sábado, 25 de agosto de 2007

O cansaço do "Dragão"...

Salvo raras excepções, no futebol português joga-se devagar e devagarinho. Basta acompanhar os jogos da Liga Inglesa - e não é preciso ver os jogos dos candidatos ao título, basta aqueles entre os que lutam pela Europa e os que lutam por não descer de divisão - e comparar o ritmo de jogo com qualquer jogo que se realize em Portugal. Em Inglaterra podem não adornar tão bem a bola, mas a verdade é que as equipas correm mais e os jogos têm mais tempo útil.
Nesta matéria, também é tempo de repartir responsabilidades. A culpa não é apenas dos treinadores que trabalham em Portugal, nem da cultura que vigora nos clubes. É tempo também de responsabilizar a comunicação social. No "Diário de Notícias" de hoje, num trabalho jornalístico de antevisão do FC Porto-Sporting, o destaque vai para o cansaço dos jogadores. E o campeonato só agora está a começar...
O título do grande trabalho de duas páginas remete logo o leitor para a "A importância dos minutos". Importância dos minutos? Sim, o problema de Paulo Bento e Jesualdo Ferreira, diz o DN, estará nos "minutos a mais" dos jogadores que a meio da semana representaram as respectivas selecções nacionais. Mas a cereja em cima do bolo está num pequeno destaque a informar-nos: "Dragão mais cansado". Mas porquê? É simples: como o Sporting abriu o campeonato jogando sexta-feira e o FC Porto jogou no sábado, já lá vão oito dias, então, conclui o DN, no clássico deste domingo, a equipa portista estará mais cansada. Isto é capaz de ter uma explicação: é de admitir que os jornalistas do DN andem a ler muitos livros e nunca tenham jogado à bola.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...