sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Alma sportinguista



O jogo de ontem foi uma verdadeira tragédia grega. Interrompeu-se a dinâmica das dez vitórias consecutivas e, pior, perdeu-se por doze semanas aquele que é o jogador de referência para muitos sportinguistas.


Felizmente, o pensamento evoluiu a partir das tragédias gregas, em que o homem era impotente perante o seu destino, e desenvolveu a filosofia socrático-platónica. Entre outros conceitos importantes, a necessidade de se conhecer a si mesmo para conhecer o mundo. No caso do Sporting, há que acreditar que Domingos e a sua equipa se conhecem, sabem das suas forças e das suas fraquezas. A partir do auto-conhecimento, não há que ter medo de nada.


O Sporting hoje tem alma e isso é o que interessa.


Até lá, Força Fito!

3 comentários:

KYLE disse...

tenham dó mas ja nao acredito no titulo :(, por muito q me digam, por muito q o meu velho tente animar me, sem aquele jogador q fazia tao bem a ponte da defesa para o meio campo,..estou triste, estou desolado, arrasou comigo!

Álamo disse...

Para o Kyle, dizer-lhe que o seu contributo para a implementação da lei de Murphy, é um mau serviço que presta ao Sporting. Pensamento positivo dá sempre jeito.

Para a Alda, o meu aplauso para o seu artigo. Não há que ter medo de nada e o Sporting hoje tem alma, são conceitos que me obrigam a render-lhe a minha homenagem.
E de braço dado consigo, com a imagem que publica e com o grito de estímulo e apoio a Fito.
SL

vitor disse...

Depois de tamanha erudição filosófica, um toque de sabedoria popular para o blogue Leão da Estrela: - uma no cravo, outra na ferradura!?

É mais ou menos isto que o Sobral tem vindo a escrever no jornal "Negócios".

SL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...