sexta-feira, 18 de março de 2011

O "factor russo" nas eleições leoninas

Como adepto do Varzim Sport Club, estou à vontade para falar do famoso “factor russo” na eleição do presidente do Sporting Clube de Portugal, pois não estou preocupado em saber qual dos candidatos irá vencer.
Decidi colocar aqui uma postagem sobre o tema, pois acompanhei intensamente a passagem de um dos candidatos, no caso Bruno Carvalho, por Moscovo, onde veio apresentar o grupo de investidores russos.
Além disso, recebi alguns mails de sócios do Sporting a tentarem saber mais pormenores. Eram muitos aqueles que esperavam que se tratava de um forte “bluff” na luta pela presidência do Sporting.
Mesmo depois de eu ter enviado vários serviços para a Lusa, para a SIC e para a RDP após a apresentação do fundo russo por Bruno Carvalho, um camarada jornalista de um órgão de informação português telefonou-me para confirmar se realmente eu tinha visto em pessoa Leonid Tiagatchov, Alexandre Nazarov e Iúri Passetchnik. Respondi que “não só vi, mas cumprimentei e conversei com eles”. Sublinhei que “eles realmente existem”.
Tendo em conta o curriculum vitae dos potenciais investidores no Sporting caso Bruno Carvalho, não duvido da capacidade deles conseguirem arranjar 50 milhões de euros.
Numa conversa com um homem que trabalhou durante muitos anos com Tiagatchov no Comité Olímpico da Rússia, ele disse-me: “Tiagatchov pode não ter no bolso 50 milhões para investir no Sporting, mas tem tantas ligações a nível de ministros, oligarcas e políticos, que não terá dificuldade em arranjar essa quantia”.
“Num país onde há mais de 100 bilionários, 50 milhões de euros são trocos”, acrescentou. E não posso deixar de concordar com ele. Quero recordar que a transferência do médio português Danny do Dínamo de Moscovo para o Zenith de São Petersburgo custou “apenas” 30 milhões de euros.
Sinceramente falando, pareceu-me que o fundo russo não avança com mais dinheiro, pois espera para ver como irão correr as coisas.
Claro que os mais curiosos gostariam de saber se a proveninência é limpa ou não e não querem que eu repita o ditado latino: “o dinheiro não cheira!”, mas apenas posso dizer que isso é tarefa que deve ser resolvida pelas autoridades portuguesas competentes.
A nós, jornalistas, cabe a tarefa de informar o mais pormenorizadamente possível os leitores sobre as pessoas ou empresas envolvidas em operações deste tipo, o que eu tentei fazer, o resto caberá aos órgãos sociais do Sporting que deverão controlar as contas, bem como à polícia, se for caso disso.
Os investidores russos sublinharam várias vezes que os contactos foram estabelecidos e acompanhados pela Embaixada da Rússia em Lisboa, acrescentando que decidiram avançar depois de receberem informações dos diplomatas russos sobre Bruno Carvalho. Segundo eles, os contactos entre Bruno Carvalho e os russos já tem mais de dez anos.
Resumindo, independentemente do candidato que vença, desejo votos de muitos êxitos ao clube, espero que esteja representado nas competições europeias e venha jogar muitas vezes à Rússia.

José Milhazes, jornalista português radicado em Moscovo,
Da Rússia, 15-03-2011
, blogue do convidado do jornal "Público"

1 comentário:

Ricardo disse...

no inicio duvidava do candidato Bruno de Carvalho, agora acho que é o candidato mais credivel e que tem dado um passo de cada vez e por etapas! dinheiro ,estrutura, treinador, etc.. ate prova contraria é este o meu eleito !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...