quinta-feira, 3 de março de 2011

Um Sporting amoral

Não tenho por hábito ler ou dar atenção a entrevistas de banqueiros; é como com os arrumadores de carros, dou a moedinha e andor. Mas, como sportinguista, resolvi ler com muita atenção a entrevista que o dr. Ricardo Salgado, o dono do Sporting, deu ao "Expresso". Sim, eu dou mais importância ao Sporting do que ao País dos 6 milhões. O dr. Salgado, como presidente do BES, afirmou: "Na situação actual é muito complicado ir para eleições."
Sendo a situação do país igual à do Sporting, a conclusão é que, para o dr. Salgado, dono do Sporting, também é complicado haver eleições no clube. É que, para se ser candidato a presidente do Sporting, é preciso ter o ok da banca. Imagine-se o tempo que o dr. Salgado já deve ter perdido a reunir-se com candidatos. Uma maçada. No caso de Godinho Lopes, não é bem reunir, é dar-lhe instruções. E, como já é a banca que manda no país, desconfio que, à semelhança do Sporting, Passos Coelho só ainda não derrubou o governo para se candidatar a primeiro-ministro porque ainda não teve o ok dos bancos.
Mas o melhor foi quando o dr. Salgado, como justificação para a antecipação de lucros para fugir aos impostos, disse: "O sistema capitalista é amoral, tem de produzir resultados." Eis a solução para salvar o Sporting! Transformar o clube numa empresa capitalista amoral que para pôr o Sporting a produzir resultados se deixe dessa moral pequeno-burguesa de pagar dívidas. Sendo o dr. Salgado líder de uma organização amoral, não acredito que vá recorrer à moralidade de chamar a polícia e tribunais. Eu quero um Sporting amoral.

José de Pina, argumentista e humorista,
jornal i, 02-03-2011

4 comentários:

Anónimo disse...

Estes banqueiros são uma cambada de aldrabões.Então a gestão foi má e foi contratar Bettencourt para o seu banco para gerir os fundos dos jogadores?
A quem Ricardo Salgado quer enganar?
Uma bela corda ao pescoço era pouco.

Hugo disse...

Pois, só que ser-se chico-esperto não é ilegal, mas ser-se caloteiro é. Fraca piada. Mais a sério, se eu fosse credor do Sporting, estava mais preocupado em apoiar o candidato que me desse mais garantias de pôr o Sporting a ganhar, porque em futebol vitórias = dinheiro e de certeza que não é preciso explicar ao presidente do BES que mais dinheiro = mais pagamento das dívidas. E quase de certeza que com o Godinho Lopes, só vamos ter mais do mesmo. A não ser que haja um objectivo escondido por trás disto tudo.

Anónimo disse...

Boa extrapolação ó Leão.
Não há moral no capitalismo: grande descoberta. Mas para um católico dos se7e costados é obra clarificar!

Hammill disse...

Mas este Sporting SADico ( BES ou BCP) já há muito que atirou a moral, a ética e os princípios e valores às urtigas...

Os banqueiros e advogados são dos seres mais rasteiros deste planeta! E parece que se concentram todos no Sorting!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...