terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Direitos Económicos vs Direitos Desportivos


TSF:

"Djaló aceita responsabilização pessoal por verbas a pagar ao Sporting

Na base desta situação estará o facto de o Sporting reivindicar 25 por cento dos direitos desportivos do jogador, revela a imprensa desta terça-feira.

Yannick Djaló aceitou uma responsabilização pessoal por quaisquer verbas que tenham de ser pagas ao Sporting, por pressão dos encarnados, que anunciaram a contratação do jogador por quatro temporadas e meia.

Segundo a imprensa desta terça-feira, o Sporting reivindica 25 por cento dos direitos desportivos do jogador, o que terá levado o Benfica a obrigar que Djaló aceitasse que esta responsabilização constasse do contrato assinado com os encarnados."

Lamento imenso, mas o que o Sporting disse foi:

"A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, vem por este meio esclarecer que alienou os direitos desportivos e PARTE dos direitos económicos do jogador Yannick Djaló, no passado mês de Agosto de 2011."

Alguma vez dois clubes podiam simultaneamente deter Direitos Desportivos sobre o mesmo jogador!?!? O comunicado de ontem do Sporting não podia ser mais esclarecedor do que foi. O Sporting tem parte dos DIREITOS ECONÓMICOS do jogador pois apenas alienou 75% ao Nice, mas os DIREITOS DESPORTIVOS obviamente alienou 100% ao Nice, o jogador rescindiu com o Nice e portanto os Direitos Desportivos pertenciam-lhe 100% (tal como 75% dos Direitos Económicos) e agora pertencem ao Benfica.

7 comentários:

Mike Portugal disse...

Certíssimo, mas a minha questão é: onde está o dinheiro que o Nice deveria ter pago?

João José Aquilino Pires disse...

Quanto à distinção entre direitos desportivos e direitos económicos, tem toda a razão no que diz.
Quanto ao Sporting vir a receber 25% de uma futura transferência, julgo que há 2 comentários a fazer:
1) não é assim tão líquido que o Sporting tenha a receber 25% de uma eventual futura transferência do Benfica para outro clube (esse contrato foi entre Sporting e Nice,clube com o qual Djaló rescindiu);
2) antes sequer que Djaló se venha eventualmente a transferir para outro clube ainda tem alguns títulos a ganhar pelo Benfica, pelo que me parece que a direcção da SAD do Sporting está demasiado nervosa com esta questão... especialmente depois de ter alienado 15% do passe de três dos seus melhores activos por valores irrisórios a semana passada...

Saudações desportivas!

Jorge Patriarca disse...

Isso não está nem nunca este em causa. O que ele fez, é perfeitamente legítimo face ao processo que ocorreu. A questão é que existiram dois contractos. Um entre o Sporting e o Nice para a venda de 75% dos direitos económicos por 4 milhões de euros e a tranferência dos direitos desportivos. E o direito desportivo está directamente relacionado com os direitos económicos. Ora, se o Nice assina contracto e passado 3 meses rescindo com o jogador, desaparecerem os direitos económicos do Nice. Agora o contracto anterior entre o Sporting e o Nice é para cumprir e para pagar.
O problema aqui são os 25% que o Sporting é detentor. Quem os paga por ele ir para o Benfica? Numa transacção normal, entre o Nice e o Benfica, seria o segundo a pagar ao Sporting. Neste momento, com a assinatura do contracto, Sporting é detentor de 25% e o Benfica dos restantes 75%? Se sim, numa futura venda, esses 25% reverem ao Sporting.
E outra questão? E os direitos de formação?

Bubbles disse...

Djaló/Sporting/Benfica

"por pressão dos encarnados"
"terá levado o Benfica a obrigar que Djaló aceitasse"

O Benfica não fez "pressão", nem "obrigou" o jogador a assinar nada, fez uma oferta, colocou as condições e o jogador era LIVRE de aceitar ou recusar!

Quanto aos direitos do Sporting, penso que seja claro, como se dizia antigamente o SCP detêm 25% do passe, portanto, quando e se o SLB vender 25% do valor da venda tem de ser pago ao SCP, pelo Djaló :)!

Pedro Almeida disse...

Mas esses 25% não serão numa eventual futura transferência?
É que nesta operação agora não chegou a haver transferência, ele era free-agent.
Como se avaliaria o seu valor actual?
O Yannick teria que pagar 25% do quê???

Filipe disse...

Os 25% do Sporting seriam numa venda do Nice. Ora o Nice rescindiu contrato com o jogador. 25% de zero é zero.

Pato Afonso disse...

Meus Caros,

Vamos lá ver se entendem. O chamado acordo Bosman já tem quase 20 anos, mas parece que ainda existe muita confusão em várias cabeças. O jogador rescindiu contrato com o Nice. O TAS deu-lhe razão e considerou-o um jogador livre. Consequentemente, se o jogador não tem qualquer contrato e respectiva entidade patronal, extinguiram-se todos e quaisquer direitos. Tudo o resto seria contrário à livre circulação de trabalhadores no espaço da UE, tal como estabelece a propria UE. Seria como voltar ao tempo anterior ao Acordão Bosman em que um clube tinha o direito a ser ressarcido numa transferência, mesmo depois de terminado qualquer vínculo laboral - como é o caso.

É absurdo falar-se em direitos económicos sobre alguém com quem não se tem vínculo de espécie alguma. E quanto ao mecanismo de solidariedade da FIFA (vulgo formação), já não se aplica nesta caso, porque o jogador já tem 25 anos.

O SCP tem é que procurar ser devidamente indemnizado pelo Nice.

Cumprimentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...