sábado, 15 de maio de 2010

A Academia SCP, Jorge Mendes e Pini Zahavi...

"O factor que determinou que muitos pais tenham escolhido a formação do nosso clube [o Sporting] em detrimento das formações dos seus clubes do coração tem sido maior facilidade com que os nossos miúdos chegam ao plantel principal.
Essa facilidade determinou que os talentos, descobertos pela equipa de Aurélio Pereira, fizessem a sua transição para o futebol adulto de uma forma natural que os catapultou para patamares de nível mundial, o que deu a fama e dinheiro à nossa Academia.
Os detractores do nosso clube afirmam que o Sporting ainda não ganhou nada com os miúdos, o que é mentira.
Ganharam tudo, excepto o campeonato e a Taça da Liga pelas razões conhecidas. Mais, os únicos jogadores que actualmente têm mercado são os putos e foi com eles que o SCP ganhou mais dinheiro no passado recente.
O que mudará com a vinda dos jogadores de Jorge Mendes é o que se vai saber. Temos notado há uns tempos que as coisas estão a mudar na Academia. Em 6 Julho do ano passado denunciámos aqui a "
Transformação da Academia num centro de negócios, com a vinda de “carradas" de jovens estrangeiros, que na esmagadora maioria dos casos não vêm acrescentar nada, tiram o lugar aos jovens que estão a fazer o seu percurso de formação e descaracterizam o perfil do jogador made in Sporting, tecnicista e com boa relação com a bola." e mais adiante: "O segundo sinal de alarme soará quando as pessoas se derem conta que a fonte secou, quando não chegarem à equipa principal os jovens jogadores, em número e com a qualidade a que estamos habituados."
Na realidade, há duas épocas que não chegam esses jogadores ao plantel principal. Os melhores jogadores da fornada da época passada foram emprestados ao Real Massamá, onde só jogam com regularidade dois: Pedro Mendes e André Martins. Este ano não se vislumbra ninguém que "pegue de estaca".
O caso de Pedro Mendes é paradigmático: esteve o seu primeiro ano de júnior sem jogar tapado pelo irmão do guarda-redes brasileiro Vítor Golas - suplente no Real - porque para este vir toda a família teve de se mudar para Portugal, incluíndo o tal irmão Vínicius - defesa-central sem qualidade para o Sporting -que relegou para o banco um dos melhores defesas-centrais da Academia!...
O outro caso é o Rabiu [na foto] que custou 600 mil euros e que nem no Real joga!...
JEB queixou-se que até um miúdo de 14 anos já tem empresário. Devia era colocar o problema ao contrário: míudo que não tenha empresário dificilmente singra na academia, porque sem empresário não há comissões para ganhar.
O empresário israelita Zahavi que tem boas relações com Jorge Mendes tem feito o que quer, por exemplo: impõe o seu sobrinho-neto, com o mesmo nome, como titular dos juniores ocupando o lugar de miúdos talentosos e "deu" o direito de opção do central dos juvenis Tobias Figueiredo ao Manchester City, de quem é sócio, incluído no pacote Caicedo. A Academia tem sido a galinha dos ovos de ouro. Matá-la vai-nos sair caro."

Blogue Sporting no Coração, 24-04-2010

11 comentários:

Pedro disse...

Pois, há aqui neste post, muitas situações que nos devem preocupar a todos, quando,, de facto, os critérios técnicos e as competência são ultrapassados por interesses pessoais / empresariais que nada têm a ver com formação futebolistica.

O problema deste post é a confusão que faz entre a qualidade da formação, a qualidade do processo de transição para o futebol profissional, com a real competência dos jogadores formados na academia.

Estamos perante um mito, que, infelizmente, mas para nosso bem vale a pena desmistificar:

- Desde Veloso e Moutinho que não sai de Alcochete um grande jogador com qualidade para um Sporting vencedor. Por muitos bodes expiatórios que queiramos arranjar, primeiro devemos olhar para aquilo que poderá estar menos bem do ponto de vista das competências internas - Será que nos acomodámos ao mito da "melhor formação do mundo e arredores?". Depois sim, olharemos para os "tachos" as "negociatas" a promiscua relação dos empresários na formação do Sporting, mas pessoalmente considero que esse não é o centro do problema, infelizmente, porque obviamente que seria mais cómodo dizê-lo.

Berde e Branco disse...

Acabo de dar uma volta ela blogosfera leonina e parece que estou a sair de um funeral. O sportinguista é o oráculo da desgraça. Não há dúvidas. Está tudo mal, os dirigentes são péssimos, os jogadores não têm amor à camisola, o trabalho da formação está a estragar-se, as modalidade são uma miséria, enfim... a única coisa boa são os adeptos... Intocáveis... Mas será mesmo assim?

Acho sinceramente que nos temos de reciclar. Se de facto nós somos diferentes devemos realçar essa diferença em momentos como o que hoje vive o Sporting.

Galvanizar os adeptos é fácil num contexto de vitória, como aquele em que vivem hoje os lampiões e que viveram recentemente os tripeiros. Interessante, e demonstrador de uma força ímpar, seria ver no actual contexto o Sporting atingir os 300 mil sócios primeiro que o Benfas, ter o estádio cheio mesmo que a equipa não estivesse nos primeiros lugares, ter sempre um forte apoio nas deslocações ou ver os pavilhões das modalidades sempre cheios. Impossível? Depende da mentalidade...

De facto com o pessimismo que nos caracteriza dificilmente conseguiremos isso, mas se mudarmos e percebermos que a atitude vencedora, optimista, deve partir dos adeptos, qual a dificuldade? Tudo o resto (os títulos, entenda-se) seriam apenas uma consequência lógica de um clube que voltou a ter os melhores adeptos do mundo.

Eu sei que não é fácil, mas alguém acha impossível? Eu não! E já comecei a fazer a minha parte...

Flip disse...

Ai Sporting.. como é que vais sair desta?

lagarto disse...

Berde e Branco: amen. Assim sim, é esse o espírito.. dass!

Miguel disse...

acho isto fantástico. Carriço, yannick, adrien, pereirinha, veloso, moutinho, saleiro, patrício e já nem falo do tiago, são todos jogadores de formação. Mas vocês pensam que o plantel tem de ser composto só por jogadores de formação?? nem o barcelona faz isso! Além disso, tendo em conta que apenas veloso, moutinho e carriço parecem ser os unicos que conseguem ser titulares indiscutíveis, não estou a ver onde há motivos +para se apostar mais do que se aposta em jovens da formação! Já alguém se lembrou de pensar que a maior parte dos putos simplesmente não têm qualidade para vestir a camisola do sporting? Continuem com as teorias da conspiração que vão longe...

lizardo disse...

O Salame vai dar de frosques!

Imagino a indemnização...

ACF disse...

Qual é a prova concreta que o Sporting pagou 600.000 euro pelo Rabiu? Alguém tem um documento onde isso esteja provado?

O Alexander Zahavi não é imposto na equipa titular, ele é o melhor extremo da equipa e com toda a naturalidade é titular na mesma

André Carreira de Figueiredo

joaquim agostinho disse...

André
As notícias que referiam os 600 mil pagos ao Rabiu - últimamente até publicaram 800 mil - nunca foram desmentidas, pelos responsáveis de uma sociedade cotada em bolsa.
Se o Zahavi é o melhor extremo deve -se a que pelo menos um dos seus concorrentes foi despachado para outro clube, já para não falar do Diogo Viana, que foi antes, no negócio do Postiga!!

António Silvestre disse...

Berde e Branco a presidente JÁ!

Anónimo disse...

Estranho

Então hoje ninguém fala do afastamento do Salema Garção???

Talvez seja motivo de tristeza para os pseudo salvadores que abundam nestes bloguezinhos..
Afinal de contas para quem só está bem a dizer mal, sempre têm menos um motivo...

Tristes!

ACF disse...

"André
As notícias que referiam os 600 mil pagos ao Rabiu - últimamente até publicaram 800 mil - nunca foram desmentidas, pelos responsáveis de uma sociedade cotada em bolsa.
"

Mas o que prova isso? Que não foram desmentidas nem confirmadas? Isso não prova rigorosamente nada. Eu posso dizer que subi ao topo do Cristo Rei e se ninguém me viu fazer isso não pode confirmar nem desmentir que o fiz. Eu não sei quanto custou o Rabiu, mas sei que não tem NADA a ver com os valores que falam por aí. Quem apregoa esses valores que se chegue à frente e diga qual é a prova factual que têm.

"Se o Zahavi é o melhor extremo deve -se a que pelo menos um dos seus concorrentes foi despachado para outro clube, já para não falar do Diogo Viana, que foi antes, no negócio do Postiga!!"

O Diogo Viana é de 1990, o Zahavi é de 1991, logo uma coisa nada tem a ver com a outra. Quanto à saída de Januário Jesus, ele jogava na esquerda, enquanto o Zahavi joga pela direita, portanto a saída do Januário nada tem a ver com a titularidade do Zahavi, até porque nos Juvenis A eram ambos titulares e quem ficava no banco era o Luís Oliveira e o Renato Santos que esta época é titular exactamente devido à dispensa do Januário Jesus.

SL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...