quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

José Roquette surpreende tudo e todos

Ex-Presidente diz que o Sporting
estaria pior se não fosse o seu projecto



CLIQUE NA IMAGEM PARA VER A ENTREVISTA À SIC NOTÍCIAS.

12 comentários:

Anónimo disse...

quem pode garantir que não estava?

Anónimo disse...

... Se estava, porque é que o Senhor Sousa Cintra (o presidente da "pré-catástrofe") está sempre na Tribuna de Honra? Este senhor não tem vergonha - se o Sporting estava em pré-catastrofe quando ele pôs lá o seu pau-mandado Santana Lopes, está em total catástrofe agora.

Hugo disse...

Em 1995 estava em pré-catástrofe. Agora está em catástrofe. Tenho muito respeito pelo José Roquette, mas esta entrevista só prova que ele nunca devia ter vindo para o Sporting pois vê o clube como uma empresa e sem qualquer tipo de emoção. De tal modo é assim que ele fala de aspectos que ao comum dos adeptos não interessa nada (auditorias e estatutos) e pouco ou nada diz sobre títulos e vitórias. Uma das frases finais da entrevista diz tudo: "quando o Sporting perde não me é de todo indiferente". De todo...

aNNóNNimo disse...

o bisneto do visconde e os seus dele 'amigos' mafiosos que tomaram de assalto o clube da 'santa terrinha' dele - o Porto - só não conseguiram 'acabar' (quase o conseguiam...!) - como era pretensão de ambos os lados - com o Sport Lisboa e Benfica.

o fcp-fruta, corrupção e pancada prejudica(com F grande)com as suas artimanhas de forma muito directa o Glorioso e de modo indirecto o Sporting.

abram os olhos,nunca é tarde!

- p.s. -

Moutinho, ALICIADO, durante a época2008/2009 e com continuação dessa situação na seguinte.

Resultado...o que sabeis!!!

Kléber, mais um bom exemplo dessa cooperação e da bela 'amizade' às riscas

Anónimo disse...

Sim concordo que é uma incógnita...
Sabe-se lá!
Mas que não estamos bem, não estamos.

Anónimo disse...

Quando mandam calar este velho que tem escrito na testa "o meu avô fundou o Sporting eu comecei a enterrá-lo".
Ele que diga porque vendeu todas as acções que tinha na SAD.
Quem o conhece é o espanhol Mário Conde.Por essas razões ele não mete os pés em Espanha.

Anónimo disse...

viram como se ganha limpo e sem máfia ???

Fernando Vale disse...

Caro Leão da Estrela
Mas afinal em que consistia "O famoso projecto para o Sporting do sr. José Roquette"?
Acabar com a inconstância das gestões presidencialistas.
Trazer rigor e transparência às contas.
Adaptar o modelo empresarial ao futebol.
O que se conseguiu:
Ganhar campeonatos, o que já não acontecia... há 18 anos!
Construir um novo estádio.
Estar presente numa final europeia, o que já não acontecia... desde 1967!
Construir a Academia.
Rentabilizar a formação com a transferência de jogadores para grandes emblemas europeus.
Estar presente de forma mais regular na fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA.
Cometeram-se erros? Concerteza! E durante mandatos anteriores, não se lembram?

É inegável que o clube está diferente do que era. Os tempos também são outros e as exigências também. O futebol não é mais uma questão de presidentes endinheirados, é um negócio que movimenta milhões e que está sob a alçada dos mercados financeiros. E nisto o projeto Roquette foi pioneiro em Portugal, no que foi seguido por FC Porto e SL Benfica.

Entre os "grandes" de Portugal distinguem-se claramente três modelos de gestão:
O do SL Benfica, assente na marca "Benfica".
O do FC Porto, assente no êxito desportivo.
O do Sporting tendo por base a formação.
O mais válido? Qualquer um deles pode funcionar... com VITÓRIAS!

O futuro do Sporting? O que todos nós quisermos: adeptos, sócios, acionistas, credores, etc.
Cada qual tem o seu papel, desde que construtivo. SÓ NÃO HÁ LUGAR PARA A MALEDICÊNCIA!

Saudações Leoninas do Interior
Fernando Vale
Vila Real

King Lion disse...

Acho que o projecto Roquette tirou o Sporting da pré catástrofe para o meter no abismo.

Estou como quase todos os sportinguistas profundamente desiludido com um projecto que hipotecou futuro do Sporting para várias dezenas de anos.

Deixamo-nos cá de retóricas e se metesse mas é uns milhões que não lhe fazem falta na conta do clube era o que nós agradecíamos.

Mas isso já é pedir muito...!E agora o que fazer ?.Pois é isso é que é um grande problema.

Luis Magalhães Pereira disse...

Caro Fernando Vale,

"Entre os "grandes" de Portugal distinguem-se claramente três modelos de gestão:

O do SL Benfica, assente na marca "Benfica".
O do FC Porto, assente no êxito desportivo.
O do Sporting tendo por base a formação.

O mais válido? Qualquer um deles pode funcionar... com VITÓRIAS!"


Nunca tinha lido uma coisa tão ... como dizer? Inenarrável!!!!!

Então espere aí: se o modelo de gestão do Porto é assente no êxito desportivo... então... êxito desportivo na sua cabeça é uma coisa boa, positiva, enriquecedora, estimulante??? Se sim, assim de repente parece-me que o melhor modelo de gestão ( expressões que os jornais popularizam mas as pessoas não sabem bem o que significa) é o do Porto! Porquê? Porque passou de destacado 3º clube de Portugal em palmarés, para 2º e está quase em 1º no total de títulos! E nós estamos quase a deixar de ser um clube grande, justamente por causa do modelo de gestão Roquettista assente na formação - mas atenção formação exclusivamente para vender aos tubarões europeus(e agora também aos nossos rivais ?????!!!???). Foi assim que Roquette disse que iria ser na célebre A.G. de 1996, que testemunhei.

400 M euros de passivo diz-lhe alguma coisa????

Fernando Vale, se acha que isto é que é o Sporting e o futuro será pelo andar da carruagem muito pior ( imagina-se pior do que isto?) então desculpe-me mas você é acéfalo!

p.s. Quanto ao post o meu médico proibiu-me de falar, pensar e ouvir a palavra Roquette! Lê-la também não me faz bem...

Anónimo disse...

Nem um Esporãozito, ao menos? ah.ah.

Anónimo disse...

"Entre os "grandes" de Portugal distinguem-se claramente três modelos de gestão:
O do SL Benfica, assente na marca "Benfica".
O do FC Porto, assente no êxito desportivo.
O do Sporting tendo por base a formação"

Penso que esta visão tem algum fundamento e explica muita coisa.

Enquanto que o SCP e o SLB necessitam de vitórias mas têm um projecto que vai para além disso, já no FCP as vitórias confundem-se que o projecto. Se não existirem vitórias, o projecto do FCP afunda-se, e como ninguém pode garantir que ganha para sempre...

A instituição FCP pode conviver com um ano sem ganhar o título, mas será que pode conviver com 2 anos sem ganhar o título????

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...