sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O "Público" bateu no fundo do balneário...


Condeno manifestações extremistas ou nazis, mas nas imagens que hoje fazem manchete do "Público", só digo que podia haver outras de adeptos do Sporting com devoção a apoiar o seu clube. Podiam ir buscar belas imagens ao livro da Juve Leo, por exemplo.
De resto, considero questão de lana caprina, até porque como todos sabemos os jogadores já estão a pensar na relva e nem reparam nas imagens que lá estão.
O Sporting é um clube de gente apaixonada, mas pacífica, cansada de ser roubada ano após ano. Vemos tudo o que é porcaria no futebol nos clubes rivais, tivemos um adepto assassinado, tivemos as mais violentas cargas policiais sem razão e vemos como a corrupção no futebol é marca característica de outros. Mas o Público faz manchete com isto.
Podia ser o meu lado de "spin doctor" a funcionar, mas neste caso não é. O que considero lamentável é como o único jornal diário de referência em Portugal, o Público, faz esta manchete que nada tem a ver com a sua matriz nem com o seu tipo de jornalismo.
O "Público" tem vindo a perder terreno e a perder leitores, histórias e influência. A manchete de hoje que é ridícula, é um serviço a alguém, no dia antes de um explosivo Sporting-Porto. O "Público" e a maior parte dos grande jornalistas que ali trabalharam não devem ter muito orgulho nesta manchete. Foi um erro, mas que prejudica a imagem de uma grande instituição como é o Sporting Clube de Portugal.


P. S.: Hoje esta manchete do "Público" e a notícia do Yannick Djaló no Porto, no "Correio da Manhã". E como os profissionais de comunicação semeiam a confusão, enquanto os amadores nada tiveram para contrariar o FC Porto no terreno comunicacional...

Rui Calafate

2 comentários:

kennedy50pt disse...

.

kennedy50pt disse...

Meu caro Rui Calafate,
O Sporting não é só um clube de gente apaixonada mas pacífica. Também é clube de gente arruaceira, malcriada, neonazi e associada a outros crimes mais ou menos agraves, que actuam debaixo de 2 claques JuveLeo e DXXI e que no estádio rebentam petardos, insultam os adversários, insultam os próprios jogadores "vcs são uma vergonha", invadem o terreno de jogo, incendeiam bancadas e fora dele fazem esperas a autocarros...
E o problema é que a Direcção e os sócios pacíficos, acarinham e promovem essa gente, por medo ou outras razões, como se pode ver neste episódio das fotos. É isso que está em causa, eu e muitos sócios não nos revemos nessa gente, somos do tempo de ir ao estádio pelo clube e pelo jogo, as vezes sentados ao lado de adepros do benfica e do porto, sem problemas nenhum, sem jaulas, caixas de segurança, e outras instalações para animais selvagens.
Cumprimentos sportinguistas,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...