terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A insustentável renovação de Maniche

Maniche é um jogador em fim de carreira. Foi contratado pelo Sporting porque é amigo de Costinha, porque é representado por Jorge Mendes e porque não tinha mercado. E não pela sua experiência. Muito menos pelo seu exemplo e pelo seu profissionalismo. Aliás, a sua experiência em atitudes anti-profissionais só tem prejudicado a equipa do Sporting. Em menos de metade da temporada já regista duas expulsões, uma das quais decisiva para o descalabro da equipa de Paulo Sérgio, no jogo frente ao Vitória de Guimarães, em que o Sporting perdeu três pontos de forma escandalosa.
Não obstante tudo isto, Maniche é dos jogadores mais bem pagos do Sporting (ganha mais de um milhão de euros por ano) e tem um contrato que lhe dá a renovação automática logo que vista 20 vezes a camisola leonina. Por isso, estamos perante um contrato demasiado caro para as pobres finanças do clube. Um contrato que é só mais um erro grosseiro de gestão desportiva e financeira e que só foi possível por se tratar de um amigalhaço do director do futebol do Sporting. E pelo facto de o Sporting ser hoje um clube sem rei nem roque, em que cada problema é suplantado por um problema ainda maior. Não encontro outra explicação.

14 comentários:

Relva disse...

subscrevo, depois dizem que não á dinheiro.

Anónimo disse...

Na falta de outros elementos e porque os aí descritos me parecem demasiado evidentes, assino por baixo.

Anónimo disse...

Não percebes nada de futebol e o pior é que pensas que sim.
Zico

Anónimo disse...

Esta foto sublinha bem o que estas duas “coisas” são para o Sporting…Zero.

A caminho do abismo, ai vamos nós. Obrigado cabeça de cotonete, obrigado!!!

Anónimo disse...

No meio disto tudo, o jogador Maniche vem dizer «que não aceito críticas de falsos sportinguistas» - isto vindo de um jogador que se diz sportinguista e que no topo da sua carreira fez questão de jogar no F.C. Porto, voltando ao seu clube de "coração" já fora do prazo de validade e em busca apenas da reforma dourada que o amigo Costinha lhe decidiu oferecer, tal como já tinha feito ao eterno lesionado Pedro Mendes.



Sinceramente, o Sporting não precisa desta canalha, não precisa do Bettencourt, não precisa do piroso do Costinha e não precisa dos amigos velhos do Costinha no plantel. O nosso Sporting precisa de um novo presidente, que se afirme na responsabilidade de ganhar títulos e voltar a fazer do Sporting um grande clube nacional - se isto não acontecer, seremos brevemente um novo Belenenses e a culpa será única e exclusivamente dos sócios, que elegem os seus dirigentes com base no apelido de família.


http://estadosentido.blogs.sapo.pt/1339502.html

Hugo disse...

Alguém sabe qual foi a multa aplicada ao Maniche pela expulsão contra o Guimarães?

M.S. disse...

Concordo inteiramente consigo!!!!

Um esbanjar de dinheiro num clube sem recursos

Porting disse...

A SportingTV já era. A seguir será o pavilhão.

http://www.ojogo.pt/26-348/artigo901153.asp

Anónimo disse...

Alguém sabe, segundo os estatutos, como é que se varre esta direcção. Estamos à espera de quê ou de quem?

Anónimo disse...

Projecto Sporting TV ficou sem pernas para andar
FILIPE ALEXANDRE DIAS / RUI MIGUEL GOMES

A pretensão do presidente José Eduardo Bettencourt de criar um canal do clube, a Sporting TV, deverá ficar pelo processo de intenções, já que, apesar de o estudo de viabilidade económico-financeira solicitado a Pedro Afra, ex-responsável pelo Marketing, apontar para a viabilidade do mesmo, este, ao que tudo indica, segundo O JOGO apurou, não irá para a frente.

Em causa está a conjuntura económica que o clube atravessa, que levou o Conselho Directivo a recuar na intenção expressa publicamente pelo seu líder; claro que a PT TV, outra das partes interessadas no projecto, tem igualmente uma palavra a dizer. Sabe O JOGO que a viabilidade do mesmo foi a conclusão apresentada por Pedro Afra há mais de um mês à Direcção leonina, de acordo com determinados pressupostos, em particular aspectos relacionados com o conceito subjacente à televisão, a grelha e horário da mesma, a logística e equipamentos, bem como os custos inerentes ao investimento a nível técnico e de recursos humanos. Isto sem esquecer a previsão de receitas implícita à difusão em diferentes operadores e plataformas, potenciadas, por exemplo, pela MEO e pela ZON.

O orçamento anual da Sporting TV, segundo o referido estudo, rondaria os dois milhões de euros - pouco menos de metade do que custa a Benfica TV - e a difusão não seria exclusiva de um operador, com reflexos nas receitas publicitárias, sendo que a fusão de meios estava prevista. Por exemplo, os jornalistas do jornal "Sporting" seriam colaboradores da televisão.

AHHAHAHAHAHAHAHH!!!!!

Anónimo disse...

socrates está para a situação do país assim como jeb para o sporting!!! a situação do sporting é directamente proporcional á do país ou seja falidos mas com ideia de serem ricos.....falidos...falidos!!!!sugiro que fundamos um novo clube conjuntamente com o belenenses pois esses também despem as calças aos porcos...ficavamos em familia!!!!seria giro sei lá !!!

Hugo disse...

Não sei se já alguém publicou aqui isto. De qualquer forma aqui vai: http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=597870

Esta atitude é inqualificável.

Anónimo disse...

http://dn.sapo.pt/desporto/porto/interior.aspx?content_id=1735147

toma mais uma e embrulha...

Anónimo disse...

Ainda bem que vai havendo quem diga a verdade. Ou tomamos uma atitude ou o Sporting morre lentamente. Há um cancro que todos os dias come um pouco mais da sua alma e do seu corpo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...