terça-feira, 15 de outubro de 2013

O novo rumo do Sporting


Foi há um ano. O dia 15 de Outubro de 2012 transformou-se numa data histórica na vida centenária do Sporting Clube de Portugal, pois ficou a marcar o início de uma caminhada dos associados André Patrão e Miguel Paím que provocaria a queda da direção do clube – apenas e só com a força de sócios e adeptos anónimos e com todos os obstáculos colocados pelo sistema de dentro e fora do Sporting Clube de Portugal. Um caso pouco comum.
Godinho Lopes só não foi destituído porque se demitiu. Com a realização de eleições no primeiro semestre de 2013, que deram a vitória ao presidente Bruno de Carvalho, terminou o regime roquettista no Sporting Clube de Portugal, dependente da banca e dos adversários diretos. Com liderança, amor e profissionalismo, o clube renasceu das cinzas.
Agora, o Sporting Clube de Portugal recupera dos estragos de muitos anos, em particular financeiros e patrimoniais – aguardando-se com expectativa os resultados da anunciada auditoria.
Os primeiros resultados da mudança são extremamente positivos. Voltámos a ter um rumo, voltámos a ter orgulho nos nossos dirigentes e atletas e o Sporting Clube de Portugal voltou a ser um clube temível e respeitado. Mas o trabalho de recuperação ainda está a começar. Para já, é tempo de agradecer. Muito obrigado ao movimento Dar Rumo ao Sporting!...

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...