sábado, 11 de agosto de 2007

RECORTES LEONINOS

O SILÊNCIO DO SPORTING
"Já todos teremos deparado com aquele oportuno anúncio de TV em que o personagem, num elegante ambiente de festa, bebe um gole de refrigerante e clama, com eficaz despropósito: “Estou inocente!”
Este ‘spot’, em poucos segundos, faz a síntese mordaz da típica reacção de políticos, empresários ou dirigentes desportivos quando são visados pela justiça. Todos os que contam com um mínimo de poder e máquinas de propaganda juntam os apaniguados e, a dado momento da homenagem, lá sai, com o direito que lhes assiste, a razão de ser da coisa – “Estou inocente!”.
Hoje joga-se a final da Supertaça. O Sporting, único grande clube que não precisa de vestir smoking para sacudir culpas ou pecadilhos no ‘Apito Dourado’, guarda há muito um estranho silêncio. Mesmo sobre a inaceitável lentidão da justiça desportiva. É uma demissão inexplicável no plano ético. E um erro histórico. "
Autor: Octávio Ribeiro, "Correio da Manhã" 11-08-2007

A HISTÓRIA DAS CHAMADAS
"Os jogadores estão ansiosos no balneário. O estádio está cheio, mas falta um adepto para que o jogo possa começar. É então que o ausente recebe um telefonema. "Estou, fala o Paulo Bento... A época vai começar e ainda não estás connosco? Anda rápido que fazes falta, e traz a camisola!" No passado dia 8, o Sporting lançou uma campanha inovadora: através de um vídeo interactivo, colocado no site do clube, cada visitante pode ser convocado pelo treinador para assistir aos jogos da próxima época, bastando para isso escrever o nome e número de telefone. Em dois dias, já foram feitas 190 mil chamadas.
A base da campanha é um modelo interactivo, criado pela empresa multinacional eStara, que sincroniza um vídeo personalizado com uma chamada telefónica gratuita."Há dois elementos muito fortes no anúncio. Primeiro, a personalização. Vê-se o nome no vídeo e isso aproxima os clientes, é muito eficaz. E depois o facto de se ver a pessoa de quem se gosta a ligar, o que é uma imagem muito forte", disse ao PUBLICO.PT Sérgio Glotser, director da multinacional para Portugal e Espanha.
A eStara está a desenvolver este modelo há dois anos e o Sporting é o primeiro clube de futebol a aproveitá-lo para uma campanha publicitária. "Fizemos um acordo de exclusividade para o ramo do futebol em Portugal e acordámos com a empresa que seríamos os primeiros a fazer esta experiência no país", disse ao PUBLICO.PT André Rocha, director de marketing do Sporting.
"Quando apresentámos a ideia ao clube eles gostaram, perceberam o conceito e viram potencial. Este tipo de campanha pode ter dois objectivos: divulgar a imagem de uma marca ou promover um produto concreto", explica o responsável da eStara.
No caso do Sporting, o objectivo da campanha é aumentar a venda de gameboxes (bilhetes para assistir a todos os jogos da época). "Está a ter imenso sucesso. Nunca recebemos tantos emails a dar-nos os parabéns, até de pessoas que não são adeptas do clube", disse o responsável pelo marketing do Sporting. Nos primeiros dois dias, o treinador Paulo Bento "fez" 190 mil telefonemas. Uma surpresa para o clube, já que na véspera do lançamento da campanha eram esperadas 150 mil participações até ao final de Agosto, segundo uma nota publicada no site do clube.
Apesar de se tratar de um filme interactivo, o processo de rodagem é igual ao de um filme normal, explicou a PUBLICO.PT Miguel Varela, produtor executivo da Garage Films, a empresa responsável pelos filmes publicitários do Sporting.
Duas horas e meia foram suficientes para gravar o vídeo. "Há um trabalho de actor, as filmagens são ensaiadas, mas os jogadores são sempre muito participativos. Paulinho, o grande roupeiro do Sporting, foi o homem do filme", disse o produtor, que se confessa adepto ferrenho do clube.
A dedicação ao Sporting valeu a Miguel Varela uma pequena partida dos colegas da produtora. No vídeo, quando Paulinho chega ao balneário para dizer ao treinador a quem é que é preciso ligar, o primeiro nome da lista é o do responsável da Garage Films. "Na edição do vídeo puseram o meu nome em primeiro lugar, mas riscado, como grande sportinguista que sou". Os custos da campanha não são muitos, segundo Sérgio Glotser, da eStara "É o custo de produção e depois o custo das chamadas. Mas o resultado é muito eficaz, há muito mais retorno". Na Europa, a tecnologia já foi utilizada para o lançamento do Opel Cabriolet na Bélgica e numa publicidade à Vodafone na Grécia. "Tudo o que é feito a partir de avanços tecnológicos só se vê com o tempo, mas sabe-se que publicidades mais personalizadas são mais eficazes", disse.
"Esta campanha é um complemento. Tínhamos um anúncio muito emocional na televisão, numa lógica mais centrada nos adeptos, mas era preciso um complemento noutro meio, para um público-alvo mais novo e com o contacto directo com os jogadores", explicou André Rocha, do gabinete de marketing do Sporting.
Nem sempre que se acede à campanha Paulo Bento devolve a chamada. O PUBLICO.PT fez a experiência com números de telefone da rede fixa e telemóveis das três operadoras e verificou repetidas falhas em telemóveis da Vodafone e da Optimus. Questionado, André Rocha diz não haver registo de nenhum problema. "A adesão pode ser demasiada para o programa que só faz 30 chamadas por segundo"."
Autor: Marta Ferreira dos Reis, "PúblicoPT", 10-08-2007, 16h43

2 comentários:

Verde Sporting disse...

Também continuo sem perceber o porquê do silêncio do Sporting. Já era mais que tempo de vir alguém do nosso clube dizer basta a tanta vergonha no nosso futebol.

Anónimo disse...

Eu até compreendo o silêncio do Sporting. Toda a gente percebe que o Benfica está por detrás do livro da Carolina Salgado e do Apito Dourado. Foi o Benfica o principal beneficiado com este processo, que lhe permitiu ganhar escandalosamente um campeonato há dois anos, substituindo um sistema azul e branco por um vermelho ainda pior. Ainda por cima, este processo Apito Dourado está cheio de erros processuais e tem muito poucas provas. Em vinte e cinco anos de corrupção flagrante, o Ministério Público só conseguiu arranjar provas de corrupção em jogos como o Porto-Estrela da Amadora e o Nacional-Benfica?? Jogos sem qualquer influência nas classificações! Isto não é NADA! Por isso é que o Pinto da Costa já anda a cantar de galo. A montanha pariu um rato, ponto final. Ainda não será desta que a Justiça consegue desmantelar a corrupção no futebol. Este processo Apito Dourado é um fiasco, que só serviu para promover a carreira da Maria José Morgado e para consumo interno dos benfiquistas. Até são benfiquistas a fazer um filme baseado no livro da Carolina Salgado. Porque carga de água é que o Sporting se haveria de pronunciar sobre esta palhaçada toda? Entre portistas e benfiquistas venha o diabo e escolha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...