terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A preocupação de João Rocha

"Tenho vivido com tristeza estes momentos do Sporting. Lamento o ponto a que se chegou."

João Rocha, presidente do Sporting entre 1974-1986, "Correio da Manhã", 14-12-2010

13 comentários:

Anónimo disse...

Pois, também nós todos, sr João Rocha. Soluções, aponta-as?

Macaco S.D disse...

Cuidado que este tipo de personagens a mim portista e tripeiro de gema já não me agrada nada que apareça no sporting. Queremos e exigimos o Bettencourt por muitos e longos anos que assim só temos que nos preocupar com os lampiões. Deixem-se de ideias e força Bettencourt e BES forever. Ah Ah Ah.

Aguia Imperial disse...

Para mim o sr Bettencourt que tantas tardes e noites de alegria me tem dado junto com o seu Costinha deveria ser eleito como presidente eterno, uma vez que está a fazer em pouco tempo aquilo que nós benfiquistas há anos ansiamos a falência e fecho de portas do Sporting. Bem hajas por isso Bettencourt.

Anónimo disse...

Respeitem o João Rocha e não misturem o seu nome com o do esterco Bettencourt.

Susana S.C.P.4ever disse...

Se o João Rocha já apoiou o cavalo branco penso que o suícidio será a única saída airosa!

James disse...

Faz jus ao adágio popular: Só os é burros que não mudam.

Anónimo disse...

Caros Leões:

O bettencourt não sai enquanto o SCP não estiver blindado, entenda-se algemado, aos bancos dos amigalhaços.
Acrescento ainda, o negócio dos terrenos anexos, do antigo José de Alvalade.
Quando o banco nos tiver na mão, e os terrenos encaminhados para um "bom", entenda-se, amigo, investidor imobiliário, aí sim, ele poderá abandonar o cargo, pois nada mais resta para fazer.
Até, vai lançando ex-jogadores como dirigentes, gastando alguns trocos em jogadores, para alimentar a esperança nos sócios e simpatizantes. Até conseguir o objectivo: terminar as negociatas.

Tenho pena, pois sei, que depois disso, por muito bom que seja o futuro presidente ou director desportivo, não haverá forma, entenda-se euros, para dar a volta à situação, e será apenas gestão corrente para não abrir falência, o que implica: abstinência de títulos.

V.

Luís Costa disse...

Pois é, acabaram-se as prendas como os golos fantasmas, os golos anulados à Olhanense e os penaltis fantasmas do Liedson. Agora é preciso jogar limpo e aí começam os problemas do Sporting. Como eu percebo a falta que o Salazar vos faz.Ainda bem que vos sacamos o Moutinho e o Varela só por isso FORÇA BETTENCOURT!

Anónimo disse...

O homem que mandou às malvas,um dos maiores trapaceiros do futebol português,que lhe exigiu dinheiro para comprar árbitros,depois do contrato assinado,só pode ser um Homem com H grande.
Aventesma essa que asilou debaixo das asas do bufas,a quem este ,ainda hoje promete vitórias "à porto".
Um dos últimos Grandes Lagartos.

Anónimo disse...

Uma vez que dizem sempre que não se apresentam soluções, eu vou dizer o que faria, se tivesse o cargo de director desportivo:
-1º , não renovava com o H.Postiga - É um mau exemplo para os jogadores e jovens do clube. Um jogador que corre apenas 45min, e que só se esforça quando quer, ou quando o contrato está a terminar, não pode ser exemplo.
-2º - Chamava o Paulo Sérgio ao gabinete e dizia-lhe: o Saleiro, ou entra aos 75min, ou então não entra mais, porque estar a por o miúdo sistematicamente aos 91’ 92’ ou 93’, é estar a brincar com uma carreira. É desmotivar um jogador. Como quer que depois quando precisa, que ele renda o máximo?
-3.º - Na mesma reunião comunicava: o plantel só joga com 3 médios. Escolha com quais quer jogar: Pedro Mendes, André Santos, Maniche, Valdés ou Matias, e depois eu estarei cá para cobrar os maus resultados.
-4.º - ou joga com 3 avançados, por exemplo, Saleiro(ou Postiga já que ele gosta tanto dele) Liedson e Vuck, ou joga com 2 extremos e 1 avançado, Vuck, Salomão e Liedson (ou Postiga, já que ele gosta tanto dele). Neste momento são os únicos esquemas tácticos em que os jogadores poderão produzir alguma coisa. Uma vez mais, cá estarei para cobrar as suas escolhas.
5.º - Não renovava com o maniche, o Valdés ou o Matias podem perfeitamente substituí-lo.
6.º - Com o $ que pouparia nos salários do Postiga e Maniche, encetava um programa com a faculdade de motricidade humana para estudo e desenvolvimento da capacidade física e resistência dos jogadores do Plantel principal e escalões jovens. Existem formas de optimizar picos de forma e minimizar o desgaste.
7.º - Ainda com o $ que pouparia nos salários destes jogadores, todos os anos abriria 2 vagas para estagiários do curso de Educação Física, para os melhores alunos. O estágio incluiria um contrato de 4 anos. 1.º Ano no SCP, 2º Tentaria que o Mourinho permitisse que os mesmos o acompanhassem (pagos pelo SCP), 3.º Tentaria arranjar um protocolo com o Barcelona, para que os mesmos acompanhassem o Gardiola, um grande treinador, caso não conseguisse, tentaria o Van Gaal, o Wenger, Hiddink, o Fergunson. Bons treinadores, de sucesso e de realidades diferentes. 4.º Teria de arranjar 2 clubes da 3ª divisão, para que assumissem o cargo de treinador principal. O que obtivesse melhores resultados poderia(ou não) assumir funções no SCP.
8.º Tentaria vender o Yannick, e trazer o Sougu da Académica, salário mais baixo e rendimento mais elevado e mais fiável.
9.º Pagava 500mil euros à Naval pelo empréstimo de um ano do jogador Alex, com opção de compra por 1,5milhões caso o jogador se revelasse uma mais-valia para o plantel.
10.º Gostava de ter antes o Tonel, do que o Polga.
11.º Targino e Edgar do Vitória também eram possibilidades.

V.

Hugo disse...

Caro V., as suas ideias não são más de todas (os jogadores são sempre discutíveis), mas quanto ao Paulo Sérgio discordo. Chamá-lo a uma reunião era somente para lhe indicar a porta da saída.

Anónimo disse...

Eu chamava-o ao gabinete pelo seguinte: Todos têm direito a uma segunda tentativa. E parece-me a mim que o Paulo Sérgio está com "receio" de colocar determinados jogadores no banco ou na bancada. Talvez não seja receio, mas é a falta de confiança ou determinação/coragem que tem origem no pobre currículo. Ou seja a "lata" que um treinador com títulos, que n tem que provar nada a ninguém, te e que o Paulo Sérgio não tem e não vai ter tão cedo.
Eu assim abria o jogo, e colocava-o à vontade para decidir: manter a estupidez ou assumir sem medos a sua função e escolher os melhores.
Se depois disso, continuasse a mudar esquemas tácticos todos os jogos para encaixar jogadores que foram bons mas hoje não são, e a desperdiçar jogadores, ainda por cima sem resultados (é que se os tivesse tinha que engolir), a segunda vez que o chamasse ao gabinete era para lhe indicar a porta de saída.

V.

Filipe disse...

Águia Imperial (lol),

a tua agremiação é a alegria da europa. Estas últimas noites europeias foram do mais divertido que se pode ver a nível de futebol. Até conseguem unir judeus, alemães e franceses, todos felizes graças a vós. Parece que agora todas as equipas da liga europa se atropelam para ter o golioso, perdão, glorioso, nos 16 avos. Lol!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...