Eduardo Bettencourt sobre Paulo Cristóvão, eis que o futebol do clube passa a ser dirigido segundo a estratégia do candidato derrotado, que não conquistou mais de 10 por cento dos sócios leoninos.
Considerando esgotado o projecto de Paulo Bento, o candidato Paulo Cristóvão era defensor de mais investimento na equipa de futebol, de modo a aumentar os níveis de exigência e criar novas receitas. Como trunfo da sua campanha exibiu o treinador sueco Sven-Göran Eriksson. Nos últimos dias da campanha começaram a chover notícias que davam como certas as contratações de alguns craques em fim de carreira.
Os sportinguistas que foram votar assustaram-se porque, do outro lado, José Eduardo Bettencourt fazia passar a ideia do "rigor" corporizada na permanência do treinador Paulo Bento e da maioria dos jogadores. Nem solução havia para um pavilhão nas imediações do Estádio de Alvalade. O clube estava endividado...
Seis meses depois, tudo se alterou. E tudo se alterou porque a equipa de futebol falhou, provando-se, deste modo, que, não obstante a criação da sociedade anónima do futebol e da sua presença na Bolsa de Valores, tudo o que de importante diz respeito ao futebol moderno continua a ser decidido como antigamente, ou seja, em função dos resultados desportivos dentro do campo. Dos golos que entram ou não. Das bolas que vão ao poste ou entram na baliza...
Acossado pela desilusão da massa associativa que lhe tinha dado uma das vitórias mais claras de sempre, José Eduardo Bettencourt mandou às malvas o rigor e tratou de arranjar uma solução para investir na equipa de futebol. E lá apareceram 15 milhões de euros para jogadores, bem mais do que aquilo que Paulo Cristóvão propunha investir seis meses antes... Depois, claro, de Paulo Bento se ter afastado e, com ele, os dirigentes amigos... Até já há lugar e modelo de financiamento para o pavilhão desportivo das modalidades: bem junto ao Estádio de Alvalade, ideia que, quando foi anunciada por Paulo Cristóvão, logo foi apontada como impossível e demagógica...
Tudo isto para dizer uma coisa que agora já é evidente aos olhos de todos: na últimas eleições do Sporting, a estratégia certa para o futebol leonino era a de Paulo Cristóvão (o ex-treinador Paulo Bento, aliás, seria o próprio a confessar que esteve quatro meses a mais em Alvalade...). Donde, José Eduardo Bettencourt só agora está a começar o seu exercício presidencial... FOTO: "A Bola"

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Os pequenos que gozam com o Sporting

Neste clima de viagens diárias do Sporting ao supermercado de Inverno, onde estão disponíveis produtos de saldo de rendibilidade imediata algo duvidosa (em particular no que diz respeito a jogadores estrangeiros que não pegaram nos clubes que representaram até agora), o que é lamentável é que sejam os pequenos clubes portugueses a gozar com os dirigentes do Sporting Clube de Portugal. Não têm onde cair mortos, baixam as calças aos que verdadeiramente mandam no futebol português e ainda gozam connosco, os sportinguistas. Pelo menos é essa a leitura que retiro de duas notícias lidas no "Público".
Em Leiria, o inefável João Bartolomeu, conhecido de outras guerras do mercado negro da bola lusitana, e que tem um plantel construído com a ajuda leonina, duvida que Sporting “tenha dinheiro para Carlão”. “Andam para aí a contratar jogadores suplentes de outros clubes, repetem os mesmos erros e não aprendem com eles”, diz ainda Bartolomeu, numa alfinetada em José Eduardo Bettencourt.
Na Madeira, Rui Alves, presidente do Nacional, outra ave rara bem conhecida por fazer abortar transferências para Alvalade, desviando jogadores para o Porto ou outras paragens, nega negociações com Sporting por Ruben Micael, adiantando que, apesar de todas as notícias, a única proposta que recebeu é de um clube espanhol.
Os dois dirigentes têm em comum o facto de terem aprendido na escola futebolística de um amigo que, em certas ocasiões, eles têm mais a Norte. O que eles dizem revela, antes de mais, uma enorme falta de respeito pelo Sporting. A questão é que esses indivíduos jamais ousariam dizer o mesmo do FC Porto. Mas o que é grave é que isso que eles deitam da boca para fora também não anda muito longe da verdade. É esperar para ver... FOTOS: "A Bola"

Vote no LEÃO DA ESTRELA

O sítio Sporting Apoio está a promover um inquérito digital para apurar a popularidade dos espaços sportinguistas na Internet, nomeadamente na blogosfera. Se gosta do blogue LEÃO DA ESTRELA, pode fazer a sua escolha clicando aqui. O inquérito está disponível até 31 de Dezembro. Obrigado!

domingo, 27 de dezembro de 2009

Saídas e entradas em Alvalade

Os 15 milhões de euros anunciados para o reforço da equipa de futebol do Sporting vão sendo transformados em jogadores. Depois do defesa direito João Pereira - mais um jogador de estatura baixa na defesa... -, segue-se o avançado móvel francês Sinama-Pongolle (na foto), que chega a Alvalade depois de ter falhado no Atlético de Madrid. Entretanto, a limpeza continua na estrutura dirigente. Rita Figueira deixou a administração da SAD. O Sporting corre contra o tempo.

sábado, 26 de dezembro de 2009

A promessa de João Pereira

"Agora só penso no Sporting. Estou no Sporting e vou defender o Sporting até à morte."
João Pereira, lateral-direito formado no Benfica, novo reforço do Sporting contratado ao Sp. Braga, RTP Online, 22-12-2009

domingo, 20 de dezembro de 2009

Carvalhal, os sportinguistas e os traumas da equipa

"Qual o sportinguista que não está preocupado? Um bom sportinguista está preocupado, mas estamos aqui para encarar as situações de frente. Esperamos reverter a situação."

"É nas adversidades que se vê a coesão de um grupo. A equipa está coesa, muito unida, e com vontade de voltar às vitórias. Sabemos que vai ser difícil, mas os níveis de confiança e entrega vão ser elevados. Isso é meio caminho para a vitória."

"A entrada frente ao Vitória de Setúbal foi boa. Foi à Sporting. Com a União de Leiria não entrámos bem, mas fizemos uma grande segunda parte. Não me parece que seja falta de capacidade. Caso contrário, não teríamos feito esses bons períodos. O desafio é manter esse padrão. A equipa apresenta alguns traumas, que têm sido superados."

Carlos Carvalhal, "Record", 18-12-2009

Regresso às vitórias com golo de Saleiro

O Sporting não tem como escapar ao pior Natal dos últimos anos. Basta olhar para os números e qualquer sportinguista que se preze terá vontade de colocar uma pedra de carvão no sapatinho dos “leões”. Mas a vitória de hoje na Figueira da Foz frente à Naval – e especialmente a atitude da equipa na segunda parte – revelam alguns sinais de retoma. Se antes do golo de Saleiro se ouviu nas bancadas um esclarecedor “aquece Sá Pinto!”, na segunda soaram algumas palmas ténues, mas sentidas para o esforço de alguns jogadores. Apesar desta vitória (1-0), os “leões” continuam mais perto do último lugar do que do primeiro.
FOTO: Marcos Borga (Reuters - Portugal Sport Soccer)

sábado, 19 de dezembro de 2009

Um campeão de Inverno inesperado

O ex-sportinguista Hugo Viana festejando um dos golos da vitória do Sp. Braga sobre o Benfica. Nesta primeira volta da Liga 2009-2010, o Sporting de Braga de Domingos Paciência - e de Carlos Freitas, e de António Salvador... - superou os três "grandes" do futebol português com três vitórias. Um caso raro em 70 anos do principal campeonato de Portugal. Aconteça o que acontecer no Benfica-FC Porto deste fim-de-semana, os bracarenses entram em 2010 no primeiro lugar.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Rúben Micael, um reforço português

O médio ofensivo português Rúben Micael, de 23 anos, do Nacional da Madeira, é dado como possível reforço do Sporting no próximo mês de Janeiro. A confirmar-se, seria uma excelente notícia, pois estamos perante um valor seguro do futebol português que pode, de facto, reforçar a equipa leonina.
Nascido em Câmara de Lobos, em 19 de Agosto de 1986, Rúben Micael Freitas da Resurreição tem 23 anos, começou a jogar futebol no União da Madeira, mas mudou-se para o Nacional na época 2008-2009, onde foi uma das revelações da Liga. Esta temporada deu nas vistas na Liga Europa, tendo marcado 7 golos, cinco deles na fase de grupos.
Rúben Micael já esteve na agenda do Benfica, tem sido observado pelo Arsenal e está a ser avaliado por Carlos Queirós, com vista ao Mundial 2010, na África do Sul. Oxalá o Sporting consiga ter cordões para poder abrir a bolsa... FOTO: "A Bola"

Já estamos como o Belenenses

Não há dúvidas. O Sporting já está como o Belenenses (sem menosprezo para o clube de Belém). Estas declarações do treinador Carlos Carvalhal, antes do jogo com a Naval 1º de Maio, teriam sido escandalosas se tivessem sido feitas há apenas 5 anos. Como estamos em 2009, já não estranhamos tamanhas dificuldades. O que fazer para dar a volta a isto?...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

¿Por qué no te callas?

“Fizemos um excelente jogo e uma excelente exibição, mas infelizmente perdemos."

Rui Patrício, após a derrota do Sporting por 1-0 frente ao Herta de Berlim para a Liga Europa, "Público Online", 16-12-2009
Foto: Gero Breloer - AP Photo

O "bom jogo" de João Moutinho

O Sporting perdeu com o Hertha de Berlim por 1-0, para a Liga Europa, na Alemanha, em jogo para cumprir calendário e prestigiar a equipa portuguesa, uma vez que o apuramento para a fase seguinte já estava conseguido. No final, o "capitão" leonino João Moutinho mostrou-se satisfeito com a exibição da equipa: "Acho que fizemos um bom jogo, criámos bastantes oportunidades. O Hertha acabou é por ser mais feliz ao sair daqui com uma vitória".
A questão é simples, caro João Moutinho: se o Sporting perdeu o jogo, então não fez nenhum "bom jogo". Logo, o "capitão" do Sporting deveria estar zangado, triste e frustrado consigo e com a equipa. Chega de contentamento com derrotas e empates! Chega de falta de ambição! Chega de fazer de conta que representam o Sporting Clube de Portugal!... FOTO: "A Bola"

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

O coração de Mexer

O Sporting está no mercado para reforçar a equipa de futebol. O defesa-central moçambicano Mexer, internacional pelo seu País, que actuava no Desportivo de Maputo, é um dos reforços de Inverno da equipa leonina. Assinou por dois anos e meio.
Mexer - um nome irónico para reforçar uma equipa que tem na lentidão do seu futebol um dos seus problemas - tem 21 anos e uma grande margem de progressão. Independentemente disso, importa destacar que Mexer teve uma entrada de "Leão" no Sporting: "É um grande sonho jogar no Sporting até porque venho para o meu clube do coração."
Não estamos perante uma declaração de circunstância soprada nos ouvidos do atleta pelo seu empresário, como acontece quando um jogador estrangeiro aterra em Lisboa ou no Porto sem saber onde veio parar. Neste caso, o Sporting parece estar a contratar um jogador estrangeiro que se confessa sportinguista do coração. Como antigamente, quando o futebol português entrava pelos ouvidos do povo africano e fazia milhões de adeptos anónimos nas colónias portuguesas...
É uma surpresa e um achado receber no Sporting um estrangeiro a dizer o que disse Mexer. Porque este jogador simboliza a dimensão internacional da marca Sporting, cuja existência muitos teimam em negar mesmo no interior do próprio clube (pela inacção ou pelas trapalhadas em que se metem, nomeadamente os barretes que têm sido enfiados na equipa de futebol...).
Não sei o que Mexer vale como jogador. Mas bastou ouvir as suas palavras para augurar-lhe um bom futuro em Alvalade. Que o seu coração verde seja feliz em Lisboa!... E que, na próxima vez, a notícia do ingresso de um novo jogador no Sporting só seja conhecida depois da assinatura do respectivo contrato. O profissionalismo iria agradecer... FOTO: Mike Hutchings (Reuters)

sábado, 12 de dezembro de 2009

As brincadeiras de Alvalade

Mesmo lido é difícil de acreditar. Mas aconteceu mesmo. E se o presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, ou quem o representa nestas tropelias de cabo de esquadra que são pagas a peso de ouro, deixasse de ocupar o tempo escrevendo comunicados estúpidos para os jornais? Será que os assessores ganham à tarefa? Ou será que Alvalade já se transformou num recreio?...
Ser sportinguista é ser herói nos dias que correm, porque não há motivos para termos orgulho na nossa equipa de futebol, assim como não há motivos para termos orgulho nos nossos dirigentes. Um deslize uma ou duas vezes ainda se aceita e se compreende num presidente estreante, mesmo sendo muito bem pago. Agora, fazer asneiras todas as semanas - depois de uma campanha eleitoral também fértil em tiradas de efeito muito duvidoso - é algo de muito grave.

Taco a taco com a União de Leiria!...

No campo de batatas de Alvalade, o Sporting recebeu a União de Leiria e perdeu por 1-0. Vergonhoso! Humilhante! Abaixo do que seria imaginável, mesmo tendo em conta que o futebol é jogado com uma bola redonda.
Na Liga Portuguesa, Sporting e União de Leiria lutam taco a taco pela sétima posição, quando está decorrido mais de um terço da prova. Seria motivo para despedimento com justa causa de alguns dos jogadores mais bem pagos da equipa de Alvalade. A fim de ajudar a equipa de Carlos Carvalhal a lutar por um lugar na Liga Europa do próximo ano - objectivo que, em face dos resultados até agora registados, parece muito difícil - talvez fosse de ponderar a ideia de o Sporting pedir à Federação Portuguesa de Futebol o Estádio Nacional para os seus jogos na condição de visitante. Não só por causa da relva, mas também pelo pesadelo que tem sido a sistemática perda de pontos no Estádio de Alvalade... FOTOS: Reuters

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O Sporting e o Natal...

Mesmo realizando uma das piores temporadas de sempre (com resultados fracos e exibições péssimas), o futebol do Sporting vai chegar ao Natal... A equipa leonina mantém alguns dos seus objectivos intactos (exceptuando a presença na Liga dos Campeões e, talvez, o título nacional).
Graças à mudança de treinador e à substituição dos dirigentes do futebol, o Sporting tem todas as condições para reaparecer em grande no próximo mês de Janeiro. Dia a dia, Carlos Carvalhal vai conquistando a nação sportinguista. Não era preciso muito. Daí a facilidade com que o trabalho do novo treinador tem merecido a aprovação dos Adicionar imagemadeptos leoninos. FOTO: www.sporting.pt

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Izmailov, o imprevisível

O russo Izmailov é um excelente jogador de futebol, que acrescenta classe e disciplina táctica em qualquer equipa. O problema é que a sua condição física é muito imprevisível. Assim, nunca podemos contar com ele a 100 por cento... Em Setúbal, regressou depois de uma longa paragem motivada por lesão grave num joelho, mas foi devolvido ao estaleiro, agora com um problema muscular. É também por isso que o rendimento global do futebol do Sporting não prima pela regularidade. FOTO: "A Bola"

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

E Liedson marcou em Setúbal...

Dois golos sem resposta do luso-brasileiro Liedson em Setúbal fizeram o Sporting regressar às vitórias na I Liga Portuguesa.

A autoridade de Carvalhal

"Sou o treinador, eu é que escolho a equipa e o sistema. Não me desvio um milímetro."

"Não entendo o mau ambiente em torno de Stojkovic, não é isso que eu vivo no dia-a-dia. Os capitães tomaram uma posição pública e garanto-vos que não existe problema nenhum. Existe uma distância de milhares de quilómetros entre o que se diz e a realidade."

"Estou preparado para tudo e vêm aí mais notícias, mas venham elas."

"Quero realçar que [Angulo] é uma pessoa com carácter muito forte e uma personalidade singular. Disse-lhe o que entendia sobre a sua posição e ele teve sentido profissional enorme. Ele é que fez esta opção."

"Eu não engano jogadores de futebol. Não mando recados e não mando falar por mim, digo o que entendo olhos nos olhos."

"Disse desde o início que mal é da equipa que não tem um sistema alternativo. O Sporting tem um sistema já instituído, mas tem que ter outro para surpreender adversários. Esse é que temos que trabalhar mais."

Carlos Carvalhal, "Público, 07-12-2009

Um fenómeno estranho chamado Rabiu

É um dos fenómenos sem explicação no futebol do Sporting actual. Do nigeriano Rabiu Ibrahim, jogador de 18 anos, que ainda é do Sporting (pelo menos até final da época), e de quem dizem ser um dos melhores jovens talentos do futebol africano da actualidade, anda a prestar provas a Carlos Carvalhal. Isso mesmo.
Não vou entrar em pormenores sobre a qualidade do jogador, que nunca vi jogar. O que sei sobre este jogador internacional pelo seu País é aquilo que vou lendo como toda a gente. Todos dizem que estamos perante um grande craque, um talento africano, porventura o melhor de sempre. Sendo assim, tendo o jogador 18 anos e sendo ele o maior produto da falhada observação estrangeira do futebol jovem do Sporting (os resultados falam por si), por que raio é que o atleta não renova o seu contrato e passa a integrar o plantel principal como um jogador a utilizar pela equipa do Sporting?...
Estão à espera de quê? De outro Paulo Futre?... De outro Cristiano Ronaldo?... Ou será que Rabiu não passa de um embuste e andamos a ser enganados por empresários e por jornalistas que não passam de pés de microfone?... FOTO: "Record"

A experiência de Angulo

Ao fim de 97 dias, o médio espanhol Miguel Angulo, tão experiente que já não tinha mais nada de importante para dar ao futebol europeu de alta competição (mesmo ao português...), voltou à sua terra. Foi mais um serviço com o alto patrocínio da central de compras do Sporting...
Nani foi vendido em 2007. Salvo erro, foi o último jogador a dar lucro aos depauperados cofres de Alvalade. O que vale é que o navio vai aguentando os disparates. Como em todas as histórias, até um dia.
Entretanto, Carlos Carvalhal faz o seu caminho como pode. Já levantou o castigo ao proscrito Stojkovic e desfez o famoso losango de Paulo Bento. Agora, só queremos ganhar em Setúbal. Hoje, o "nosso" Manuel Fernandes é um adversário como outro qualquer... FOTO: "A Bola"

sábado, 5 de dezembro de 2009

Agora é que o Varela fazia falta...

Com 4 golos em 7 jogos na I Liga 2009-2010, o ex-sportinguista Silvestre Varela, foi dispensado em definitivo, na época passada, pela dupla Paulo Bento/Pedro Barbosa, já é um dos jogadores mais valiosos do FC Porto (ontem, voltou a facturar na goleada em Guimarães por 4-1). O Sporting preferiu pagar bem mais, no final de cada mês, pela grande experiência internacional de Felipe Caicedo. Afinal, no catálogo, estava escrito que o moço valia 9 milhões de euros...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Benfica TV para cegos...


Clique na imagem para ver o inacreditável.

Liedson pede para sair da equipa

“O melhor é colocar outros colegas que estejam em melhores condições, porque infelizmente não estou a ajudar a equipa com golos. O melhor é pensar direitinho. Talvez o melhor seja [Carlos Carvalhal] tirar-me da equipa e dar oportunidade aos meus companheiros.”

“Ninguém gosta de jogar sozinho. A adaptação [à táctica de Carvalhal] é difícil, fiz alguns jogos assim na selecção e senti-me bem. Mas na selecção há diferenças porque jogamos em 4x3x3 e temos dois extremos que desequilibram. Aqui não temos jogadores com essas características e é mais complicado.”

“É preciso paciência e fazer o que o treinador está a pedir. [Mas] não está a ser fácil.”

“Hoje, [com o empate 1-1, em Alvalade, frente ao Heerenven] não foi um dos melhores jogos para o Sporting, mas o resultado final deu-nos a classificação e valeu a pena. Só com trabalho é que podemos melhorar."

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

O regresso de Stojkovic

Proscrito por Paulo Bento, por alegado caso grave de indisciplina no balneário, nunca explicado ou confirmado publicamente, o guarda-redes Stojkovic é, finalmente, um entre iguais no plantel do Sporting. O treinador Carlos Carvalhal, que entrou pela porta do cavalo, dá mais um passo na sua afirmação em Alvalade.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O Sporting e o barulho mediático do lóbi "gay"

O Sporting Clube de Portugal tem sido pioneiro e único em muitas coisas. Foi a primeira equipa portuguesa a jogar nas competições europeias de futebol (1955); foi a equipa que fez o resultado mais volumoso de sempre numa prova europeia (1963-1964); foi a equipa que deu à Europa o melhor marcador numa temporada (Yazalde, 1973-1974); foi a primeira equipa portuguesa a arranjar um expediente legal para contratar jogadores internacionais do extinto bloco pró-soviético antes dos 30 anos de idade (Kostov e Bukovak, em 1982); foi a primeira equipa a ter um jogador pago para treinar sozinho (Afonso Martins, na década de 1990); foi o primeiro clube a pedir uma indemnização multimilionária por um jogador que estaria dispensado (mais de 5 milhões de euros pedidos ao FC Famalicão por causa do brasileiro Careca); foi o primeiro clube a criar uma sociedade anónima para gerir o futebol; foi o primeiro clube português a decidir construir uma academia de futebol e um novo estádio; enfim, foi o primeiro clube em muitas outras situações.
Agora, foi também o primeiro clube português a ser acusado de discriminar homossexuais. Tudo porque o clube lançou uma campanha promocional da Gamebox, com descontos para uma segunda pessoa, desde que seja do sexo oposto. Objectivo: levar mais mulheres aos estádios, não se tratando de uma campanha destinada a pessoas casadas, mas a pessoas de diferentes géneros, o que é muito diferente. Algo que o Sporting tem todo o direito de fazer.
Mas isso foi o suficiente para que a comunidade "gay" reagisse escandalizada, nas páginas do jornal “i”, contra tamanho “horror”. Numa altura em que os homossexuais aguardam que o Governo decrete a legalização do casamento só entre homens ou só entre mulheres (enquanto outros quadrantes defendem a realização de um referendo), a comunidade "gay", que, como é notório, tem um peso enorme na comunicação social portuguesa, limitou-se a usar o Sporting Clube de Portugal para arranjar mais visibilidade para a sua luta.
A gente sabe como eles e elas sabem os caminhos do barulho mediático. E a gente também sabe como o jornalismo que temos se rende a uma polémica com costumes pelo meio. Basta ler o editorial de Miguel Pacheco para percebermos as intenções. Quando o responsável por um jornal refere que a Sporting SAD é “uma instituição de utilidade pública” estamos conversados quanto aos seus argumentos. E quando vemos Pedro Afra, director-geral do Sporting, a confessar, candidamente, que “não temos de pensar nos homossexuais em todas as campanhas que fazemos”, percebemos, enfim, como tudo aconteceu.
Donde, o lóbi "gay" encontrou na gritante falta de jeito que o Sporting continua a revelar na sua comunicação para o exterior um terreno fértil para chamar a atenção dos seus direitos com base em presuportos errados. Porque, ao Sporting bastaria dizer uma coisa elementar: meus senhores, a campanha "Gamebox Duo" não se destina a casais, não temos nada a ver com a vida privada dos associados; a campanha destina-se a promover a diversidade de géneros no Estádio de Alvalade. E se José Eduardo Bettencourt tivesse aproveitado esta polémica como deveria, em favor do Sporting, poderia ter convocado uma conferência de imprensa para dar conta da indignação da nação sportinguista e ainda teria espaço para explicar o que está em causa. Teria, deste modo, mais publicidade gratuita para levar mais homens e mulheres ao Estádio de Alvalade através do "Gamebox Duo". A impressão que fica é que, às vezes, nos corredores leoninos, ninguém pára para pensar.

A falsa crise de Liedson

Os olhos da crítica estão de novo virados para o luso-brasileiro Liedson, pelo facto de o avançado do Sporting não marcar golos com a frequência a que nos habituou nos seus melhores momentos. Em 21 jogos pelo Sporting, nesta época, Liedson marcou apenas 7, ou seja, um golo a cada três jogos, quando o avançado leonino, estando no seu melhor, vale, pelo menos, meio golo por jogo. Ora, é evidente que os maus resultados do Sporting (cinco empates e uma derrota nos últimos confrontos na Liga Portuguesa) são indissociáveis da crise de golos de Liedson. Mas acho que a falta de golos do luso-brasileiro tem muito mais a ver com problemas de ordem colectiva. A questão não é muito complicada: ponham a bola perto da baliza que Liedson sabe o que tem a fazer. FOTO: Francisco Leong (AFP - Getty Images)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...