domingo, 22 de maio de 2011

A demissão de Luís Duque


A demissão do administrador da SAD do Sporting Luís Duque, menos de dois meses após ter entrado em funções, abre uma brecha surpreendente e, provavelmente, irreparável na equipa directiva de Luís Godinho Lopes.
É preciso lembrar que a larga maioria dos sócios que votaram em Godinho Lopes, não votaram no candidato a presidente, mas sim "na dupla Luís Duque-Carlos Freitas", que, por indicação da assessoria de comunicação, Godinho mencionava em todas as entrevistas ou declarações públicas. Porque Godinho Lopes não é propriamente um especialista em futebol. E a dupla Luís Duque-Carlos Freitas, não obstante os erros que também cometeu, perdurava com boa nota no imaginário de muitos adeptos pelo facto de estar ligada aos dois últimos títulos nacionais do Sporting, obtidos em 2000 e 2002.
Porém, há um ditado segundo o qual a mesma água não passa duas vezes por baixo da mesma ponte. O que acaba de se confirmar, com a demissão de Luís Duque. Duque que era a peça-chave de Godinho para o futebol e estivera na idealização de um conjunto de jogadores prometidos aos associados durante a campanha eleitoral que, afinal, nunca mais assinam o contrato. E ainda não sabemos ao certo quem será o próximo treinador. Entretanto, Duque, que sempre disse que um cheque e uma vassoura resolviam os problemas do futebol do Sporting, o que caiu muito mal no grupo de trabalho, também não queria José Couceiro na cúpula do futebol...
Enfim, a instabilidade teima em continuar por Alvalade. É um momento muito preocupante na vida do Sporting Clube de Portugal.

5 comentários:

TVR disse...

O Sporting tem de continuar a ser um clube grande! Não quero voltar a ver o que aconteceu nas últimas duas épocas... Fique quem ficar, saia quem sair e venha quem vier (Dirigentes e jogadores) devemos apoiar e dar condições à actual direcção para fazer o seu trabalho.

Fev disse...

O Presidente Godinho Lopes tem dado provas de que quer mudar o rumo do Sporting. As últimas épocas foram desastrosas e não demonstram a grandeza do NOSSO Clube. Para já não há qualquer confirmação de que Luis Duque vá sair. por isso, acima de tudo não podemos deixar que destabilizem o Sporting, e muito menos ajudar para que isso aconteça. Temos que saber defender o Sporting e bem! Temos que confiar na nova Direcção e apoiar as suas decisões seja ao nível da estrutura, do treinador ou dos jogadores. Se mantivermos a mesma postura de reclamar seja qual for o motivo, corremos o risco de sermos os primeiros a destabilizar o Sporting.

Nuno Trindade disse...

Parece-me disparatado este post uma vez que o Luís Duque não saiu (e penso que não irá sair). Se, em vez de estarmos a procurar criticar só por criticar, procurassemos discutir o que realmente falta para que o Sporting volte a ser competitivo, talvez estivessemos a ajudar mais o Clube.
Infelizmente, qualquer boato serve para tentar deitar abaixo para depois virem dizer que, "com o Bruno de Carvalho é que era!".
Um pouco de contenção e menos precipitação seriam mais avisados.

PFA disse...

Não vai sair.
Está confirmado que está de alma e coração.
É bom para o Sporting.
É pena para os criticos.
A vida é assim.
Ganham uns, perdem outros.
Mais uma roda, mais uma ficha...

Marina disse...

Bom dia,

tendo lido atentamente, o seu texto sobre as possíveis razões para que Luís Duque tivesse batido com a porta. Gostaria de saber agora quais as razões para o tal volte-face? Pedro Mil-Homens e a acessora para a comunicação vão sair?

O que se vai passar?

O grande problema, independentemente de ter que existir a tal "transparência" para os sócios é a quantidade de informação muitas vezes escrita por estes baseados em factos "reais".

O que de todo enche a alma a muitos adeptos de outras cores clubisticas.

Vamos então esperar pela resposta.

Bem haja.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...