terça-feira, 6 de março de 2012

Falemos da arbitragem em Setúbal


Tenho pena que num fim-de-semana de clássico, o jogo do SCP seja ofuscado nos programas televisivos. Não só por ser o meu clube, claro está, mas porque uma vez mais a arbitragem foi muito, mas muito fraca.
Antes de mais e para que fique claro, devo dizer que o único penálti que não existiu foi o que foi assinalado. Não tenho problemas nenhuns em afirmá-lo.
Vamos aos factos. O jogador Peter Suswan, antes dos 30 minutos de jogo tem uma entrada brutal (bem mais dura que a do Bruno Alves ao Rodrigo), que só não envia o Capel de novo para a enfermaria porque o mesmo, como é pequeno e leve, voou (literalmente). Este lance nem falta foi, porque a Gralha sabia que se a assinalasse teria de expulsar o jogador do Setúbal.
Aos 33 minutos, nova falta de Peter Suswan sobre Capel. É assinalada, mas não há amostragem de cartão. Por mim tudo bem, não fossem os lances que vou assinalar mais à frente.
O penálti sobre o Capel aos 39minutos, admito que não seja marcado, no entanto o jogador do Setúbal faz efectivamente falta. Empurra com um braço e corta a trajectória do Capel. E não me venham com a desculpa da intensidade, porque à velocidade que o Capel vai, só quem nunca jogou futebol é que pode achar que um toque, por mais leve que seja, não perturba a dinâmica de um corpo, para além de o Peter ser um autêntico armário. O árbitro não quis marcar, porque se o fizesse teria de uma vez mais expulsar o jogador Peter Suswan.
58? ? Bruno Gallo está uns 3metros (sem exagero) fora-de-jogo, fica com a bola, e atira-se, e sublinho atira-se, contra o jogador Ribas do Sporting. É marcada falta e cartão amarelo ao jogador do SCP. Chamo a atenção que obstrução implica um jogador mudar a sua trajectória de forma a impedir a progressão do adversário. Em nenhum segundo deste lance o Ribas altera a sua trajectória. Esta suposta falta, punida com cartão, comparada com as do Peter Suswan é de mau gosto.
66? ? Cartão amarelo  a Elias. Mais outra falta inventada, punida com cartão. Os jogadores vãos os dois à bola, o Elias chega primeiro, com o pé em raquete, a 5cm do chão, não estou a exagerar. Tira a bola primeiro que o jogador do VFC que entra de bico e toca no pé (de forma lateral) do Elias. Esta suposta falta, púnica com cartão, comparada com as do Peter Suswan é de mau gosto.
69? ? Matías Fernandez é atropelado por Bruno Amaro na grande área. É um penálti tão evidente que nem merece que escreva muito sobre ele.
84? ? Rubio lança-se para o chão sem falta, no entanto é assinalado penálti. Convém no entanto esclarecer porque é assinalado o penálti. É que um minuto antes, é assinalada uma suposta falta de Carrillo sobre um jogador do VFC (carga de ombro) mesmo em frente ao banco do SCP, que protestou veemente a decisão. Vendo-se nas imagens o árbitro a mandar calar os dirigentes do SCP a pedir calma e a afirmar que era falta. Ou seja logo a seguir não teve coragem de não assinalar o penálti, que se virem nas repetições, no ângulo de visão do árbitro, parece de facto falta.
90? ? Falta violenta de Bruno Severino sobre Capel. Era um contra-ataque perigoso, que eu admito que o jogador do VFC quisesse travar, mas existem outras formas de o fazer, como por exemplo puxar a camisola. Uma entrada daquelas, pode colocar em causa a integridade física do jogador. Levou apenas amarelo. Ridículo no mínimo e mais ainda se a compararmos com as outras faltas punidas com cartão amarelo.
90?+3 ? Falta de Bruno Amaro, mais uma, desta vez bem punida com cartão amarelo. Não vejo é diferença desta falta com as do Peter Suswan.

Não pondo em causa a entrega dos jogadores do VFC, a verdade é que foram permitidas entradas duras durante o jogo todo, e os jogadores do SCP viram amarelo em lances que nem faltas são. O VFC terminou o jogo com 4x mais faltas que o SCP e no entanto só teve 6 amarelos e o SCP teve 4. O 4º árbitro passou o jogo todo a vigiar o banco do SCP à espera de um pretexto para expulsar alguém.Assim é óbvio que fica mais fácil para a equipa que defende e mais difícil para a equipa que tem de atacar. Protege os matraquilhos e prejudica o futebol tecnicista.
Cada vez menos acredito nesta nossa liga de futebol profissional e nos resultados dos clubes. Com esta arbitragem cortaram mais uma vez qualquer sonho de recuperação do SCP, ou qualquer intenção de atingir o 3º lugar, que está assim assegurado para os dois clubes do Norte, FCP e FCPB (de Braga), que assim terão a possibilidade de receberem os milhões da Liga dos Campeões, tão necessários para manter a política de contratações e salários, que ajudam a obter bons resultados nos dois clubes (e assim o FCP pode ver os salários dos jogadores empretados partilhados pelo Braga ao mesmo tempo que enfraquece os mais directos rivais).
Enquanto assistir a este tipo de arbitragens, não vale a pena os nossos dirigentes gastarem dinheiro a rodos a contratarem bons jogadores ou tecnicistas, porque nunca vão ganhar nada. Mais vale jogar duro e com matraquilhos baratos do que se endividarem, sabendo que o resultado vai ser o mesmo.
E o que mais me irrita é não ver os nossos comentadores desportivos a chamarem a atenção para estes factos.


Samuel Mota (enviado por e-mail)

4 comentários:

El_meclas disse...

Para mim a "não expulsão" do Severino foi a gota de água. Muito má mesmo.

vitor (Assessor Principal) disse...

Caros Sportinguistas, encarregou-me Sª Exª Sr. Eng.º Presidente Godinho Lopes de vir pelo presente informar a nação sportinguista do seguinte:

O núcleo duro do Projecto Roquettte decidiu reunir-se e após uma longa introspecção chegou-se á conclusão que a decadência da tão expedita solução formulada há 16 anos atrás, filia-se numa causa essencial: A má colocação do vibrador anal! Aliás é esta a causa de todas as falhas, desde o avolumar do passivo, as falhadas contratações do Carlos Freitas, o sumiço do dinheiro das vendas de alguns jogadores, o mentecaptismo de JEB, a marimbancia de FSF, os 7-1 do Bayern München, a atrasadice mental do preparador físico escolhido pelo Domingos, a estupidez sub-humana do frangueiro Ricardo que em vez de socar uma bola tentou agarra-la e assim perdemos um campeonato, a mão do Ronny, até o risco ao meio do aparvalhado Paulo Bento, tudo isto se deve á má colocação do vibrador anal!

É do meu entender que os sócios e simpatizantes já há muito mereciam esta explicação simples, completa e definitiva.

Sem outro assunto,

L. G. Lopes

antikosovar disse...

Visita o meu blog. O problema é mesmo esse.

Fernando Vale disse...

Caro Samuel Mota, tudo o que escreveu está correto, mas há uma questão que não pode ser branqueada: é que a nossa equipa tem de jogar à bola, tem de querer ganhar! E esta época já jogou à bola como deve ser, já nos entusiasmou verdadeiramente, já nos fez sonhar! O que, verdadeiramente, se passará nada tem a ver com arbitragens... seguramente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...