sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Postiga tem duas caras. Uma alegre, outra triste...

Octávio Machado tenta explicar
irregularidade do avançado

Hélder Postiga transferiu-se "cedo de mais para o futebol inglês". Disse-o ontem Octávio Machado, primeiro treinador do ponta-de-lança na equipa sénior do FC Porto, procurando justificar a carreira irregular do autor de dois dos quatro golos com que Portugal derrotou os actuais campeões do mundo e da Europa.
O "processo de aprendizagem" foi interrompido quando Postiga foi obrigado a trocar o FC Porto pelo Tottenham na era Co Adriaanse, decorria a temporada de 2003/04. E Postiga, ao contrário de Cristiano Ronaldo ou Nani, foi para um clube "que não tem a paciência do Manchester United". "Não é um caso isolado", referiu o ex-técnico à TSF, juntando ao exemplo os casos de Simão Sabrosa (que foi para Barcelona em 1999) e do próprio Ricardo Quaresma (que em 2003 se aventurou no mesmo clube da Catalunha).
A verdade é que Hélder Postiga, um dos heróis do Portugal-Espanha, é um jogador de duas caras, uma alegre e outra mais circunspecta. A explicação para esse pormenor da carreira deu-o o próprio Postiga numa entrevista em 2006, altura em que o ponta-de-lança sorria ao serviço de Jesualdo Ferreira. "Confiança", respondeu. "Quando ela é dada, fica-se mais à vontade e até no jogo as coisas boas surgem naturalmente. Cabe-me a mim ser o primeiro a acreditar no meu valor, mas também é importante que as pessoas acreditem e explorem o valor de cada jogador." Foi assim com José Mourinho, provavelmente o treinador que mais sumo retirou dele, também com Jesualdo Ferreira e pontualmente com mais um par de treinadores que lhe passaram pela frente.
Hoje volta a acontecer com Paulo Sérgio (Postiga tem apenas um golo no campeonato, mas seis no total das competições) e com o seleccionador nacional Paulo Bento. "Os treinadores ajudam", lançou no final do duelo ibérico Postiga, sorriso rasgado e alguns recados nas entrelinhas. "Do presente posso falar." Octávio Machado, como é habitual, foi directo ao assunto. Foi "relegado" por Carlos Queiroz, que "contrariou os seus princípios" ao assimilar Liedson.
O Estádio da Luz assistiu ao "bis" de Postiga, que se vira pela última vez no dia 14 de Outubro de 2006 - não tinha jogado na selecção por estar lesionado, mas marcou dois golos pelo FC Porto frente ao Marítimo, revelando uma confiança que há muito não se lhe via. Pela selecção, o ponta-de-lança não bisava desde o Portugal-Estónia de 8 de Setembro de 2004 (4-0). Anteontem, foi titular pela primeira vez desde 15 de Junho de 2008 (um Suíça-Portugal a contar para a fase final do Euro). Aproveitou dois passes de João Moutinho para fazer dois golos, o 13.º e o 14.º com a camisola da selecção AA (conta 36 em todos os escalões da selecção). No final, deixou a promessa de mais. Será este o ano de Postiga?

FONTE: Luís Octávio Costa, "Público", 19-11-2010

8 comentários:

Cantinho do Morais disse...

Postiga vai para Inglaterra com Mourinho como treinador do Porto e não com Co Adriaanse. O holandês só treinou o Porto na época 2005/2006. Até lá ainda houve Del Neri, Fernandez e Couceiro.

E o Luís Octávio Costa ainda deve assinar como jornalista...

Gonçalo disse...

Para mim é o último ano dele em Alvalade. Precisa de uma cultura de exigência e de regularidade!

Saudações Leoninas

http://sportingunido.blogspot.com

aNNóNNimo disse...

LdE

Será um novo Pedro Barbosa, sempre com grandes épocas em final de contrato...?!

Anónimo disse...

O Postiga já não é bébé,sabe onde deve estar no momento certo,parabens.

LEÃO DA ESTRELA disse...

Tens razão, Cantinho do Morais.

Anónimo disse...

Grande Postiga: 2/3/4 caras estás a jogar muitissimo bem. Que o azar te tenha abandonado de vez!

Anónimo disse...

O Postiga ainda tem muito para dar ao SCP.
Vai ser um avançado reconhecido em todo o mundo.
Zico

Anónimo disse...

Fazendo o balanço de TODO o tempo que ele está no Sporting, não merece renovação. O lugar dele em campo é para alguem que deve fazer entre 8 a 10 golos por ano no campeonato, coisa que ele não fez desde que lá está. Renova-lo por 3 ou mais anos e voltarmos ao velho Postiga não obrigado. Mas se a direcção quer cometer esse erro, pelo menos renovem apenas por 1 ano com corte de salario e a ver se ele aceita e continua a esforçar-se mais como agora.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...