terça-feira, 9 de março de 2010

O póquer no Sporting. De Peyroteo a Liedson.

O luso-brasileiro Liedson está de parabéns. Regressou aos golos no Restelo. Marcou quatro de uma vez. O quatro golos que derrotaram o Belenenses e confirmaram a ressurreição do futebol do Sporting, orientado por Carlos Carvalhal. Em 7 anos, foi o primeiro póquer de Liedson no clube leonino. Quatro golos numa única partida pelo mesmo jogador é um feito cada vez mais raro no futebol contemporâneo.
Nos últimos 50 anos, para encontrar outros casos de póquer no Sporting em jogos do principal campeonato português, temos de recuar a 2007 (quatro golos de Carlos Bueno ao Nacional, numa vitória por 5-1), a 1992 (quatro golos de Jorge Cadete ao União da Madeira, numa vitória por 5-1), a 1988 (quatro golos de Paulinho Cascavel ao Penafiel, numa vitória por 7-0), a 1986 (os célebres quatro golos de Manuel Fernandes ao Benfica, numa vitória épica por 7-1), a 1973 (quatro golos de Yazalde numa vitória por 7-0 no Estádio do Oriental), a 1965 (quatro golos de Lourenço ao Benfica, numa vitória por 4-2, na Luz, e ao Torreense, numa vitória por 4-0, em Alvalade) e a 1960 (quatro golos de Fernando Puglia, numa vitória por 4-1, sobre o V. Guimarães).
De qualquer modo, o grande violino Fernando Peyroteo continua a ser o rei dos póqueres no futebol português. O maior goleador do mundo (sim, até hoje, o antigo avançado sportinguista continua a ser o jogador do mundo que marcou mais golos em jogos oficiais em menos tempo) marcou quatro golos num só jogo por 12 vezes. Mais até do que Eusébio, que alcançou tal feito apenas em 11 vezes.

5 comentários:

Anónimo disse...

no post anterior:

"a onda verde continua, sob a batuta de Carlos Carvalhal!.."

neste:

"...e confirmaram a ressurreição do futebol do Sporting, orientado por Carlos Carvalhal."

quem diria que o leão da estrela se renderia de forma tão rápida ao ponta de lança de Pinto da Costa?

JPC

Pai da Leoa disse...

Nunca esquecendo os golos do velho Manel, na 1ª jornada de 85/86, ao Penafiel... 5? Acho que foram 5. O resultado foi 6-1, ou 6-0... e o outro golo leão, foi do Mário Jorge.

Zé do Cão disse...

Não se trata de se render ou deixar de render.

Em futebol tudo é possível e veja-se que o futebol clube do porto não obstante ter uma boa equipa, banqueou hoje perante o Arsenal por 5-0.E que o Benfica não obstante chegar a ser campeão nesse ano, apanhou da equipa a que muitos chamam de "alpargatas" 7-1.
Eu sei que é uma espinha espetada na garganta.
Mas tenham calma, que a dor passa
abraço

LEÃO DA ESTRELA disse...

No Sporting-Penafiel de 85-86, a vitória leonina foi por 6-0. Manuel Fernandes, então com 34 anos, marcou 5!

leão de arroios disse...

Peyroteo é, esse sim, o melhor jogador português de todos os tempos.
Mais de 600 golos em 10 anos, 60 e tais deles ao SLB, aquele que era o único rival que contava na altura.
Não tivemos foi a sorte de haverem competições europeias nos anos 50 ou de sermos convidados para um Campeonato do Mundo na altura.
Se tal tivesse acontecido, o moçambicano mais conhecido do Elefante Branco teria sido considerado como o melhor jogador português depois de Peyroteo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...